A volta dos Reinos de Ferro

Capa da segunda edição (e da primeira também)


Não é uma volta completa, já que isto depende da Privateer Press e não da Jambô, mas é um sinal da vontade da editora gaúcha em continuar o cenário mesmo com as dificuldades da falta de lançamentos lá fora. Anunciada para o ano passado e atrasada por conta de problemas na editora estadunidense, finalmente chega a 2ª edição da aventura que deu origem aos Reinos de Ferro: A Mais Longa das Noites.

Ela era apenas uma criança quando sua mãe foi condenada e executada por bruxaria.
Ela quer apenas sua mãe de volta. Isto é tão errado assim?

Mas, às vezes, se você quer que algo seja feito, precisa derrubar uma cidade com uma horda de mortos-vivos.
Publicada originalmente em 2003, A Mais Longa das Noites é a primeira parte d’A Trilogia do Fogo das Bruxas, uma série de aventuras situada nos Reinos de Ferro. Agora este clássico do RPG está de volta, em uma edição revisada, atualizada e com 16 páginas de conteúdo adicional.
Este livro contém:

  • Uma aventura instigante, repleta de ação e suspense, planejada para personagens do 1º ao 3º níveis.
  • A descrição e o mapa de Corvis, a Cidade dos Fantasmas.
  • Informações sobre armas de fogo e tecnologia a vapor.
  • 13 novos monstros, incluindo o gorax e o andarilho do pântano.
  • A Missão dos Tolos, uma aventura inédita envolvendo o submundo de Corvis.

Embarque em uma jornada envolvendo uma jovem feiticeira obcecada por vingança, um maligno rei deposto e uma espada necromântica que é o centro de tudo — a lâmina negra Fogo das Bruxas.

A Mais Longa das Noites 2ª edição terá 80 páginas em preto e branco e capa mole, mas ainda sem preço definido. De qualquer jeito, finalmente vou poder completar minha coleção dos Reinos de Ferro!

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

12 Resultados

  1. Eles podiam lançar como um volume único.

  2. Leandro disse:

    Se a ideia é continuar o cenário, por que não publicar Liber Mechanika (128 páginas), Five Fingers: Port of Deceit (200 páginas) e Monsternomicon Vol. 2 (240 páginas)? Com mais de 500 páginas de material inédito no Brasil, alegar falta de lançamentos lá fora como justificativa para a estagnação da linha aqui dentro soa um pouco forçado.
    O mais provável é que a editora, com receio de investir na tradução de títulos cuja atratividade pode ser reduzida pela iminente nova edição, preferiu repor um livro que já estava praticamente 90% pronto, além de influenciar a venda de suas continuações. Para aqueles que já se aventuraram pelos eventos da trilogia, resta aguardar novidades sobre a real volta dos Reinos de Ferro à ativa.

    • Rafael Araujo disse:

      Bem leandro, não sei se conhece o Reduto do Bucaneiro e nossa E-zine, porem lá o Guilherme fala sobre não conseguir lançar mais nada até o momento.
      Até os fãs americanos estão cobrando a ausencia total do "Staff" no forum. Eles estão VENDENDO MUUUUUITA miniatura, sendo uma das 3 franquias líderes mundiais e por isso, rpg pra eles não rende quase nada comparado a isso. Junte ao fato do D&D 3.x ter acabado e teremos um cenário que eles não tem interesse de continuar. Infelismente, nosso ritmo de lançamento no brasil não é rápido e por isso não deu tempo de aproveitar o "boom" do cenário, assim como a versão em espanhol.
      Mas acompanhe o Blog do Reduto, nós temos muitas novidades quase diariamente.

  3. Rafael Araujo disse:

    E concluíndo. Recentemente tive acesso à The Witchfire Trilogy – Collected Edition, nela você terá duas aventuras (ou Bridges como está no livro). A Fool's Errand, onde após a MLdN, os PJ's chamam a atenção de Hamil Bodak (Lâminas Bodak) que tem uma longa rixa contra o Capitão Helstrom. Decidido a testar os PJ, Bodak e um ladino chamado Draegyn os recruta e são enviados para "recuperar" um aparato experimental chamado "Thunderwicket". Mal sabem eles que enfrentarão um Malek "O LOuco" Redgrave da quadrilha dos Grifos. Os vão passar sérias complicações e podem ter otimos beneficios para as ASdE. Esta aventura deve ser narrada após a MLdN.
    A próxima aventura é Umbral Spiral, esta aventura acontece logo depois que Dumas é solto e os Skorne estão em Corvis. Através de Dumas,
    os PJ são contactados por um homem que se diz agente da Ordem da
    Iluminação que precisa recuperar um importante tomo que está na Universidade de Corvis. Este homem, Devlin Bain, está sigilosamente tentando se livrar de uma infernal que tem lhe atormentado. No decorrer da aventura os PJ's terão a oportunidade de explorar a Universidade de Corvis e conhecer o famoso Professor Pendrake. Esta aventura irá conceder pelo menos dois aliados importantes, alem de abrir os olhos dos jogadores para conhecimentos das trevas. Essa aventura deve ser narrada após a ASdE, não a temos para download.

  4. Rafael Araujo disse:

    Bem, até o momento, isso já era esperado.
    Meu sonho era que fosse feito a edição especial com capa dura e as DUAS aventuras adicionais.
    Mesmo assim, será otimo para todos os fãs do cenário.
    Conte com o Reduto do Bucaneiro para isso!!!

  5. Sebastião Nemo disse:

    Sim, na convenção de "lock and load" no meio deste ano iriam fazer algum anuncio sobre o rpg

  6. Rafael Araujo disse:

    Como sempre TEK, vc e sua infantilidade criando ainda mais facção no rpg.
    A aventura errand's fool é gratuita amigo!

    • Tek disse:

      Falou o cara que disponibiliza(va) pirataria no blog.
      Pode até ter estado disponível gratuitamente por um período, mas atualmente não está mais e esse é todo o meu ponto. Inclusive hoje em todo lugar que eu pesquiso pra ver se deixei passar ela custa 5 dólares para baixar, "gratuitamente" agora só em torrents e sites de download tipo 4shared. Se nem no Bucaneer Bass tá disponível de graça, então tem alguma coisa errada.
      O fato de um PDF ter sido disponibilizado gratuitamente por um curto período de tempo não te dá o direito de continuar disponibilizando ele dessa maneira para sempre. Para você ela foi gratuita porque você fez o download na época que ela era de graça, outras pessoas que quiserem ela hoje precisam pagar. Pra facilitar seu entendimento, pense nos produtos com desconto ou em promoção: o preço deles é menor (ou gratuito caso compre em grandes quantidades) durante um determinado tempo, depois ele volta ao normal e quem aproveitou a promoção, aproveitou. O melhor exemplo seria o Busca Final, que está disponível gratuitamente para download e, por vontade dos autores, vai continuar assim para sempre.
      Se você colocar o link para o download gratuito da aventura original ao invés da SUA cópia (que se for disponibilizada para download hoje é tão legítima quanto esses torrents) faço até questão de divulgar, senão nada feito. Entendeu agora ou preciso desenhar também?
      Aprenda uma coisa: eu nem te conheço pra ter alguma coisa contra você, só contra essa tua atitude.
      Eu não gosto de pirataria, e estou no meu direito manter isso afastado do blog. Em um país que leva isso a sério o blog poderia ser tirado do ar e o responsável, no caso eu, ser acionado judicialmente. Se aqui no Brasil eles não levam isso a sério, o problema não é meu.

  7. Rafael Araujo disse:

    Existe uma opinião PRÉ formada e contra isso não existem argumentos, logo, essa discução é infundada e sinceramente, esse discução é tão infantil quanto as dezenas que você já engajou nas Comunidades que participa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: