QG Brasil – Jou Ventania

Iniciando uma coletânea de heróis brasileiros, apresentamos Jou Ventania, talvez o mais famoso desses heróis. O ritmo de Copa do Mundo inspirou-nos a fazer essa pequena e singela “homenagem” aos “desconhecidos” heróis nacionais.

Todos os Direitos Reservados à Augusto Oliveira e Portal Defensores.

A série conta a história de Augusto Oliveira, um ex-soldado do exército brasileiro que recebeu poderes especiais de uma entidade conhecida apenas como espírito, uma alma renegada em busca de perdão. Com seus novos poderes, Jou Ventania como passou a se chamar, começou a atuar como vigilante em Vencesleng, uma cidade próxima ao Rio de Janeiro perdida nos negócios sujos de políticos corruptos e vilões sem rosto. À medida que as atitudes do soturno herói tomam forma, novos aliados, e novos vilões, tomam forma para auxiliar e atrapalhar a vida de augusto. Criado por Lincoln Nery, Jou já possuiu diversas origens: um super herói como muitos, com seus ideiais altruístas e justiça inabalável, um vampiro atormentado por sentimentos de culpa, e finalmente a forma mais conhecida de hoje, como um vigilante solitário e avesso à sociedade que protege. À medida que o autor adquiria novos conhecimentos e gostos, o mundo de Jou Ventania crescia cada vez mais, com  deias se tornando mais complexas,  e novos detalhes sendo criados, como Vencesleng, uma cidade ficticia, no lugar do Rio de Janeiro, onde heróis secundários passaram a atuar, e vilões mais cativantes como o Enigma, em uma clara referência aos vilões pertubados de Batman.

Se você for um bandido e encontrar um destes pelas ruas, comece a chorar

Por falar no homem-morcego, Jou Ventania tem boas influências da série, tendo um bom contraste com as histórias “coloridas” muitas vezes vistas por apreciadores de quadrinhos. nacionais Outro detalhe marcante são as características dos personagens, tendo um toque nacional de conceitos há muito tempo utilizados por HQs. Atualmente a série está em seu terceiro número, e vale a pena dar uma conferida.

E. para o pessoal sentir o clima das histórias de Jou Ventania, apresento-lhes a ficha do herói, em conjunto com um novo kit de personagem. Em breve eu trarei maiores detalhes, como o mapa de Vencesleng e alguns de seus vilões. Maiores detalhes podem ser conferidos em http://jouventania.multiply.com/. O kit de personagem, assim como diversas outras novidades para super-heróis como as vantagens marcadas com um * podem ser vistas no Manual do Super-Herói (o link está na 3D&Teca). Então, sem enrolação, vamos à elas:

Jou Ventania: F3, H4, R3, A2, PdF3; 25 PVs, 15 PMs; Vantagens: Super Força I*, Regeneração, Mentor (Espírito), Pontos de Vida Extras X1; Perícias Sobrevivência e Investigação; Equipamento: Pistola com Arpéu* (na forma de um bracelete na perna de Jou), Granadas* (todas) – 30 PEs; Desvantagens: Identidade Secreta* (Augusto Oliveira) , Protegido Indefeso (Daniele Dutra e Agatha Oliveira).

“Herói? Não. Apenas um cara que não aceita as coisas do jeito que estão”

Augusto Oliveira é um rapaz de passado misterioso, que voltou recentemente para sua cidade natal, Vencesleng, para resolver assuntos inacabados. Enquanto isso, no Inferno, uma alma renegada pede perdão à Deus pelos seus pecados. Deus o perdoa, mas impõe uma condição para o espírito: consertar um pouco do mal que causou. O Espírito vagou pela terra em busca de alguém que pudesse o ajudar, e depois de tanto tempo incitando a vingança, ele escolhe alguém a quem possa incitar a justiça: Augusto Oliveira.

Com seus novos poderes, uma incrível força física e capacidade rápida de regeneração, somada ao treinamente tático que tivera no exército brasileiro, Augusto toma a identidade de Jou Ventania, resolvendo os assuntos de seu passado sob a nova forma, obstinado a manter o equilíbrio entre o bem e o mal na cidade perdida, além de encarar o próprio mal dentro de si. Embora hajam outros heróis atuando em Vencesleng e arredores, Jou prefere agir sozinho, fazendo a justiça com as próprias mãos.  Augusto não é um anti-herói sanguinário, mas está longe de ser um herói bonzinho.

Novo Kit de Personagem: Aventureiro Fantasiado

Exigências: Força 1, Habilidade 2, Crime, Esporte

O aventureiro fantasiado depende de uma combinação de alguém sobre-humano e uma série de dispositivos para combater o crime e a injustiça. Apesar de faltarem alguns dos poderes mais espetaculares de outros heróis, este aventureiro pode lidar com uma vasta gama de desafios.

– Acrobacia Audaciosa: dependente de suas capacidades físicas, um Aventureiro Fantasiado aprimora o corpo para realizar incríveis façanhas acrobáticas. Ele soma +2 nos testes de H para a perícia Acrobacia.

– Equipamentos: um Aventureiro Fantasiado começa o jogo com 10 Pontos de Experiência (PE’s) extras, que devem ser usados única e tão somente para comprar equipamentos. Estes PE’s não podem ser “economizados” para compras futuras, devendo ser gastos no momento em que o personagem é criado.

– Flanquear: quando o Aventureiro Fantasiado ataca um alvo que já esteja envolvido em combate contra outro oponente (aliado ou não), esse alvo é considerado indefeso contra o Aventureiro Fantasiado.

– Passo Furtivo: motivado por treinamento intenso, um Aventureiro Fantasiado soma +2 aos testes de H para Furtividade.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Ô Llipe, mas na adaptação do personagem você abriu mão do uso do Kit Aventureiro Fantasiado? Entretanto, ainda assim a adaptação pode ser feita, o que me faz pensar (nada de novo) que as regras básicas do 3D&T já são o suficiente, na imensa maioria dos casos, para adaptar supers. E Jou Ventania como “provavelmente” o mais famoso dos heróis brasileiros é injustiça. Há muitos que tiveram publicações de alcance nacional, por editora (Judoka, Capitão 7, Raio Negro – pra falar dos antigos – Cometa, O Gralha, Overman, Meteoro, os Combo Rangers, Necronauta – pra citar alguns mais modernos).
    É isso. Fica a dica!

  2. Calma que agente chega lá!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: