Ideias para aventuras de Halloween

Olá pessoal, como andam de Halloween? Ou você comemora o dia do Saci? Ou pra você nem fede, nem cheira?

Enfim, venho aqui apresentar ideias para aventuras temáticas de Halloween. Neste caso, serão duas. Uma das minhas ideias, no caso, a que meu grupo mais gostou das temáticas, e outra do chefe Tek (lenda do fórum da Jambô). Apesar das aventuras terem sido mestradas em sistemas/cenários específicos, creio que são fáceis de adaptar para qualquer outro cenário ou sistema.

A Cidade Amaldiçoada

Esta aventura se passa na cidade de Karitania, no reino de Fortuna em Arton. Na época, eu era rato do Reinado 3D&T, e fuçava aqueles três módulos para criar diferentes aventuras. E aí, lendo sobre o reino de Fortuna, encontrei a cidade que foi amaldiçoada. Basicamente, toda a população se transforma em lobisomens (não lembro se em algum momento específico ou se toda noite), e no dia seguinte é como se nada tivesse acontecido.

Partindo da descrição da cidade, foi simples bolar a aventura. Os personagens estavam no reino de Fortuna e precisavam de um lugar para passar a noite. Precisei apenas bolar um mapa de uma cidade e popular com uma cidade de lobisomens. Não demorou para os jogadores perceberem que precisavam sair da cidade, ou se esconder por uma noite para sobreviver. E foi isso.

A hospedaria ficava no meio da cidade, de modo que para qualquer direção que escolhessem percorreriam quase a mesma distância. Foi bem legal ver os jogadores cruzando a cidade enfrentando lobisomens a torto e a direito. Nessa aventura, ainda coloquei um vampiro em algum porão (como se a dificuldade de sair da cidade não fosse o suficiente) e apresentei uma Clériga de Lena, caçadora de mortos-vivos.

 

A Arte do Improviso

Essa aventura foi do Tek, mestrada como um one-shot num evento de animes, em que ele deixou livre para os jogadores criarem os personagens, sem nenhum tipo de ficha. Cada um descreveu a aparência física, uma habilidade ou item que seria seu “poder” e uma característica marcante no seu background (pra ser utilizada tanto pra fazer eles se encontrarem quanto avançar a história). A ideia era eles se conhecerem numa cidade que sofreu um ataque de criaturas estranhas e irem até uma segunda cidade investigar relatos dessas criaturas.

Daí em diante tudo pode ser criado enquanto o jogo vai fluindo, ajustando conforme os personagens e os jogadores interagem. Importante encontrar no background de pelo menos um dos personagens algo para relacioná-lo (preferencialmente de forma direta) com as criaturas estranhas, pra criar algum tipo de conflito no grupo e fazer a história avançar. Depois é só ir acompanhando as decisões dos jogadores e o efeito que isso pode e vai causar no grupo, e ir lapidando as coisas enquanto elas acontecem.

 

Finalizando

Então, mãos à obra! Duas ideias simples que divertiram dois grupos diferentes. Sempre é bom lembrar que é isso que importa. Mestrar ou narrar é fazer seu grupo se divertir. Se você conseguir isso, está fazendo um bom trabalho.

 

Feliz Halloween, feliz Dia do Saci!

 

A arte em destaque da postagem é do Marvino Sousa (@MarvinoSousa) link para a imagem destacada.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: