Tormenta 4e: Deuses – Allihanna

Agora que já vimos um pouco das raças de Arton, que tal explorar os deuses? Aproveitei que o Tek esteve aqui em Brasília e tivemos algumas sessões de torós de idéias sobre como os deuses de Tormenta ficariam no Dungeons & Dragons 4ª Edição. Eis uma pequena prévia:

Allihanna – A Deusa da Natureza

A Deusa da Natureza, representa a bondade inerente ao mundo natural, a pureza das plantas e animais. É a divindade principal dos druidas — e, embora estes tipicamente adotem uma postura neutra, a Mãe Natureza demonstra amor por suas criações. Povos bárbaros veneram várias faces desta deusa, que costuma se manifestar como um animal de muitas cabeças. É adversária de Tanna-Toh (que não tolera a selvageria) e Ragnar.
Tendência: Imparcial.

Talentos

Estes talentos estão disponíveis para devotos de Allihanna.
Amigo dos Animais
Os animais não o percebem como uma ameaça, a menos que você queira.
Pré-requisito: Qualquer classe divina, deve ser devoto de Allihanna
Benefício: Você ganha treinamento na perícia Naturalismo. Sempre que fizer testes de Naturalismo para lidar com animais ou para determinar o conhecimento de seu personagem a respeito de bestas naturais, você pode rolar o dado duas vezes e escolher o resultado que preferir.
Raízes de Allihanna [Divindade]
Você suplica a Allihanna que lhe conceda um pouco de seu poder.
Pré-requisito: Canalizar Divindade como característica de classe, deve ser devoto de Allihanna
Benefício: Você pode invocar o poder de sua divindade para usar Raízes de Allihanna.

Canalizar Divindade: Raízes de Allihanna Poder de Talento
Atendendo ao seu pedido, Allihanna faz raízes brotarem do chão e prenderem seu inimigo no lugar.
Encontro Divino
Ação Menor Pessoal
Canalizar Divindade: Você só pode usar um poder de Canalizar Divindade por encontro.
Efeito: Seu próximo poder de ataque divino deixará o alvo imobilizado até o final de seu próximo turno.

Voz de Allihanna
Você possui maior facilidade para falar com animais
Pré-requisito: Nível 3, deve ser devoto de Allihanna
Benefício: Uma vez por dia você pode realizar o ritual Falar com Animais sem gastar os componentes necessários.

Poder

Este poder está disponível para clérigos, paladinos e patrulheiros que venerem Allihanna:

Memória Racial Utilitário 2
A natureza primal que habita você conecta-se com a essência do lugar no qual está, e acessa as memórias de seus ancestrais selvagens que já estiveram em terrenos similares.
Diário Divino, zona
Requisito: Clérigo, Paladino ou Patrulheiro, venerar Allihanna, só pode ser usado em ambientes naturais.
Ação Menor Explosão contígua 5
Efeito: A área afetada torna-se uma zona na qual ambas as naturezas, a sua e a do lugar, estão ligadas. Dentro desta zona você recebe um bônus igual à sua Sabedoria em todos os testes de Exploração e Naturalismo. Você pode conceder este bônus para um aliado seu dentro da zona como uma ação padrão. Além disso, você recebe um bônus de +1 em sua CA enquanto mantiver-se dentro da área afetada.

Ritual

Eu não pretendo entrar na parte dos rituais ainda, mas este aqui é importante para o funcionamento do talento Voz de Allihanna.
Falar com Animais
Mesmo você não sendo da mesma espécie, os animais respondem quando você fala com eles.
Nível: 3                                     Custo de Componentes: 25po
Categoria: Adivinhação   Preço de Mercado: 125po
Tempo: 10 minutos            Perícia-chave: Naturalismo (sem teste)
Duração: 10 minutos
Ao longo da duração do ritual, você é capaz de falar com bestas naturais. Seu teste de Naturalismo determina o número de respostas que é capaz de obter com a conversa com o animal.

Resultado do Teste
Número de Respostas
9 ou menos Nenhuma
10 – 19 Uma
20 – 29 Duas
30 u mais Três

As experiências dos animais podem ser muito limitadas, dada a sua baixa inteligência. Eles podem indicar acontecimentos, mas a forma deles perceberem o mundo influencia muito suas respostas. Um lobo poderia não saber diferenciar soldados por seus uniformes, mas com certeza saberia dizer como eles cheiravam.
– – –
E então? O que acharam? Estou indo pelo caminho certo?

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: