Itens de autorejeição do RPG Superstar

Por Sean K. Reynolds
Ano passado compilei uma lista de coisas que podem desqualificar instantaneamente seu item. Eu irei postar elas uma por uma conforme nos aproximamos do 1º Round da competição deste ano. Aqui vai o primeiro desta lista.
1. Seu item é uma “magia num pote.”
Se tudo que seu item faz é permitir ao dono usar uma ou mais magias em particular certo número de vezes por dia, isto é o que nós podemos chamar de uma “magia num pote” (abreviado como “MNP”).
É chato. Não é criativo. E não vai fazer você ir para o 2º Round do RPG Superstar.
Não me entenda errado, existe um lugar no jogo para itens MNP. Eles são parte da fantasia e parte do jogo, coisas básicas que muitos aventureiros precisam. A seguir há uma lista de apenas alguns dos itens mágicos MNP do livro básico.
amulet of proof against detection and location, bead of force, boots of levitation, boots of speed, boots of teleportation, broom of flying, cape of the mountebank, carpet of flying, chime of opening, cloak of displacement, cloak of etherealness, crown of blasting, crystal ball.
Todos eles são itens úteis. Eles apenas não são particularmente interessantes em termos do que podem fazer. Todos eles duplicam magias existentes. Se seu item apenas deixa o dono lançar um efeito de uma magia existente, isto não é inovador – qualquer um que conheça o jogo pode fazer este item mágico. Seu objetivo como um competidor no RPG Superstar é mostrar aos juízes e votantes que você tem o talento criativo para fazer algo legal, interessante e divertido… e colocar uma magia num item não é nada disto.
2. Seu item é um “canivete suíço.”
Na vida real, um canivete suíço é uma faca cheia de funções e ferramentas. O típico CS tem lâminas de vários tamanhos, um cortador de unha, abridor de latas e tesouras. Alguns mais elaborados incluem caneta laser, lupas, disco USB e por aí vai.
Em outras palavras, são várias ferramentas colocadas num mesmo dispositivo que não tem muito a ver uma com a outra. E isto é mais ou menos o que um item mágico “canivete suíço” é: um monte de magias, poderes ou efeitos que podem ou não ter um tema em comum. Também conhecido como item “tudo em um”.
Se o seu item faz X, e você acha que isto não é legal o suficiente, adicionar Y ao item não necessariamente fará isto mais legal. E adicionando Z em cima disto não fará isto legal, tampouco. E isto não vai levar você ao 2º Round do RPG Superstar.
Por exemplo, vamos dizer que você fez um amuleto que lhe deixa disparar um searing light ray uma vez por dia, mas você percebeu que os jogadores vão sentir falta de serem capazes de vestir um amulet of natural armor neste espaço, então você dá ao seu amuleto a habilidade de conjurar barkskin uma vez por dia. Estas duas habilidades não tem nada a ver uma com a outra, e colocar elas no mesmo item não o faz mais interessante. Se você decide que seria legal que o amuleto deixasse usar fly uma vez por dia, isto também não tem relação com o resto das habilidades do item. Você pode ser capaz de criar algum tipo de tema ou histórico sobre o item para unificar estas três magias num único conceito (como digamos, “isto pertenceu a um arquidruida cujo companheiro coruja ficou muito velho para voar, então ele fez isto para permitir a seu amigo a magicamente voar com ele, e adicionou algumas magias de batalha porque ele é OWLSBERG, A CORUJA DA DESTRUIÇÃO FLAMEJANTE DA MEIA-NOITE!”), mas este é um design mais fraco que criar um tema coerente para o item e pegar habilidades baseadas neste tema.
É totalmente possível para um item ser um Magia Num Pote e um Canivete Suíço. Todos os bastões, por exemplo, são MNP e CS (razão parcial para bastões não serem uma opção para o 1º Round). Um strand of prayer beads é tanto MNP quanto CS, e não vai chegar ao 2º Round (é um item útil, apenas não interessante).
Há um lugar no jogo para itens CS. Existem muitos itens mágicos no livro básico de Pathfinder RPG que são CS, e eles são legais porque tem um tema conciso. Por exemplo: gem of brightness (tema: luz), helm of brilliance (tema: luz e fogo), restorative ointment (tema: efeitos curativos), robe of stars (tema: estrelas, tanto como um destinação, fonte de sorte/destino ou arma).
Note que todos os itens acima fazem coisas diferentes que você não pode fazer com magias, ou tem um jeito diferente de ativar seus poderes. Isto ajuda a distinguir um item como algo mais que apenas um CS. Por exemplo, uma luva que lhe permite neutralize poison, remove disease ou cure light wounds não é tão interessante quanto um óleo que faz exatamente a mesma coisa.
Um típico CS é apenas uma coleção de efeitos que você pode determinar aleatoriamente numa mesa. Isto não inovador ou criativo. Seu objetivo como competidor no RPG Superstar é mostrar aos juízes e votantes que você tem o talento para fazer algo legal, interessante e divertido… e um item que posso criar rolando três vezes numa lista de magias não nenhuma destas coisas.
3. Seu item tem história (tanto do item quanto do seu criador) ou descrição física de mais.
Itens mágicos são divertidos de usar, tanto como mestre como jogador. Eles fazem coisas legais. Quando o personagem de Bob veste seu amuleto mágico que absorve 30 pontos de dano de fogo por dia, Bob está pensando “Estou feliz que tenho meu amuleto que absorve fogo!”. Absorver dano de fogo é legal.
O jogador Bob não está pensando, “Estou feliz que este amuleto foi criado por Zoglon, o Multifacetado, 230 anos atrás, foi perdido em um naufrágio, foi achado por alguns bandidos, roubado por um gnomo assassino e se tornou meu quando o gnomo falhou em me matar!” História não é legal da mesma maneira que as habilidades do item são legais. Explodir coisas com um lança-rojão é mais legal que a história dos lança-rojões.
Escrever muito histórico sobre um item, tanto sobre isto quanto sobre seu criador, é uma distração do que seu item faz. O objetivo do jogo é que os PJs são heróis e você está explorando a história destes heróis, não a história de gente que já morreu há centenas de anos. Em muitos casos, os jogadores nunca vão conhecer o histórico de um item a menos que ele seja um verdadeiro item legendário, e se ele não é legendário então realmente não importa quem criou o item ou como isto chegou até os PJs, porque o jogo é sobre os PJs. Por exemplo, a Millennium Falcon é uma nave legal, mas a história é sobre Han Solo, não o engenheiro que fez a nave. (Note que o fato que Lando Calrissian costumava ser o dono da nave é um elemento interessante da história, e você pode usar isto como um ponto legal da campanha, mas isto não é o foco da história, e o fato importante é que a nave pertence a Han agora e é um elemento da história de Han).
O jogador Bob também não está pensando “Estou feliz que tenho um amuleto hexagonal, feito em ouro e incrustado com marfim, em uma corrente de prata, com uma gema vermelha em cada ponta e uma gema branca no centro, carregando uma inscrição élfica na parte de trás sobre proteger a família real, e uma imagem de um valoroso guerreiro élfico na frente.” A menos que você precise ilustrar o item ou sua aparência é a chave para algum ponto da história, uma longa descrição física é desnecessária.
Para colocar de outro modo: se a descrição ou história do seu item é mais longa que a descrição das mecânicas de jogo, você está tentando fazer o seu item legal com sua descrição ou história, em vez do item ser legal por si mesmo.
O 1º Round do RPG Superstar não é sobre provar que você pode descrever um mago antigo legal ou a conturbada história do item. É sobre fazer um item mágico legal. Não confie em descrição ou história para “vender” o seu item; muitas pessoas nos anos anteriores sentiram que seu item era muito pequeno, e adicionou texto descritivo extra para compensar isto. Alguns itens são legais em 200 palavras. Outros são legais em 100 palavras. Adicionar 50 ou 10 palavras de histórico não necessariamente faz o item ser mais legal. Uma cloak of arachnida é um item legal descrito em 112 palavras, incluindo texto de estatísticas, e apenas dez destas palavras descrevem como isto se parece.
Faça um item mágico legal. Itens mágicos legais fazem coisas legais; isto pode parecer como lixo e ainda ser legal (a Millennium Falcon é um exemplo disto, também). Não tente usar história ou descrição física para tornar um item comum mais legal.

Traduzi as três primeiras dicas, aparentemente elas estão saindo uma por dia e não vi nada falando sobre quantas dessas dicas haverão, mas elas são legais e vão aparecer traduzidas por aqui conforme forem surgindo.

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Tek disse:

    Gostei do Owlsberg. Vou arrumar um, com o amuleto, pra mim.

  2. Shido disse:

    De certo é por isso que a Paizo nunca é indicada na categoria "Best Writing" nos ENnies.

  3. Tek disse:

    Vai ter de mandar pra eles.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: