Resultados Concurso Alphaversos 2018 – Avaliações do 11º, 12º e 13º colocados

Chegamos ao quarto bloco de avaliações e resultados do Concurso Alphaversos 2018, com o 11º, 12º e 13º colocados, e a disputa foi décimo a décimo! Temos ninjas cibernéticos, mortos-vivos […]

Chegamos ao quarto bloco de avaliações e resultados do Concurso Alphaversos 2018, com o 11º, 12º e 13º colocados, e a disputa foi décimo a décimo! Temos ninjas cibernéticos, mortos-vivos poderosos e guerra entre facções transhumanistas fantásticas?!


13º – Edopunk; por Renato Castro. Um Japão cyberpunk onde corporações travam uma guerra nas sombras através de ninjas e samurais ciborgues.

12º – Reino dos Mortos; por Padre Judas. Em meio ao apocalipse zumbi, os vivos lutam para sobreviver, mas você não é um deles! Você é um dos monstros, e este é seu reino.

11º – Lendas Argarianas; por Raphael Xavier e Henrique Alves. Inicia-se a disputa pelo trono entre facções de desmortos, mercenários, ferais, meio-golens e magos.

Os PDFs – contendo os mini-cenários completos (como submetidos) – podem ser acessados e baixados clicando nos títulos de cada cenário.


Resultados Concurso Alphaversos 2018 - Edopunk

13º. Edopunk

Autor: Renato de Castro (Rio de Janeiro – RJ). Temas: distopia, construtos, disputa de território.

Resumo: Em um futuro onde grandes monopólios e a máfia controlam a política e a segurança pública japonesa o conceito de samurais e ninjas renasce mesclados a robótica e aos planos obscuros dos líderes que dominam o Japão pelas sombras. Uma guerra oculta em meio ao neon de uma ficção cyberpunk repaginando a era feudal de Daimyos e seus asseclas para os líderes em poder e influência nos seus grandes impérios industriais e de marketing protegidos por Samurais que vendem sua autonomia em nome da proteção de seus chefes e Ninjas, figuras sombrias e mortais, mas também as maiores vítimas deste mundo onde tudo tem um preço, até mesmo a vida humana.

Avaliação: Edopunk nos leva a um cenário cyberpunk com elementos do Japão Feudal (tema que estranhamente está ausente), com uma boa abordagem de ficção científica para o re-aparecimento de samurais e ninjas. As regras do 3D&T foram bem utilizadas no geral. Praticamente todos os jurados sentiram falta de antagonistas e/ou personagens de suporte que auxiliassem o mestre na condução da trama, elementos que dariam mais personalidade ao cenário.

? Presença dos Temas: 9,0  Estão todos bem encaixados e aproveitados.” – BURP. Estranhei não usar Japão Feudal como tema.”  – Oriebir.

? Uso das Regras: 8,5 Não há realmente nada de errado, mas senti que o conceito poderia ter sido mais trabalhado (…) com inclusão de mecânicas extras.” – Lancaster.

? Aspectos Gerais: 7,0 A caracterização dos novos samurais e ninjas foi uma sacada bem legal.” – BURP. Faltou talvez um grande antagonista (…) para tornar o cenário mais carismático.” – Armageddon.

MÉDIA FINAL: 8,2

A avaliação completa de “Edopunk”, com comentários e sugestões de todos os jurados, encontra-se na página 2.


Resultados Concurso Alphaversos 2018 - Reino dos Mortos

12º. Reino dos Mortos

Autor: Padre Judas (Belo Horizonte – MG). Temas: distopia, disputa de território, sobrevivência.

Resumo: Um mundo apocalíptico tomado por zumbis em que a Humanidade divide espaço com outras duas novas raças mortas-vivas. Os sobreviventes se dividem em distintas organizações que lutam entre si e internamente.

Avaliação: Reino dos Mortos traz uma subversão esperta do gênero de zumbis, colocando os jogadores como os monstros. Todos os temas escolhidos estão presentes, mas Disputa de Territórios poderia ter sido melhor desenvolvida, com uma descrição mais “física” a respeito do cenário e territórios sob controle e disputa (uma cidade? uma região? um país?). Em parte, esse desenvolvimento não ocorreu para dar espaço a descrição das bem avaliadas Vantagens Únicas. No entanto, devido a limitação de espaço, talvez o custo tenha acabado caro demais.

? Presença dos Temas: 8,5  Estão todos presentes, mas a parte de disputa de territórios fica mais implícita do que clara.” – BURP.

? Uso das Regras: 8,5 São vantagens únicas eficientes e bem-executadas.” – Lancaster. “(sobre as fichas) Nem todas as regras não-presentes no Manual Básico estão referenciadas” – Oriebir.

? Aspectos Gerais: 7,75 “…senti falta de maior descrição a respeito do mundo físico em si.” – Oriebir. Eu gostaria muito de saber mais sobre esse universo.” – Armageddon.

MÉDIA FINAL: 8,3

A avaliação completa de “Reino dos Mortos”, com comentários e sugestões de todos os jurados, encontra-se na página 3.


Resultados Concurso Alphaversos 2018 - Lendas Argarianas

11º. Lendas Argarianas: As Legiões de Ferro

Autores: Raphael Xavier (Manaus – AM); Henrique Alves (Recife – PE). Temas: disputa de território, traição, construtos.

Resumo: Essa história é uma Dark/Fantasy com o foco em uma guerra territorial focada em 5 províncias e seus líderes. Ela apresenta um extermínio de raças e uma tentativa de recriação das mesmas.

Avaliação: Lendas Argarianas é um cenário de fantasia sombria centrado na disputa pelo trono entre diferentes facções. Pensado de modo subjetivo, o tema de disputa de territórios está bem trabalhado, diferente dos outros dois, que ficam entre o implícito e o acessório. As regras foram bem selecionadas, com ajustes simples para se adequar ao cenário. A ambientação está bem firmada, mas alguns jurados sentiram falta de mais elementos a serem desenvolvidos, como descrição dos reinos. O texto parece ter sido escrito às pressas e isso comprometeu um pouco a leitura.

? Presença dos Temas: 8,25  Achei que o tema de traição fica muito implícito” – BURP. Exceto pela Disputa de Território, os outros temas propostos não formam a base do cenário.” – Armageddon.

? Uso das Regras: 9,0 As regras são bem aplicadas, mas poderiam ser melhor desenvolvidas (…) Além disso, regras de outros livros que não o manual básico são citadas, mas não referenciadas.” – Oriebir.

? Aspectos Gerais: 8,0 Dentro das dimensões de um mini-cenário, ele se saiu muito bem.” – Lancaster. Dava para explorar mais alguns detalhes do conflito entre os reinos, mas há uma linha narrativa forte” – BURP.

MÉDIA FINAL: 8,4

A avaliação completa de “Lendas Argarianas: As Legiões de Ferro”, com comentários e sugestões de todos os jurados, encontra-se na página 4.


A imagem do lich pertence a Jambô Editora. Os zumbis são obra de PennyLane17, enquanto a imagem do ninja foi encontrado no site pngimg.com e pode ser baixado neste link.

Pages: 1 2 3 4

About Edu Guimarães

Mestra RPG desde os 10 anos e nunca mais parou. É nerd, biólogo, Leal e Bom.