Resultados Concurso Alphaversos 2018 – Avaliações do 14º, 15º e 16º colocados

Continuamos a revelar as avaliações e resultados do Concurso Alphaversos 2018. Hoje temos diferentes propostas de distopia: sobreviva a fúria de construtos de lava em um mundo em colapso; seja […]

Continuamos a revelar as avaliações e resultados do Concurso Alphaversos 2018. Hoje temos diferentes propostas de distopia: sobreviva a fúria de construtos de lava em um mundo em colapso; seja um autômato condenado ao desmanche; ou ainda, conheça o Império dos pinguins de Madagascar (é sério)!


16º – Wank’a; por Nikos Elefthérios. Uma fantasia pós-apocalíptica, onde as raças restantes lutam pela sobrevivência nas grandes fendas que se abrem até o centro da Terra.

15º – 2046 — Contagem Final para Autômatos; por Breno Rocha. Num mundo controlado por grandes corporações, autômatos com I.A. independente se tornaram obsoletos e são caçados.

14º – Animalia; por Edwy Fontes. A humanidade foi extinta após uma guerra nuclear. Os animais sobreviveram e ganharam inteligência, começando a erguer novas civilizações.

Os PDFs – contendo os mini-cenários completos (como submetidos) – podem ser acessados e baixados clicando nos títulos de cada cenário.


Concurso Alphaversos 2018 - Wank'a

16º. Wank’a

Autor: Nikos Elefthérios (Paulo Afonso – BA). Temas: distopia, disputa de território, construtos.

Resumo: Uma grande Tormenta tomou o mundo, um cataclismo mágico que destroçou o continente, deixando uma grande cicatriz onde antes se encontrava uma imensidão única. Os sobreviventes vivem nas encostas dos fragmentos da própria terra, abismos para o centro do mundo. A superfície é assolada por tempestades terríveis, um lugar impossível de se viver. Das tempestades nascem imensas cachoeiras que varrem as encostas de toda a vida. Então os Construtos chegaram. Antigos e poderosos, eles escalam do centro da terra e sobem as encostas, mantendo a civilização entre a pedra e o martelo. Em cidades suspensas as raças se adaptam a uma vida nômade de eterna luta e perigo. Monstros flutuantes, homens-lagarto que planam, construtos conscientes lutam pelo pouco espaço.

Avaliação: Wank’a é uma fantasia pós-apocalíptica brutal, com uma estética distópica marcante. Já os outros dois temas poderiam ter sido melhor explorados. No que tange às regras para 3D&T Alpha, as raças deveriam ter sido expostas como Vantagens Únicas nos padrões do sistema, dentre outras questões. Todos concordam que o cenário “cria uma imagem forte” e tem personalidade, mas acabou prejudicado na cadência de apresentação de ganchos e elementos importantes para auxiliar mestres e jogadores.

? Presença dos Temas: 7,75  Distopia foi um tema bem explorado. Percebe-se a intenção de uso do tema Disputa de Território, mas sua aplicação é fraca.”  – Oriebir.

? Uso das Regras: 7,25 Faltou explicar melhor a dinâmica de raças (tem custo? São vantagens únicas?)” – BURP.3D&T Alpha tem um sistema bastante consolidado e que não é representado nas fichas vistas aqui.” – Armageddon.

? Aspectos Gerais: 7,5 É um universo de Fantasia Distópica, na seara de ambientações como Dark Sun e elementos que lhe dão muita personalidade.– Lancaster. O cenário tem bastante potencial se alguns outros aspectos dele forem melhor trabalhados.” – Armageddon.

MÉDIA FINAL: 7,5

A avaliação completa de “Wank’a”, com comentários e sugestões de todos os jurados, encontra-se na página 2.


Concurso Alphaversos 2018 - 2042 Contagem Final para Autômatos

15º. 2046 — Contagem Final para Autômatos

Autor: Breno Rocha (Petrópolis – RJ). Temas: distopia, construtos, sobrevivência.

Resumo: Ano 2046. O mundo é controlado por mega corporações e a inteligência artificial está por toda parte. Nesse mundo, robôs autômatos são perseguidos por inteligências artificiais de alcance global, enquanto humanos lutam para sobreviver à margem de uma sociedade que cada vez menos lhes pertence. Você é capaz de sobreviver nesse mundo?

Avaliação: Este provavelmente é um dos cenários que melhor faz uso dos temas escolhidos, e a pontuação máxima no critério é justa (somente o 1º colocado conseguiu igual pontuação). A re-escrita de Vantagens Únicas gerou divergência entre os jurados, resultando numa nota mediana no tópico de regras. Já as regras de sobrevivência foram bem elogiadas, embora haja espaço para desenvolvimento. A proposta foi bem elogiada como um todo, mas sentiu-se a falta de personagens e tramas de suporte para auxiliar o mestre a mover a história do jogo.

? Presença dos Temas: 10,0  Os três bem utilizados e aproveitados como elementos centrais do cenário.”  – BURP.

? Uso das Regras: 7,0 Em alguns pontos, a apresentação das novas vantagens únicas é redundante.” –Lancaster.Gostei bastante da mecânica de compra de recursos” – Armageddon.

? Aspectos Gerais: 7,0 Os méritos de originalidade ficam mais por conta do destaque à sobrevivência em si do que pelos demais fatores. Talvez este possa ser um aspecto ainda mais explorado futuramente.– Oriebir.

MÉDIA FINAL: 8,0

A avaliação completa de “2046 — Contagem Final para Autômatos”, com comentários e sugestões de todos os jurados, encontra-se na página 3.


Resultados do Concurso Alphaversos 2018 - Animalia

14º. Animalia

Autor: Edwy Fontes (Rio de Janeiro – RJ). Temas: distopia, disputa de territórios, japão feudal, sobrevivência, traição

Resumo: Terra, anos após o fim da 3ª Guerra Mundial, a principal causa da extinção da humanidade. Sem sua presença, ou talvez devido sua influência ao longo das eras, os animais evoluíram. Tornaram-se capazes de conversarem entre os de diferentes espécies e agora sobrevivem em um mundo parcialmente destruído. A cadeia alimentar não se alterou, mas agora as presas possuem mais capacidades de se defenderem. Alguns animais aprenderam a usar, mesmo que parcialmente, as tecnologias humanas e assim melhorarem suas chances de sobrevivência.

Avaliação: A escolha de cinco temas foi ousada, mas sentiu-se que não foi possível trabalhar adequadamente tantos elementos, o que pesou na avaliação. A adoção de uma Vantagem Única para animais foi certeira, com alguns jurados apontando espaço para simplificação da mesma.  A proposta de um cenário global pós-apocalíptico protagonizado por animais falantes é bem divertida, mas faltou um pouco de foco sobre o que fazer no cenário, em parte devido a necessidade de incluir tantos temas e subplots. Destaque pro Império dos Pinguins!

? Presença dos Temas: 7,0  É muito tema! Apesar de todos estarem pincelados aqui e ali, faltou dar maior profundidade a esses aspectos.”  – Armageddon.

? Uso das Regras: 8,75 Bem utilizadas. Algumas mecânicas da vantagem única poderiam ser mais simples, mas isso não chega a prejudicar.” – Oriebir. Ele foi ao ponto necessário — uma vantagem única para animais.” – Lancaster.

? Aspectos Gerais: 8,5 Zootopia hardcore, só pode dar certo!– Armageddon. A ideia principal é legal, mas faltou dar um foco mais claro para o cenário.” – BURP

MÉDIA FINAL: 8,1

A avaliação completa de “Animalia”, com comentários e sugestões de todos os jurados, encontra-se na página 4.


As imagens do robô e homem-bode usadas neste artigo pertencem a Jambô Editora, enquanto a imagem dos pinguins foi baixada nesse link.

Pages: 1 2 3 4

About Edu Guimarães

Mestra RPG desde os 10 anos e nunca mais parou. É nerd, biólogo, Leal e Bom.