Enquanto isto, nas preparações para a Gen Con

Acho que não é segredo que eu gosto muito do trabalho da Paizo. Mas este post não tem muito a ver com o que a empresa faz ou deixa de fazer, mas com o quê deveria ser feito no Encontro Internacional de RPG pelas empresas que estão dispostas a tornar seus jogos mais populares. Hoje estava lendo uma chamada da Paizo de dois dias atrás por mestres de jogo e ajudantes para o stand da empresa na Gen Con 2009.
Apesar da chamada oficialmente dizer “voluntários”, mais parece que a Paizo está empregando todo mundo. Sério. A Paizo vai gastar mais com alguns voluntários do que eu recebo em um dia inteiro de trabalho duro. E eu costumo ganhar mais de cem reais em dias de trabalho duro…
Eles dividiram os voluntários em várias categorias e distribuiram recompensas de acordo com o esforço de cada um. Vou traduzir aqui:

Tipos de voluntários e recompensas
Assistente Voluntário
Os assistentes voluntários irão trabalhar próximos de mim todos os dias do evento das oito  da manhã até as dez da noite para ajudar a verificar mesas, recolher tickets, responder perguntas e ajudar a organizar as coisas. Os assistentes voluntários podem ser usado como gophers (N.T.: Não me pergunte que porra é essa, eu não sei), buscadores de lanches ou mensageiros errantes. APENAS candidatos confiáveis, pontuais e garantidos-de-estar-no-evento por favor. Essa posição é limitada a dois voluntários e será designada aos primeiros candidados que atenderem os pré-requisitos, apesar de eu reservar o direito de escolher voluntários com quem já trabalhei no passado (i.e., na Gen Con 2008 ou Gen Con Reino Unido 2008). Assistentes voluntários só serão usados como mestres de jogo para cobrir mestres que faltarem. Os assistentes voluntários recebem:
Um passaporte grátis para os 4 dias do evento
Um quarto de hotel grátis dividido com outros três voluntários
Um vale de US$ 150,00 para a loja da Paizo (para ser usado apenas durante o domingo)
Uma versão preto & branco fotocopiada grátis do Pathfinder RPG Core Rulebook antes do lançamento após assinar um termo de responsabilidade (NDA)
Uma cópia capa dura autografada grátis do Pathfinder RPG Core Rulebook na quarta-feira a noite da Gen Con.
Uma edição limitada da camiseta da Paizo Publishing Gen Con 2009.
Mestres de jogo voluntários Tipo 1
Mestres de jogo voluntários tipo 1 são minha linha de frente, mestrando todos os dias. Eles são impressindiveis para fazer do evento um sucesso! Mestres de jogo do tipo 1 devem selecionar um mínimo de oito mesas de jogo. Mas podem se sentir livres para se voluntariar para mais de oito mesas se desejarem. I só tenho quartos para dezoito mestres de jogo voluntários tipo 1 então não se atrasem em se voluntariar para este tipo. Os primeiros voluntários que atenderem os pré-requisitos serão escolhidos, apesar de eu reservar o direito de selecionar voluntários com quem já tenha trabalhado antes sobre novos voluntários. Mestres de jogo tipo um recebem:
Um passaporte grátis para os 4 dias do evento
Um quarto de hotel grátis dividido com outros três voluntários
Um vale de US$ 10,00 por mesa de jogo para a loja da Paizo (para ser usado apenas durante o domingo)
Uma versão preto & branco fotocopiada grátis do Pathfinder RPG Core Rulebook antes do lançamento após assinar um termo de responsabilidade (NDA)
Uma cópia capa dura autografada grátis do Pathfinder RPG Core Rulebook na quarta-feira a noite da Gen Con.
Uma edição limitada da camiseta da Paizo Publishing Gen Con 2009.
Mestres de jogo voluntários tipo 2
Enquanto as recompensans pelo voluntáriado deste tipo são menores, a maioria dos meus voluntários irá vir deste tipo 2. Mestres de jogo do tipo 2 devem se voluntáriar para um mínimo de quatro mesas de jogo. Mestres de jogo do tipo 2 recebem:
Um passaporte grátis para os 4 dias do evento
Um vale de US$ 10,00 por mesa de jogo para a loja da Paizo (para ser usado apenas durante o domingo)
Uma versão preto & branco fotocopiada grátis do Pathfinder RPG Core Rulebook antes do lançamento após assinar um termo de responsabilidade (NDA)
Uma edição limitada da camiseta da Paizo Publishing Gen Con 2009.
Mestre de jogo voluntário tipo 3
Este é o nível minimo para um voluntário. Mestres de jogo do tipo 3 devem se voluntariar para um mínimo de duas mesas de jogo. Mestres de jogo do tipo 3 recebem:
Um vale de US$ 10,00 por mesa de jogo para a loja da Paizo (para ser usado apenas durante o domingo)
Uma versão preto & branco fotocopiada grátis do Pathfinder RPG Core Rulebook antes do lançamento após assinar um termo de responsabilidade (NDA)
Uma edição limitada da camiseta da Paizo Publishing Gen Con 2009.
Voluntários para uma mesa de jogo
Enquanto nós aceitamos qualquer um que procure mestrar apenas uma mesa durante o evento, não há recompensas por fazer isso além de nossos agradecimentos.

Notaram? Os caras pagam os mestres de jogo, conseguem quartos de hotel grátis para eles, prêmios especiais e camisas do evento. Os Antigos, cês sabem, aqueles dinossauros que começaram a jogar na década de 90 e hoje tem mais de trinta anos, contam que na antiga Forbidden Planet havia mestres de jogo pagos pela Devir para divulgar seus jogos. Então, porque essa prática parou?
Poxa, se a Devir consegue gastar seis digítos com o EIRPG, não seria nenhum sacríficio oferecer livros e camisetas e descontos na loja da editora para que mestres de jogo se dispusessem a mestrar para iniciantes, por exemplo, certo?

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

21 Resultados

  1. valberto disse:

    É a crise… enquanto alguns choram outros pagam por narradores. Saudades do tempo que eu podia morar n Inglaterra….

  2. Tiago Lobo disse:

    Pois é, eu já duvido que isso vá acontecer no país um dia.

  3. Nitro disse:

    Como um dos Antigos daqui de BH, eu me lembro que a Leitura dava um kit para os mestres (com dados, miniaturas, etc. além do almoço e camisa) nos encontros de RPG de 93-94-95.
    Hoje as Leituras aqui da roça nem tem área de RPG direito, fica tudo misturado e bagunçado no meio de quadrinhos, mangás, etc.

  4. Rey_Ooze disse:

    "Mas este post não tem muito a ver com o que a empresa faz ou deixa de fazer, mas com o quê deveria ser feito no Encontro Internacional de RPG pelas empresas que estão dispostas a tornar seus jogos mais populares"
    JP, contente-se com a camiseta e o vale-lanche !!! hhahaha que sonho comparar a Gen Con com o eirpg…

  5. Tek disse:

    Nume, gopher poderia ser traduzido como "buscador de coisas", nesse caso seria mais ou menos o cara que sai batendo perna pelo evento todo correndo de um lado para outro, resolvendo problemas ou ajudando a organizar as coisas.
    Agora, na boa, não dá pra comparar um evento como a Gen Con (que até onde eu sei não é "propriedade" de nenhuma empresa) com o EIRPG (que é da Devir), nem de longe. Primeiro que são países e culturas de RPG diferentes.
    Outra coisa: eles podem ganhar mais do que você por dia, mas eles não ficam um mês inteiro trabalhando.

  6. Tiago Lobo disse:

    O problema é que aqui as editoras não gostam de participar juntas das mesmas coisas. Existem eventos lá fora que são usados para promover produtos de determinadas editoras, como a Paizo, White Wolf, Chaosium e etc. Mas, mesmo assim, o mercado europeu e norte-americano tem a Geneva Convention. O EIRPG deveria cumprir esse papel, na minha opinião. As editoras deveriam entrar, todas, como patrocinadoras na campanha publicitaria, investindo um valor X e recebendo algumas contrapartidas como estande, divulgação da empresa e etc. Aí, sim, o EIRPG ocuparia o lugar que eu acho que deveria ocupar – um grande evento central de RPG e não um evento de uma empresa.

  7. Tek disse:

    Inclusive parece existir um certo "desestímulo" para outras editoras terem seus stands. Inclusive não lembro de nenhuma editora ter stand de frente para o da Devir, só stands de outras coisas.

  8. valberto disse:

    Acho que trazer alguém de fora para validar o evento alguma coisa bem colonial. Não me imporatia em ir a um evento que homenageasse o carlos Klimick no lugar do Terry Tate…

  9. Moreau do Bode disse:

    ". O EIRPG deveria cumprir esse papel, na minha opinião. As editoras deveriam entrar, todas, como patrocinadoras na campanha publicitaria, investindo um valor X e recebendo algumas contrapartidas como estande, divulgação da empresa e etc. Aí, sim, o EIRPG ocuparia o lugar que eu acho que deveria ocupar – um grande evento central de RPG e não um evento de uma empresa."
    Eu também já tnha falado sobre isso com o Nume. Deviram dar uma olhada "pra dentro" do Brasil, antes de pensarem no convidado gringo do ano.

    • Tek disse:

      Eles estão certos, as 2 principais linhas deles são estrangeiras. Nada mais correto do que trazer os autores.
      Seria como se o pessoal da Jambô fizesse um evento e levasse o Trio (ei, o book tour dO Terceiro Deus foi isso, versão itinerante).
      O problema é que essa postura de trazer convidados internacionais, na minha opinião, só aumenta a distância entre autores nacionais e internacionais e passa a idéia de que nacionalmente não existem autores de nível.

      • Moreau do Bode disse:

        Entendo também, Tek. Mas na minha opinião muito mais vale um evento bem organizado, estruturado do que um convidado internacional. O EIRPG é o maior evento brasuca. Deveria reunir as maiores editoras brasucas em prol de um bem em comum: O aumento do número de jogadores.
        O encontro deveria ser mais Brasileiro, por assim dizer.

  10. FenrirX disse:

    onde eu assino? 😀

  11. Tiago Lobo disse:

    Exatamente.
    Pra mim o EIRPG não é um encontro internacional e não é um evento de RPG, é um evento da Devir.
    Não que isso seja ruim, mas acho que o espaço que ele deveria ocupar é outro.
    E os convidados internacionais servem pra atrair público mesmo, é que existe essa tradição, então quando não tem convidado o público não atende as expectativas.
    E agora com a Games Workshop no país, via Hobby Depot, o EIRPG tem mais uma possibilidade de investidores.
    Por isso que eu acho tão legal a iniciativa do ERPGA que é gratuito e é feito com os esforços de uma galera pró-ativa.

  12. Agatha Guedes disse:

    Carlos Climick é do Era do Caos, não é Valberto? Eu amo aquele sistema (embora o cenário fosse meio batido já). – Por falar nisso, eu tenho os livros. 😀
    Eu ainda acho que se um dia a Devir parar de fazer o EIRPG, alguma editora ou um grupo delas criarão um evento até melhor. Talvez a Daemon crie o "Evento de RPG". Eu não duvidaria nem um pouco disso.

    • Tek disse:

      É, mas provavelmente seria algo mais "Del Debbio". Não sei até onde isso seria bom…
      De qualquer forma, mesmo que fosse um evento pequeno tenho certeza que seria legal.

  13. Jaime Daniel disse:

    Mas o que impede QUALQUER um de fazer um evento?
    A Daemon ou qualquer outra entidade pode muito bem fazer um evento/encontro/convenção/bate-papo/wherever… o que falta é vontade… ou conveniência!

  14. Jaime Daniel disse:

    Tá aí um bom exemplo!
    Por que um evento tem que fracassar para podermos fazer outro?

  15. agatha guedes disse:

    Respondendo ao seu e aproveitando para responder os outros replys.
    A questão não é essa, não é que um evento tenha que fracassar para que outro evento apareça, mas hoje em dia tornou-se "lugar comum" achar que quem tá fazendo alguma coisa está passando a perna no outro. Se a Daemon ou qualquer outra editora resolvesse fazer um "novo" EIRPG (não digo usando o nome, mas digo em relação a um grande e único evento de RPG) muita gente levantaria a bandeira de que a Daemon é traidora, de que quer passar a perna na Devir e tudo mais. Não precisamos ir muito longe, só vermos o problema do Trio. Quantas pessoas odeiam eles por…NADA. Ninguém tem nada contra. Podem não gostar do material, podem achar eles monstros, podem achar o que for, mas ninguém tem nada de palpável contra eles. Eu mesma não gosto da grande parte do material deles, mas não posso negar que é um bom material para o que se destina.
    Volto a dizer, só há espaço para um evento de RPG…huehuehueuhe…brincadeira, só queria aproveitar por ter falado do Trio. Mas é isso, eu imagino que as editoras só poderão tomar iniciativa nisso quando o EIRPG falhar. Aí sim será hora de alguém correr atrás sem parecer que está puxando o tapete de alguém, embora eu ache isso uma tremenda besteira.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: