Campanhas continuadas

Você certamente ao terminar de ver algum filme, seriado, anime ou manga já se pegou questionando: “O que será que aconteceu com os personagens depois do fim?”. A diferença dessas mídias que eu citei para o RPG é que no RPG você pode criar a continuação das suas histórias. Então, mãos a obra.

A passagem do tempo

Seu grupo já está jogando a um bom tempo com os mesmos personagens, já estão extremamente fortes mas também estão cansados de jogar com eles? Ai entra a ideia da campanha continuada, encerra-se uma campanha e começa-se outra, anos depois, de tal modo que a história dos personagens anteriores interfiram nas futuras aventuras. Dragon Quest fez isso com maestria nos primeiros jogos da série (para quem não conhece, Dragon Quest I, II e III são uma trilogia onde os jogos não são continuações diretas um do outro mas, ao todo, formam uma única estória, assim como o IV, V, e VI são outra trilogia). Quem sabe um dos antigos personagens jogadores por algum motivo virou um ditador e agora ele será o vilão da nova aventura? Ou então o filho de algum deles é um dos novos personagens jogadores e ele vive sempre a sombra do pai que foi um grande herói de outrora? As possibilidades são imensas.

Narrativa em cadeia

Entretanto o mais divertido de utilizar um recurso desses é se ele for planejado previamente. Se você for o mestre se programe, prepare uma aventura para, por exemplo, se passar em três épocas diferentes, para o final verdadeiro só se dar no fim da última aventura, só tenha cuidado para não frustar os jogadores, lembre-se que cada aventura deve ter um final, não deixe ganchos, ou perguntas sem respostas de uma era para outra, pois quando você for respondê-las pode correr o risco dos jogares nem se lembrarem mais do ocorrido.

Finalizando

O recurso de campanha continuada quando bem utilizado pode render ótimas aventuras, principalmente se for utilizada sem o conhecimento dos personagens. É muito divertido, por exemplo, você estar jogando com um personagem, e depois quando esta jogando com outro e voltar para a cidade que foi com o seu personagem anterior ver que mudaram o nome da cidade para o nome dele. Essas pequenas coisas acabam criando uma mitologia própria para o seu mundo de jogo, independente de qual for, e com os jogadores participando disso eles se divertirão muito mais, acredite.

A imagem deste post é de divulgação do filme História Sem Fim.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: