Tormenta 4e: Deuses – Ragnar

E voltamos com mais deuses de Tormenta para Dungeons & Dragons 4ª Edição, vamos tentar agora com um deus mais mortífero:

Ragnar – O Deus da Morte

Antigo deus menor da raça bugbear, Ragnar ascendeu como o Deus da Morte após a vitória da Aliança Negra dos goblinóides, tornando-se a divindade principal destes e outros monstros. Ao contrário do que muitos pensam, Ragnar não quer destruir Arton — e sim dizimar os humanos, elfos e anões, para vingarse dos milênios de humilhação e derrota sofridos pelas raças monstruosas ao longo da história. Hoje ele está muitíssimo satisfeito em seu trono de ossos élficos, gargalhando enquanto seu arauto Thwor Ironfist comanda suas legiões bestiais.
Tendência: Caótico e Maligno.

Talentos

Estes talentos estão disponíveis para devotos de Ragnar.
Aura de Ragnar [Divindade]
Pré-requisito: Canalizar Divindade como característica de classe, deve ser devoto de Ragnar
Benefício: Você pode invocar o poder do deus da morte para usar Aura de Ragnar.

Aura de Ragnar Poder de Talento
Muitos tremem diante da selvageria e promessa de um fim doloroso ao testemunharem um servo do Deus da Morte fazendo seu trabalho.
Encontro Divino, Medo
Ação Livre Explosão contígua 1
Gatilho: Você derrota ou deixa sangrando um inimigo com um ataque seu.
Efeito: Todos os inimigos dentro da área oferecem vantagem em combate para você e seus aliados até o final de seu próximo turno.

Poder

Este poder está disponível para personagens de classes divinas que venerem Ragnar:

Toque da Ruína Ataque de Nível 5
Você carrega a destruição em suas mãos, e às vezes está disposto a liberar um pouco dela.
Diário Divino, Implemento
Ação Padrão Toque corpo-a-corpo
Alvo: Uma criatura.
Ataque: Sabedoria vs Reflexos.
Acerto: 1d8 + modificador de Sabedoria de dano e o alvo fica enfraquecido até o final do seu próximo turno.
Especial: Se o alvo estiver sangrando, aumente o dano para 3d8 + modificador de Sabedoria. Caso este dano reduza o alvo a zero PV, seu corpo terá sido desintegrado.

– – –
E aí? O que acharam?

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Nibelung disse:

    Monstros na 4e tem regras diferentes dos jogadores. Quando eles chegam a 0 PVs morrem ou ficam inconscientes imediatamente (a escolha do jogador que deu o golpe final), e não há testes de morte pra eles.
    E Dying é morrendo, não agonizando.

  2. Heitor disse:

    No caso do toque da ruína, como o Nibelung falou, o melhor era que um adversário que tivesse seus pontos de vida reduzidos a 0 fosse totalmente destruído. Seria útil contra seres que podem se regenerar ou recuperar pontos de vida quando os seus são zerados.

  3. CF disse:

    Duh! Essa foi longe, hehehe. Esqueci que a mecânica do morrendo só existe para personagens jogadores.
    Tsc tsc tsc. Coisa feia de se fazer. Valeu pelo aviso, galera.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: