Os Melhores do Ano do RPG!

Finalmente o resultado da votação dos Melhores do Ano do RPG está aqui. Foram duas semanas em que recebemos 1453 votos. Foi um grande sucesso para uma votação que tinha por objetivo ser um teste e um incentivo para a blogosfera se mexer e melhorar essa budega para o ano que vem. Para começar, espero que o pessoal se mexa e me ajude a encontrar um dispositivo que possa servir a votação e evitar o problemão que são os votos seguidos permitidos pelo Google Docs.
Mas vamos deixar estes problemas para resolver com vocês nos comentários, e vamos mostrar e discutir os resultados a partir daqui.
Melhor Editora

Sem surpresas aqui, apesar de que a surra fenomenal que gaúcha Jambô Editora deu na paulista Devir Livraria foi realmente impressionante e pode surpreender alguns.
A Jambô conseguiu 1125 votos, equivalente a 86% dos votos, contra 178 da Devir, que ficou com apenas 14%. Sinceridade? Mais que merecida a vitória. Além do excelente trabalho, os guris da editora gaúcha realmente sabem trabalhar sua imagem junto ao público, ganhando fama de simpáticos e comprometidos com o público.
Já a Devir, mesmo quando faz um bom trabalho, acaba estragando tudo por não saber gerenciar sua imagem com o público. Só notar pelo caso dos lançamentos para D&D4E este ano. Foram quatro títulos em seis meses. A Devir bem poderia ter colhido louros com o público pelo seu comprometimento com a nova edição de D&D, no entanto perdeu essa chance ao prometer nove títulos na RPGCon. Assim, em vez de ser a editora que lançou quatro títulos em seis meses, virou a editora que não cumpriu o que prometeu.
Lançamento do Ano
A Jambô Editora conseguiu emplacar uma dobradinha nesta categoria emplacando o primeiro e segundo resultados. O gigantesco Guia do Mundo dos Reinos de Ferro conseguiu quase metade dos votos, 545 ou 42% do total, e levou o título de Lançamento do Ano. Em seguida vem o título que fechou a linha Tormenta d20 da Jambô, Contra Arsenal, com 373 votos ou 29%.
Em terceiro, um pouco apagado, vem o Livro do Jogador 4E, com 193 votos, ou 15% do total. O Manual do Malfeitor de M&M também conseguiu 108 votos e chegou a 8% do total. Outros títulos nem mesmo conseguiram 30 votos.
Melhor Editora Internacional
Não foi uma vitória tão espetacular quanto a versão nacional, mas a Paizo mostrou força e venceu a Wizards of the Coast com 626 contra 292 votos, ou 48% contra 22%.
Outras editora que mostraram força junto aos votantes foram a White Wolf e a Green Ronin, com 16% e 10% dos votos totais. Outras editoras mal chegaram aos 3%.
Lançamento Internacional do Ano

A segunda maior vitória nessa votação ficou por conta do Pathfinder RPG Core Rulebook, que conseguiu impressionantes 784 votos, 60% do total. Em segundo lugar ficou o Mouse Guard RPG, com minguados 208 votos (16%), e seguido de perto por Geist: Sin Eaters, com 149 votos (11%).
Já era de se esperar que a disputa ficasse entre os dois títulos, mas é impressionante como o Pathfinder RPG é popular aqui no Brasil entre os leitores da blogosfera. Isso mostra o poder do hype criado pela Paizo e pela guerra das edições.
Melhor Blog

E chegamos no momento mais espinhoso. Teve um bocado de gente por aí fazendo #mimimi porque seu blog preferido X ou Y não foi colocado na lista dos indicados. Bem, fodam-se vocês, não preciso levar em consideração quem não tem a hombridade de falar o que pensa na minha cara.
Ah, você tem a mesma dúvida e teve a hombridade de me perguntar cara a cara? Beleza, vou explicar como expliquei para todo mundo. Este primeiro prêmio/concurso/votação/whatever é só uma experiência para o futuro. A idéia é forçar o pessoal da blogosfera, que vem agindo feito uma blogaysfera¹ desde 2008 quando essa idéia surgiu, a se mexer e fazer essa budega funcionar de uma vez.
Sim, porque desde que os blogs eram só meia dúzia de gatos pingados essa idéia ia e vinha na lista de discussão dos blogs. E como a democracia de Atenas não funciona quando o negócio é internet, as pessoas nunca se acertavam.
Então, sim, houve uma montoeira de problemas neste primeiro Melhores do Ano. Mas coloquei o negócio na rua e só me custou, acreditem se quiser, vinte e sete minutos para fechar o texto e por a votação no ar. Vinte e sete minutos. Os blogs de RPG vinham discutindo como fazer isto há dois anos. Dois anos. Espero que todo mundo tome vergonha na cara e apareçam lá na lista de discussão dos blogs de RPG para trabalhar e fazer algo muito melhor no próximo ano. Agora, voltemos a nossa programação normal.
Numa votação pra lá de acirrada entre os leitores do .20 e da Taverna do Goblin, os .vinteiros venceram, com uma pequena margem de 15 votos. O .20 recebeu 575 votos (40%) contra 560 votos (39%) do Goblin. O Paragons veio em terceiro, com 200 votos (14%). Os outros blogs mal chegaram aos 3% dos votos.
Na minha opinião, o Paragons poderia ter vencido fácil, se tivesse se dado ao trabalho de pelo menos avisar seus leitores da votação. Sim, particularmente acho que o Paragons foi o blog do ano, mesmo que tenha seguido minha obrigação e votado no meu próprio blog. Bem, mais sorte no próximo ano, tenho certeza que estarão na lista de indicados de novo.
Aos malditos leitores lunáticos do .20 que fizeram massvoting na gente, muito obrigado, seus bastardos, amo muito todos vocês! Sério. Mas que vou arranjar um jeito de cortar suas perninhas na votação do ano que vem, com a ajuda do resto da blogosfera, ah, isto eu vou!
¹ Sem querer sacanear o Shido, que, verdade seja dita, é mais macho que muita gente que conheço neste mundinho do RPG.

João Paulo Francisconi

Amante de literatura e boa comida, autor de Cosa Nostra, coautor do Bestiário de Arton e Só Aventuras Volume 3, autor desde 2008 aqui no RPGista. Algumas pessoas me conhecem como Nume.

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Tek disse:

    Blogaysfera é copyright do Tek.

  2. rsemente disse:

    É isso ai João!
    Quem bota a mão na massa tem que receber todo o crédito, e não deve receber criticas descabidas. Afinal, por que quem reclama não foi lá e fez? ou se juntou com você quando as trombetas de guerra foram entoadas chamando para a batalha?
    E acima de tudo você teve a coragem e honestidade de admitir o modo meio improvisado da votação e prometer que próximo ano tentará ser melhor. isso já vale meu dois cents.
    No mais parabéns.

  3. FenrirX disse:

    Parabéns a todos os vencedores: não é a toa que receberam os votos, é opinião da massa da blogosfera. E que venha os melhores do ano de 2010!

  4. Rogerio Saladino disse:

    Meus parabéns para a Jambô, que eles merecem.
    E ainda tem gente que fica dizendo que o mercado está ruim, que o RPG está ruim e essas coisas pra justificar que não faz nada… o bacana é ver gente como o povo da Jambô arregaçando as mangas e trabalhando enquanto outros reclamam.
    Parabéns mesmo.

  5. RODO disse:

    Bom, pelo menos tá bem melhor que o do oscar do ano passado. rs
    Brincadeiras a parte, to bastante feliz com esse resultado…
    João Paulo,
    parabéns pela iniciativa (espero que ano que vem tenha mais mesmo)

  6. Rovalde disse:

    Realmente o mercado de RPG tá quente e BLOGs com material de qualidade estão aparecendo como pipoca! Btw, muito boa as indicações! Parabéns! 😀

  7. Cabelo Branco disse:

    Os blogs não refletem a verdade.
    Como o D3 disse em um podcast, a grande maioria dos jogadores não tem acesso a internet baseado nas inúmeras cartas que a devir recebe.

  8. Cabelo Branco disse:

    Os blogs não refletem a verdade.
    Como o D3 disse em um podcast, a grande maioria dos jogadores não tem acesso a internet baseado nas inúmeras cartas que a devir recebe.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: