Modelos de Campanha: Realidade Alternativa

Você tem um grupo de jogadores que nunca se decide o que quer jogar? Em todas as aventuras um dos jogadores quer trocar de personagem? O mestre está de saco cheio de sempre mestrar no mesmo cenário? Se você se encaixa em qualquer um desses casos talvez uma campanha ao melhor estilo “realidade alternativa” seja a solução para você e seu grupo.

Exilados é uma HQ da Marvel que conseguiu surpreender os leitores ao mesmo tempo que não ficava amarrada a cronologia de anos e anos que a editora carregava. A história trata de um grupo de heróis que são abduzidos de suas respectivas dimensões enviados em missões para consertar outras dimensões. Complicado? Vocês vão ver que é mais simples do que parece.

 

O início

Os jogadores acordam em um deserto, e veem ao longe uma cozinha, com um pequeno homem de avental preparando alguma coisa. Os jogadores vão de encontro ao homem — seja por curiosidade (uma cozinha no meio do deserto é decerto intrigante), ou porque é a única coisa a se fazer em toda a imensidão de areia que os cerca. Quando se aproximam percebem que o homem é calvo, mas bastante barbado e no lugar dos olhos só se encontram escuridão. Quando todos chegam ele inicia um discurso:

Acredito que vocês tenham dúvidas, vou responder primeiro o que todos se questionam. Nós estamos em lugar nenhum, em tempo algum. Estamos fora da realidade.

Eu sei que isso pode parecer loucura mas é deveras simples de se compreender, veja bem. Cada um de vocês pertence a uma realidade diferente, e eu tirei vocês de seus mundos de origem.

Por que eu fiz isso? Ora, eu fiz isso porque vocês iriam morrer e eu tinha uma utilidade melhor para vocês. Como eu trouxe vocês para cá no exato momento em que vocês morreram eu não mudei a sua realidade em nada, mas em compensação te ofereço um ótima oportunidade, além de ficarem vivos vocês ainda irão salvar todas as realidades. Existem trilhões de realidades alternativas, quem vocês conhecem em seus mundos podem ser seus inimigos em outros, ou quem sabe ser do sexo oposto ou até mesmo nunca ter existido. O problema é que em certos momento ocorrem algum erros um tanto quando grotescos em algumas realidades, tão grotesco que não podemos ignorar.

Como assim quem não pode ignorar? Me desculpe, percebo agora que ainda não me apresentei, eu sou o Corretor Cronológico, e sou uma das pessoas que elege equipes de bravos heróis para consertarem as realidades, vocês aceitam esse fardo?.

Vocês não vão ganhar nada com isso, apenas ficarão vivos, como eu lhes falei eu tirei vocês de suas realidades no exato momento em que vocês iriam morrer.

Fico feliz que tenham aceitado, já vou lhes enviar para a sua primeira missão, quando vocês conseguirem concluí-la vocês serão enviados automaticamente para uma nova realidade, e assim sucessivamente. Quando vocês chegarem lá lhes direi telepaticamente o que deve ser feito para consertar a realidade aonde vocês estão. Lembrem-se, vocês não ficarão sempre juntos, e nem sempre serão somente vocês, para cada missão eu enviarei quem eu achar necessário. Acredito que já tenha falado demais. Até mais.

Um buraco negro surge e suga todo o grupo para o seu interior e quando saem se encontram em um novo mundo.

 

Vantagens desse modelo de campanha

Eu narrei acima o início de uma campanha de exilados, depois dessa introdução o mestre pode iniciar cada aventura na chegada dos jogadores na realidade que ele planejou. Vejamos abaixo algumas vantagens presentes nisso:

  • Em cada mundo tudo que os jogadores conhecem poderá estar de modo diferente. Na primeira saga dos Exilados nas Hqs a missão deles é salvar aquele que seria o conciliador da raça humana e da raça mutante, o grupo obviamente pensou em salvar Charles Xavier, o professor X, mas naquela realidade o objetivo de Xavier era matar todos os humanos, enquanto que Magneto queria a paz entre humanos e mutantes. Ou seja, através de um conceito conhecido do leitor o roteirista apresentou algo diferente. O mesmo pode ser feito pelo mestre.
  • Uma aventura pode se passar no oeste selvagem, com a próxima se passando no ano de 2099.
  • Os jogadores não precisam ficar com um personagem sempre, se eles quiserem basta criar outro e quando os personagens trocarem de realidade o antigo personagem não vai junto com o grupo, e surge o novo personagem jogador. O mesmo vale para caso alguém falte ou caso apareça alguém a mais para jogar.
  • Os jogadores podem jogar com conhecidos que não tem problema. Se todos os jogadores quiserem ser o Homem-Aranha todos poderão ser, pois cada um será um Homem-Aranha de uma realidade diferente da outra.
  • O jogador tem total liberdade para criar um personagem, pois estamos falando de realidades alternativas, então as possibilidades são infinitas. Imaginem uma realidade onde a tia May tenha sido picada pela aranha radioativa, pode existir, basta o jogador ou o mestre criar.

É muito importante frisar que por mais que eu esteja falando de uma HQ da editora Marvel, e dando exemplos referentes a editora, lembrem-se que vocês não precisam se limitar a isso, uma campanha ao estilo “Realidade Alternativa” suporta animes, mangás, filmes, seriados e tudo mais que você quiser.

Você pode jogar uma aventura em que um jogador será o Goku (Dragon Ball), outro o Ichigo (Bleach) e o terceiro o Metabee (Medabots) tendo que derrotar o Suzaco (Yu Yu Hakusho) para consertar uma realidade onde o Yusuke (Yu Yu Hakusho) pereceu ao lutar.

Ou então Jack Bauer (24 Horas) e Dean (Supernatural) devem ir a ilha de Lost e raptar Walt (Lost), que conseguiu ser salvo antes que fosse sequestrado comprometendo assim toda a realidade.

Nesse tipo de campanha seu único limite é a própria imaginação, vale tudo tanto para criar personagens quanto para criar aventuras.

Boa sorte e bom jogo.

Obs.: Falarei mais de campanhas de super heróis futuramente.

Imagens de: Marvel

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Kuro disse:

    Pensei em Tsubasa Chronicle, com seus três Shaorans, três Sakuras e três Tomoyos, e isso é só o começo, tem ainda outros personagens de SCC e muitos outros mangás da CLAMP… xDD

  2. Eu e meu colega nos estamos criando um livro que tem como titulo DEFENSORES DE TOQUIO .voces acham que consiguiremos ? pois temos de tudo para conseguir,e temos muita fé em Deus.

    • Lipe disse:

      Role um 1d6:
      1) Conseguem, pô!
      2) Com Fé não costuma falhar…
      3) Imagino o conteúdo.
      4) Sejam bem-vindos!
      5) Voltem Sempre!
      6) Role novamente.

  3. Pensei que tal livro já existisse…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: