Diário de Campanha: Mafiosos & Lobisomens

De volta com mais um relato da minha campanha no antigo Mundo das Trevas adaptado para Re.ação!, desta vez o grupo finalmente se reuniu! Antes de começar, um até agora… básico para vocês se situarem. Meu personagem é uma versão russa do Solid Snake chamado Sergei Romanov, e é um anão vermelho, como ficaram conhecidos os agentes da KGB que se tornaram freelancers da espionagem internacional com o fim da guerra fria. Neste prelúdio, no entanto, ele está nos primeiros dias pós-Queda do Muro de Berlim e ainda é um espião soviético em terras tupiniquins.
Sergei finalmente reestabeleceu o contato com Moscou, e recebeu como missão evitar o assassinato de um importante político de esquerda, que acabou se desdobrando em uma caçada aos líderes de uma organização que pretende controlar os rumos políticos do país. Nesta caçada, uma peça importante é um bandido chamado Renato, e por isso meu personagem acabou se envolvendo com mafiosos italianos e chineses em São Paulo.
Na última sessão, enquanto tentava plantar escutas no esconderijo dos mafiosos italianos, Sergei foi descoberto e uma perseguição de carro se iniciou, infelizmente com as chances contra mim. Um dos pneus do carro já havia sido atingido por um tiro.
A perseguição se constituiu de vários testes resistidos de Condução e dois testes de Conhecimento (local) para encontrar uma área de floresta onde poderia abandonar o carro e armar uma armadilha para os meus perseguidores. Graças a uma boa sorte nos dados, acabei despitando um dos carros e provocando a colisão do segundo. Então a tal armadilha na floresta (e os usos de certas perícias que eu já estava planejando) vai ficar para uma próxima.
Depois disto, verifiquei as escutas que havia colocado e pelo menos uma não havia sido encontrada, deixei gravando e fui tentar novamente encontrar o Renato, desta vez através de contatos na polícia. Um sucesso decisivo num teste de Obter Informação (que me fez perder quatro pontos de Renda em subornos) e finalmente descobri o que realmente aconteceu com o filho da mãe: ele estava escondido com a polícia federal. Aparentemente, em troca de proteção ele entregaria alguns dos líderes do crime organizado de São Paulo, o que me deu uma baita idéia.
Com um teste de Falsificação e outro de Enganação, forjei documentos de investigador da promotoria e fui até o escritório da polícia federal, onde consegui a informação de que Renato, em uma operação bem irregular dos federais, seria liberado para fazer alguns contatos no submundo no dia seguinte.
De lá, fui encontrar os tais mafiosos chineses com quem havia marcado uma reunião na sessão passada, e é aí que entra Ru Huang, personagem do Rangel. Membro em ascenção da mafia chinesa e carniçal de um Tremere, tem como guarda-costas Helena Bragança, personagem do Jairo. Helena é uma médica ex-presidiária e lutadora de luta-livre que se tornou carniçal de um Brujah. Se isso não faz sentido para vocês, não sou eu que vai ajudar a entender, também acho estranho.
Neste encontro, depois de expor a situação que o Renato estava criando, fiz uma proposta: Ru Huang capturaria Renato com a minha informação e levaria o crédito por livrar seus superiores de problemas com a justiça e em troca eu teria algum tempo para extrair informações do safado antes dele ser executado.
No meio da reunião, o telefone de Helena toca e eu acabo sendo tragado para uma emergência pessoal da personagem. Alguém estava tentando sequestrar sua filha e todo mundo seguiu para o lugar ? onde uma feroz batalha entre dois monstros enormes e peludos estava sendo travada. Aparentemente um dos monstros tentava proteger a filha de Helena enquanto o outro tentava chegar até ela.
O grandão protegendo a menina era o personagem do Lucas, novato do grupo, e aparentemente é um lobisomem. O personagem também se chama Lucas. Lucas Lucas, para ser mais exato. Novatos… 🙂
O combate se desenrolou sem problemas. Tiros, tentativas fracassadas de atropelamentos, mordidas, garras, mais tiros, mais garras, uns três ataques furtivos meus e tudo resolvido. Infelizmente, assim que o monstrão malvado caiu, o monstrão bonzinho urrou feito o animal que é e todo mundo menos o meu personagem acabou caindo vitíma do Delírio. Agora estou sozinho na frente de uma fera ensandecida de quase 3 metros de altura. Será que sobrevivo à próxima sessão?

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

10 Resultados

  1. LeoXorao disse:

    Espero que sobreviva, que ler mais posts :). Saudades do Mundo das Trevas, ultimamente só consigo jogar D&D pela net. Masss… melhor que nada.

  2. LeoXorao disse:

    Espero que sobreviva, quero ler mais posts :). Saudades do Mundo das Trevas, ultimamente só consigo jogar D&D pela net. Masss… melhor que nada.

  3. Tek disse:

    Juntou duas coisas que eu curto. Massa!

  4. Arquimago disse:

    espero que fique bem… mas eu em, que mistura!

  5. Thiago disse:

    Médica, ex-presidiária, lutadora de luta livre e carniçal de um Brujah!?!?!?!?!?!?!
    Vocês usam drogas enquanto jogam?

    • Nume Finório disse:

      O Jairo deve usar quando vai fazer os personagens dele xD

    • Oriebir disse:

      Ele deve usar uma tabela de background aleatório! =D

    • adao_pinheiro disse:

      O problema é que resumindo desse jeito qualquer personagem é idiota. O fato é que uma personagem com uma estória bem elaborada, que explica por que e como uma simples médica se tornaria assassina de seu marido, presa, humilhada, transformada em uma lutadora, e por fim, carniçal de um Brujah.
      Mas, talvez, o Jairo poderia simplesmente apelar para o motoqueiro malvadão na Harley, ou então para o Tremere fresco e organizado que estuda ocultismo até quando está cagando. Ou ainda para o misterioso caçador de sobretudo e espada metido a highlander, tão comuns em tantas campanhas de Storyteller.
      Nume, da próxima vez, se for descrever algum PJ, descreva direito, ou então evite transformá-lo numa coisa aberrante. O seu personagem poderia muito bem ter sido resumido a um "soviético socialista evitando o Impeachment do Collor no Brasil", o que, a princípio, não tem porra de nexo nenhuma. =P

  6. fernando brauner disse:

    world of darkness maravilhoso cenario…
    em reação deve ficar o bixo…
    heheheheh….
    to doido esperamndo a versão 3.0

  7. Roger Medeiros disse:

    alguma previsão para o lançamento da 3.0?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: