Tormenta 4e: Raças de Personagem V – Minotauros

Depois de indicar a situação em Arton das raças em comum entre Tormenta e o Livro do Jogador (tá, isso foi cára de pau, eu sei), e de oferecer explicações razoáveis sobre como inserir no cenário as três novas raças básicas do Dungeons & Dragons 4ª Edição (Draconatos, Eladrins e Tieflings), chegou a hora de apresentar um pouco de regras. Chegou a hora de adaptar os Minotauros!
Para aqueles que assinam o D&D Insider: a revista Dragon #369 trouxe o minotauro como uma raça jogável. Se quiserem, podem usar aquele minotauro de lá. Pessoalmente, eu acho ele bestial demais, e acredito que o minotauro artoniano seja um pouco mais civilizado.
Eis a minha versão:

Minotauros

Monstros civilizados que acreditam no uso da força para a imposição de seus ideais de honra

TRAÇOS RACIAIS

Altura Média: 1,80m – 2,10m
Peso Médio: 120Kg – 150Kg
Valores de Habilidade: Força +2, Constituição +2
Tamanho: Médio
Velocidade: 6 quadrados
Visão: Normal
Idiomas: Comum, Minotauro
Bônus em Perícias: Natureza+2, Tolerância+2
Cabeça-Dura: Você tem um bônus racial de +1 para a Vontade
Chifres: Os chifres do minotauro podem ser usados como armas (veja as estatísticas abaixo).
Lógica Labiríntica: Sempre que você fizer qualquer teste de perícia para evitar de se perder ou orientar-se em locais confusos, você rola duas vezes e escolhe qual resultado usar.
Chifre da Retribuição: Os minotauros podem usar chifre da retribuição como um poder por encontro.

Chifre da Retribuição Poder Racial do Minotauro
Seu oponente investe contra você, sem saber o que espera por ele.
Encounter
Reação Imeadiata Pessoal
Gatilho: Seu oponente faz uma investida contra você.
Efeito: Você pode fazer um ataque com seus chifres que causará 1[A] + modificador de Força de dano e empurrará o inimigo 1 quadrado.

A raça guerreira dos minotauros é composta por humanóides de grande estatura com corpos humanos musculosos e cabeças bovinas. Embora a cabeça de touro seja a mais comum, existem variações dentro da raça mais parecidas com outros grandes herbívoros aparentados.
Não existem minotauros fêmeas: eles acasalam-se com escravas humanas ou meio-elfas. O bebê, quando menina, será da raça da mãe – e quando menino, será minotauro. É comum minotauros mais abastados instituírem haréns.
Jogue com um minotauro se você quiser . . .

  • ser um poderoso aventureiro dotado de grande força e resistência.
  • ser um indivíduo de aparência bestial vindo de uma cultura extremamente organizada e civilizada.
  • ser membro de uma raça que favorece as classes guerreiro, paladino e patrulheiro.

Traços Físicos

Minotauro artoniano, captado por Marco Poli

Minotauro artoniano, captado por Marco Poli


Os minotauros são humanóides de grande estatura com corpos humanos e cabeças bovinas. Embora a cabeça de touro seja a mais comum, existem indivíduos com cabeças de búfalo, gnu, bisão, boi-almiscarado, antílope, alce e outros animais aparentados. Alguns possuem cascos bipartidos no lugar de pés, mas esta não é a regra. Suas mãos apresentam um número variável de dedos, de três a cinco, sendo um deles sempre um polegar opositor. Elas não foram feitas para trabalhos muito delicados.
Os chifres de um minotauro são motivo de orgulho e admiração. Embora as formas e tamanhos variem muito de indivíduo para indivíduo, eles são sempre polidos, afiados e/ou adornados com anéis de ouro ou prata. Um minotauro preza seus chifres como a um tesouro. Cortá-los é o maior insulto que se pode fazer a um minotauro. É igual cortar a barba de um anão.
De fato, é uma desonra tão grande ter os chifres cortados, que isto serve de punição para minotauros criminosos e demais párias da sociedade. Como os chifres sempre podem crescer de novo, normalmente esta punição dura apenas o tempo de crescimento dos chifres. A exceção são os minotauros que perdem os chifres em batalha. Perder o chifre em batalha é tido como uma marca de bravura e orgulho, caso os minotauros saibam como o indivíduo os perdeu.
Minotauros vivem tanto quanto um humano.

Jogando com um Minotauro

Minotauros acreditam bastante na idéia de que força é poder. Não apenas a força física, mas a capacidade de vencer obstáculos e adversários que interponham-se entre você e seu objetivo. Para eles, você só é merecedor de algo se tem a força para evitar que tirem aquilo de você.
Outra característica marcante dos minotauros é a sua honra. Para eles a lealdade é a forma mais comum de se expressar esta honra. Uma vez dada a palavra, o minotauro dificilmente voltará atrás – mesmo que isso signifique dar sua vida. Além disso, os minotauros buscam não usar armas superiores às de seus oponentes. O combate deve ser vencido pelo melhor guerreiro, não por aquele que detém as melhores armas. Claro, este senso de justiça é aberto a interpretações. Uma arma mágica pode ser considerada inferior a uma garra de dragão, ou a vantagem numérica pode ser vista como um compensador. Como tudo mais em sua sociedade, este código de honra é simplesmente intrincado e baseado demais na lógica labiríntica dos minotauros para ser compreendido por seres de outras raças.
Minotauros possuem um grande medo de altura. Eles não se sentem seguros quando estão mais altos dos que conseguiriam alcançar com suas mãos, e dificilmente aproximam-se de janelas ou bordas de lugares altos, justamente por este medo.
Características dos Minotauros: Arrogante, cabeça-dura, condescendente, disciplinado, educado, feroz, incompreendido, militarista, protetor, racional, rude, sábio, zeloso.
Nomes de Minotauros: Antonius, Augustus, Aurelius, Brutus, Caius, Cícerus, Claudius, Cornélius, Deodatus, Fabius, Hermineus, Julius, Laelius, Laurus, Longinus, Marcus, Marius, Maximus, Octavius, Pontius, Sextus, Tacitus, Tertius, Trácio, Titus, Urbano, Victor.

Chifres:

Os chifres dos minotauros podem ser usados como armas. Além disso, eles podem ser alvo do ritual Encantar Item Mágico.
Eles possuem as seguintes estatísticas.

Arma Prof. Dano Alcance Grupo Propriedades
Chifre +3 d6 Unarmed Arma leve, mão inábil

– – –
Aí está a minha versão para o minotauro artoniano. O que acham? Pretendo mudar o poder de encontro. Alguma sugestão sobre que tipo de poder colocar?
Edit: Agradecimento especial ao Balard e ao Nibelung pelos apontamentos sobre ajustes que a raça precisa.
Na próxima vou adaptar os Nagah.

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. balard disse:

    Development Time!
    Ele tem as defesas baixas, os dois bônus de atributos são no mesmo par. Coloca um +1 de Will ou Ref pra compensar.
    O os poderes de raça são meio fracos. A retribuição é boa, mas muito específica. A lógica é temática, mas raramente vai ser utilizada. O chifre parece ser uma boa idéia, mas o visual de um minotauro só atacando dando chifrado, especialmente o minotauro tamanho normal de Arton é estranha. Eu deixaria usar ele só na carga.
    Dúvida, a retribuição pode ser usada com qualquer arma ou só o chifre? Se for a primeira falta a keyword nela. Se for a segunda ela vai ficar muito fraca com o passar do tempo, já q seu chifre não é mágico.
    Pra finalizar é bom colocar 6 feats(3 heroic, 2 paragon, 1 epic) e um paragon path. A raça tem q ser mais que os bônus do primeiro nível.

  2. Nibelung disse:

    Além do comentário acima, a característica “off-hand” foi traduzido como Mão Inábil.
    Adicione também nos chifres a possibilidade deles serem encantados com o ritual Encantar Item Mágico.
    Por fim… um minotauro pesando um quilo e meio? XD

  3. hackbarth disse:

    Muito bem feito. Tenho que fazer uma versão para GURPS! (A versão que saiu na DB não presta! Como uma raça que preza tanto o conhecimento e que tem os melhores arquitetos de Arton tem penalidade na IQ!?)

  4. CF disse:

    Valeu pelo feedback, gente.
    @balard: Eu ia colocar o +1 de Will, mas em algum momento do processo eu pensei em deixar eles com bônus de For e Sab, aí tirei. Depois, quando voltei atrás, terminei deixando de fora. Valeu por ter apontado, eu passei batido mesmo.
    Está absolutamente certo sobre o poder de raça. E ainda por cima era para ser usada apenas com o chifre, o que torna realmente ela muito fraca. Vou mudar.
    O chifre está lá como arma por ser, de fato, algo que ele pode usar como arma. A idéia de um minotauro atacando primariamente com eles é meio estranha mesmo (Zidane!), mas não acho que vai ser o caso. Quem sabe com alguma propriedade específica que limite seu uso?
    Quanto aos extras (talentos e trilha exemplar), essas coisas eu vou adicionar mais na frente, quando for cuidar de cada um deles. Pode deixar que eu não esqueci.
    @Nibelung: São minotauros anoréxicos, hahaha!
    Valeu pela lembrança sobre o encantamento dos chifres. Vou colocar a referência.
    @Hackbarth: Eu boto fé. De fato, boto fé em todas estas adaptações de cenários. Muitas vezes deixei de jogar com um cenário legal por ele estar atrelado a um sistema chato. Acho que a adaptação para GURPS seria um resgate bem legal.

  5. ismael disse:

    gostei do minotauro e resolvi tentar fazer os Meio-Gênios para 4ªediçao…
    queria saber se eu poderia t enviar para q vc desse sua opiniao?
    vlw

  6. CF disse:

    Claro. Sem problema algum.
    Você pode mandar para o meu e-mail ([email protected]) ou, o que eu acho até melhor, você pode postar no fórum da Jambô (http://www.jamboeditora.com.br/forum/viewtopic.php?t=3616), onde não terá apenas a minha opinião, como também a de outras pessoas.

  7. ismael disse:

    ah postei la no forum da Jambô…
    mas postei no Fan Fiction & Fan Art…
    http://www.jamboeditora.com.br/forum/viewtopic.php?t=3786
    aki…

  8. Rasec disse:

    Eu vejo os Minotauros como gurreiro, ou melhor comandante de linha de frente, que geralmente usa uma arma do tipo machado, clava, martelo, etc. material pesado e de empacto. Nesta publicação ficou parecendo que só ataca de chifres e não sendo esperto coisa que ele e bastante, principalmente nas astursia criadas em labirintos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: