Beholder Cego #12

Finalmente saiu a décima segunda edição da primeira revista virtual da internet RPGística Brasileira. A Beholder Cego #12 vem com muita coisa bacana mas, as que mais me chamaram a atenção foram a aventura A Harpa do Infinito, onde os jogadores encontram uma nova arma contra a Tormenta, a conclusão da aventura O Fundo do Abismo e a adaptação do jogo Ace Combat para 3D&T Alpha.
Ace Combat, aliás, é meu jogo favorito e eu realmente gostaria de jogar uma campanha com caças de combate cruzando os céus (o que é bastante engraçado, considerando que eu tenho um baita medo de altura…). Mas o mais bacana da série normalmente é o roteiro e a sensação de estar fazendo a diferença: os Fantasmas de Razgriz, Cipher e Solo Wing Pixy, Mobius One e outros protagonistas da série conseguem proezas militares de tirar o fôlego, até hoje eu repito a fase Sea of Caos no Ace Combat 5: The Unsung War só pelo prazer de explodir duas frotas inteiras de navios inimigos e respectivos caças de defesa aérea.
Quem sabe agora que o BURP já adaptou o jogo, me animo a fazer o mesmo por aqui para Re.ação!, o que acham?

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

17 Resultados

  1. Cara, AceCombat + 3D&T Alpha???
    (Infarto!)
    Bom demaiiiiiss…Abraços!

  2. valberto disse:

    Eu nunca gostei do ave cpmbat, mas se vcs fizesse com Ikari Warriors…

  3. Ziderich disse:

    Fundo do Abismo e Harpa do Infinito ficaram fodas. Muita sacação ao ligar as matérias as novidades do cenário. A matéria sobre a dragoa também, muitos ganchos e um histórico fresquinho.
    Chato é a revista tá perigando de acabar, já que é quase que uma revista de um homem só =/.

  4. Filipi disse:

    Cara, posso dizer sem sombra de duvida que essa é a melhor revista online que temos, sem desmerecer as outras que também são muito boas!

  5. Nunca pensei em jogar um RPG de Ace Combat, mas ele é de LONGE o meu jogo de avião predileto, não entendo como as pessoas conseguem jogar coisas como Flight Simulator tendo Ace Combat por perto 😀

  6. Pablo Urpia disse:

    Ziederich,
    Praticamente a revista é composta por dois integrantes: eu e o Maury. O Maury "Shi Dark" principalmente porque ele é o cara dos textos e eu dos gráficos (embora nessa edição só atuei na matéria sobre exploração de florestas).
    O difícil de manter qualquer projeto é uma equipe, coisa que a gente sempre buscou. Colaboradores, ilustradores, escritores e etc porém, não obtivemos uma resposta muito positiva.
    Posso te adiantar uma coisa de primeira mão: a edição #13 já está sendo discutida.
    Abraços.

  7. Nume Finório disse:

    Flight Simulator e Ace Combat tem propostas completamente diferentes. Enquanto um é um simulador de vôo perfeito (tanto é que a companhia de teatro Melhores do Mundo faz piada dizendo que foi com ele que os terroristas de 11 de setembro aprenderam a voar) o outro é um simulador de combate aéreo.
    E nessas categorias temos alguns jogos bem legais, embora nenhum tão bacana quanto o Ace ? Heroes of Pacific e Blaze Angels são dois jogos bem legais focados em combates aéreos da segunda guerra mundial, e o vindouro Tom Clancy's H.A.W.X.S. tem cara de ser o rival da série da Konami na liderança da preferência do pessoal em jogos de combate aéreo.

  8. Pablo Urpia disse:

    E só uma nota até pra saber se alguém ainda sabe da existência dela e de correção do texto.
    Antes da fazer a Beholder eu li uma vez uma revista online (que acho que foi a pioneira) que se chama (va) O Hobbit (acho que era esse o nome). O conteúdo era muito interessante, falava de card games, jogos eletrônicos e claro, RPG.

  9. Jogo de avião pra mim tem que ser na bala mesmo 😀
    Você gostou mesmo do Blazing Angels?
    Eu peguei ele pro Wii e me arrependo até hoje, é praticamente injogável, talvez seja o uso bizarro dos controles do Wii, mas mesmo assim é ruim demais de fazer qualquer coisa 🙁

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: