Tormenta 4e: Deuses – Marah

Mais uma adaptação dos deuses de Arton para Dungeons & Dragons 4ª Edição. Que tal dar uma olhada na Deusa da Paz?

Marah – A Deusa da Paz

Enquanto outros deuses buscam guerra e massacre, Marah é a Deusa da Paz. É venerada por todos aqueles que não desejam lutar, aqueles que buscam solucionar conflitos de formas não violentas. Por vezes é vista por Khalmyr e Keenn como alguém fraca e tola, capaz de tolerar qualquer sofrimento apenas por um pouco de paz. Mas engana-se, quem pensa em Marah como alguém solene ou pacata; ela é também a deusa do amor e alegria, aí residindo sua força verdadeira — pois de que adianta vencer uma guerra, sem paz e alegria para celebrar mais tarde? Lena, Wynna e Oceano são seus maiores aliados.
Tendência: Imparcial.

Talentos

Estes talentos estão disponíveis para devotos de Marah.
Aura de Marah [Divindade]
Pré-requisito: Canalizar Divindade como característica de classe, deve ser devoto de Marah.
Benefício: Você pode invocar o poder de sua divindade para usar Aura de Marah.

Aura de Marah Poder de Talento
A paz e alegria que seus olhos transmitem desestimulam os inimigos de causar qualquer mal a você ou seus aliados.
Encontro Divino
Ação Padrão Pessoal
Canalizar Divindade: Você só pode usar um poder de Canalizar Divindade por encontro.
Efeito: Gaste um pulso de cura. Você soma seu modificador de Carisma em todas as suas defesas até o final de seu próximo turno. Em compensação você fica enfraquecido pela mesma duração.
Sustentação Mínima: Você mantém a aura funcionando, mas permanece enfraquecido.

Sacrifício pela Paz
Pré-requisito: Car 13+, ter o poder Santuário, deve ser devoto de Marah.
Benefício: Como uma ação menor você pode gastar um poder de ataque que não seja sem limites para recuperar o uso do Santuário.

Poder

Este poder está disponível para devotos de Marah.

Palavras de Bondade Utilitário 2
A paz que flui de você o ajuda a acalmar e conseguir a cooperação das pessoas.
Encontro Divino
Ação Menor Pessoal
Efeito: Você ganha até o final de seu próximo turno um bônus de +5 no seu próximo teste de Diplomacia. Além disso, você pode fazer este teste de Diplomacia no lugar de um de Intimidação para exigir a rendição de inimigos.

– – –
Sugestões?

Você pode gostar...

5 Resultados

  1. Heitor disse:

    Que tal dar uma olhada na Deusa da Paz?
    Depois que umas certas fanarts dela começaram a circular pela net, todo mundo quer dar uma boa olhada nela…

  2. Nibelung disse:

    Primeiro, Unaligned = Imparcial. Já te falei isso umas três vezes, e tu sempre esquece. Aproveito pra adicionar que Minor Action é Ação Mínima, e não menor.
    Aura de Marah não deveria ter a palavra-chave Psíquico, porque essa palavra-chave é utilizada para dano, e o poder não causa dano.
    Sacrifício Pela Paz deveria ter como pré-requisito conhecer o poder Santuário, e não necessariamente Clérigo 2. Multiclasse com clérigo pode dar esse poder no nível 6, tornando o talento acessível pra mais jogadores devotos de Marah, o que é sempre bom.

  3. CF disse:

    Hahaha. Na verdade, até este post de Marah eu havia escrito todo o material desde Khalmyr no mesmo dia. E esqueço sempre de mudar os que já estão agendados. Por isso sempre aparece com o nome errado. Hehehe.
    Eu coloquei a palavra-chave psíquico num momento de insanidade temporária quando o poder ia ser algo ativo contra quem ataca o personagem, no lugar de um bônus para as defesas dele. Terminei esquecendo de tirar.
    É uma boa a mudança no requisito. Clérigo 2 torna o talento acessível por personagens com multiclasse em clérigo, mas é melhor desatrelar para não confundir os jogadores.

  4. Saruman disse:

    Gostei muito, sou muito fã de Marah e sempre que posso jogo com clérigos ou samaritanos de Marah(e quando meu grupo deixa tbm ;)). Ficou legal sim. Desculpa só não entendi a mudança, quer dizer que se torna ativo ao invés de bônus nas defesas? O.O
    Parabéns pela iniciativa.

  5. CF disse:

    É. Na versão anterior (antes de publicar aqui) eu ia fazer a Aura de Marah ser um efeito ativo, que tira a vontade de atacar do alvo (mais ou menos como é na 3e). Mas achei melhor ir pelo caminho mais simples e apenas aumentar a defesa do seguidor em troca dele não ficar numa posição menos ofensiva.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: