"Game designers are not famous"

Meio óbvio, né? Criadores de jogos não são famosos. Sério. E não é preciso o Monte Cook confirmando isto para saber. Pergunte a gente como Marcelo Cassaro ou Leonel Caldela se eles são, em algum momento, parados na rua por fãs com uma constância maior que duas ou três vezes em uma vida e vai entender.

Como disse Cook em seu post: criadores de jogos são ‘demi-famous’ ? de vez em nunca conhecem alguém que conhece alguém que parece que já ouviu falar dele!

Então, por que aparece tanto moleque achando que vai escrever um livro de RPG, ficar rico e famoso e pegar gatinhas góticas em convenções? Sério. Tipos assim existem por aí. Então não custa repetir: criadores de jogos não são famosos ? nada de rios de dinheiro ou gatinhas góticas para você (bom, talvez uma ou outra, o mundo é um lugar estranho afinal).

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

89 Resultados

  1. Pô, o mercado frio e vc ainda joga mais água gelada?! Hehehehe
    O grande tesão do criador é ver alguém apreciar sua criação. O Monte Cook pode não ser famoso sozinho, mas sua obra é imortal e cativará pessoas mesmo depois dele morrer (a 4e saiu e muitos ainda prefeream a 3e). Gygax comprova!
    O que me move, pessoalmente, é algo que comparo ao arquétipo “arquiteto” do sistema storyteller. Querer criar algo duradouro, já que a vida é passageira. Grandes pintores e escritores ficaram famosos postumamente (ou ao menos muito mais famosos do que em vida), mas isso não impediu as obras-primas de nascerem.

  2. Cassaro disse:

    Abordado na rua, acho que nunca fui. Às vezes alguém reconhece meu nome, e nem sempre é por causa de RPG. Até hoje ainda sou mais conhecido como “o cara que fazia o Didicop”…
    O mais engraçado foi na classe de Língua Japonesa. Um colega que não conhecia RPG e nem mangá ficou abismado quando soube que eu tinha um verbete na Wikipedia. “Ei, você é famoso! Está na Wikipedia! Que inveja!”
    Ele estava de partida para morar no Japão durante um ano, e eu respondi: “Tá brincando? EU é que tenho inveja de você!”

  3. Shin disse:

    Olá,
    Acho que o principal é o “Amor ao Hobbie”, poucas são as pessoas que tem esse dito “amo”, e mesmo assim é algo raro de se encontrar.
    Gygax tinha amor aos jogos de tabuleiro (e ao RPG também), Cook tinha um grande amor ao D&D, tanto que sua criação foi uma perfeita refinação do AD&D de Gygax.
    Heinsoo, Colling e Wyatt fizeram sua parte com o D&D 4th, fazer o processo de “recriar” um RPG que fosse completamente divertido (e de fato é).
    Ou seja, o “Amor ao Trabalho” é uma constante em todos, basta olhar nos olhos, (ou nas fotos) de todos esses que citei, os olhos mostram a “paixão pelo RPG”.
    Os criadores do Tagmar 2 também são levemente conhecidos (pelo menos por mim) e eles fizeram um excelente trabalho com o sistema.
    Bem o Trio Tormenta fez uma ou outra coisa boa, mas em geral na sua revista era visivel que eles queriam VENDER seus peixes, mesmo que tivessem que destruir outros. Isso para mim é um ponto negativo.
    No final, EU também quero um dia estar no ramo de RPG, nem que seja o digital, mas irei trabalhar com o que gosto. (Sonhos são sonhos afinal)
    Abraços

  4. valberto disse:

    Discordo quanto ao fato de pegar gatinhas (pelo menos góticas). Já vi muito autor “tiozão” dando em cima de menininhas otakus com idade para ser filhas dele. Isso rola em todas as mídias undergrounds. Lá na minha cidade tinha um cara que tinha uma banda de rock. Ele tinha CD lançado e andava para cima e para baixo com uma calça de couro coladinha. Era o terror das menininhas que gostavam de Nightwish.

  5. RogerioSaladino disse:

    Só uma coisa:
    Shin:
    “Bem o Trio Tormenta fez uma ou outra coisa boa, mas em geral na sua revista era visivel que eles queriam VENDER seus peixes, mesmo que tivessem que destruir outros. Isso para mim é um ponto negativo.”
    Sério, não entendi isso. Tá, eu não quero (nem espero) que todo mundo goste de mim ou das coisas que escrevi. Eu respeito opinião e gosto pessoal acima de qualquer coisa. Mas que história é essa de querer DESTRUIR os outros? Eu nunca fiz isso, e nós nunca tivemos poder para tal.
    Isso soa mais como fofoca e teoria da conspiração. Na boa Shin, acho que você está dando ouvidos mais para boatos do que para fatos.
    A gente sempre fez uma baita propaganda dos produtos da gente, o que é natural, óbvio e esperado. Como qualquer outra editora do meio. Acho isso absolutamente natural.
    Agora, como assim DESTRUIR? Posso concordar que o Trio pode ter um montes de pontos negativos e tal. Mas esse não.
    Desculpe, me soou como ofensa pessoal. Posso ter minhas diferenças com algumas pessoas, mas não ataquei ou tentei destruir ninguém ou nenhum produto pra tentar vender os meus.

  6. Nume Finório disse:

    @Cassaro, esse seu colega deve estar passando por maus bocados lá por causa da crise econômica mundial, né? Nem valia tanta inveja xD
    @Shin, acho que você exagerou sobre o Trio. Só porque eles preferiram trabalhar pelos produtos deles em vez de ficar servindo de muleta aos produtos de alheios, não quer dizer que eles destruíram ninguém.
    Mesmo quando alguma resenha ou opinião negativa era colocada, como nos casos de Trinity e Spellfire, só para citar algumas piadas antigas, não era porque eles queriam ‘destruir’ esses jogos, mas porque eles eram ruins mesmo. (Tanto é que fracassaram lá nos EUA, onde eles tem influência zero como formadores de opinião).
    @Valberto, bom, eu disse que era um mundo estranho, não? Tem um cara que conheço que é casado com uma galega gostosa mas, só Deus sabe porque, traí ela com uma mulher de 160 cm e 140 Kg. É um mundo estranho, muito estranho.

  7. Armageddon disse:

    O RPG é o único nicho de mercado que conheço que não pode ser movido pelo capitalismo. Ou você é um samaritano que distribui material gratuitamente ou é acusado de querer – idéia absurda – ter lucro com teu produto.
    E gatinha gótica tá ai pra ser pegada mesmo Nume ;D

  8. Rsemente disse:

    Acho que o que Shin falou se refere a muitas vezes vocês apresentarem suas preferências.
    Se não gostam de D&D 4E então apresentam tudo que não gostaram (mas nas matérias já via até elogios de alguns pontos).
    Isso as vezes parece muito tendencioso (com o caso de Tagmar cheio de tabelas e tal, o que e verdade) mas o tom soa bem forte (pelo menos é o que eu sinto lendo algumas matérias), querendo derrubar.
    Por exemplo a piada da regra de cavar buraco em Gurps, várias vezes vi essa gozação na revista, o que pra quem é fan de GURPS soa exatamente como “DESTRUIR”.
    Eu não vejo isso por esse lado, mas entendo, mas tem gente que vê, o que parece ser a opinião do Shin.
    No mais, Good Work por espalhar o RPG (comecei a jogar RPG por causa das aventuras solo dos trapalhões feita pelo Cassaro :P). Atualmente não compor a revista pelo preço (e não estava usando muito a revista), e não compensou. A edição atual e tenho vontade de comprar, mas como eu estou no vermelho a mais de meses não comprei ainda.
    Valeu.

  9. Cassaro disse:

    “Acho que o que Shin falou se refere a muitas vezes vocês apresentarem suas preferências.”
    Fizemos isso, sim. Estranho mesmo seria a gente apoiar títulos que não achamos bons, ou falar mal daqueles que achamos ruins, não acha?
    “Por exemplo a piada da regra de cavar buraco em Gurps, várias vezes vi essa gozação na revista, o que pra quem é fan de GURPS soa exatamente como “DESTRUIR”.”
    Desculpe, mas eu mesmo nem sei quantas adaptações de Gurps já escrevi na vida. A DB deu suporte para Gurps durante anos, mesmo sem ter nenhuma obrigação de fazê-lo.
    Gurps foi destruído por atrasos de anos em seus suplementos oficiais, não por nós.
    “Isso as vezes parece muito tendencioso (com o caso de Tagmar cheio de tabelas e tal, o que e verdade) mas o tom soa bem forte (pelo menos é o que eu sinto lendo algumas matérias), querendo derrubar.”
    Tendencioso, com certeza. Mas quando foi que alegamos ser neutros ou imparciais? Desde sempre nos declaramos fãs de AD&D, D&D 3E e tudo o mais. Desde sempre deixarmos claras nossas preferências.
    O problema é que, quando qualquer pessoa faz o mesmo em seu blog ou forum, está apenas expressando sua opinião. Mas quando somos nós, é porque “estamos querendo destruir a concorrência e vender nosso peixe”. Assim fica complicado.
    Eu não apóio jogos de que não gosto, simples assim. A longo prazo, apoiar um jogo ruim só para “incentivar o autor” é dar tiro no pé. O leitor lê minha crítica, acredita em mim, compra o tal jogo, acha uma droga e desiste. O RPG perdeu um praticante, e eu perdi a confiança de um leitor.
    Mas é sempre mais fácil acreditar que o Trio ou a DB destruíram um jogo, não que ele fracassou por seus próprios defeitos. Então, fazer o quê…
    “Eu não vejo isso por esse lado”
    Obrigado!

  10. Cassaro disse:

    “Fizemos isso, sim. Estranho mesmo seria a gente apoiar títulos que não achamos bons, ou falar mal daqueles que achamos ruins, não acha?”
    Oh crap, aqui eu me enrolei…

  11. Rsemente disse:

    Concordo com você. Não é errado dar a opinião, se tem alguma coisa muito ruim em um sistema e outras boas, e essa ruim estrada todo o sistema é normal dizer que é ruim.
    Quando coloquei “DESTRUIR” entre aspas era exatamente falando do fato que essas opiniões não destruírem ninguém, mas sim algum outro fator (seja a verdade das alegações, ou atrasos ou falta de publicações).
    O fato é que muita gente prefere que a opinião seja dada de forma Neutra, apresentando os fatos e deixando que o leitor tome suas próprias conclusões. Não aceitam a opinião do autor, principalmente quando não estão de acordo com ela, e então metem o pau.
    É o velho Troll de baixo da ponte 🙂

  12. O lance de um formador de opinião dar um review negativo sempre foi matéria de discussão.
    Vejamos, o Trio, na epoca Aurea da DB eram os UNICOS formadores de opinião. A internet era escassa e todo RPGista comprava ou pedia emprestado uma DB. Quais outras midias de divulgação o RPG tinha na metade dos anos noventa?
    Infelizmente as pessoas ainda hoje ainda formam suas opiniões com base no que os outros acham.
    E assim, se o trio não gostou do D&D 4E um monte de gente sem nem pesquisar vai achar o sistema uma m****, o que não é verdade. (Pelo menos, não pra todo mundo)
    O mesmo aconteceu com outros sistemas.
    É um assunto bem complicado pois as pessoas tem o direito de opinar e a mídia é uma ferramenta poderosa de fazer a sua opinião se tornar “a mais aceita” nem que esta não seja a intenção do opinante.
    Mas não há como negar: O interesse comercial do Trio (já que eles estão sendo usado como exemplo) neste caso interfere na opinião pessoal. E o problema não reside aí. O problema é que as pessoas não conseguem diferenciar uma coisa da outra e se deixam levar.
    Você pode não ficar famoso escrevendo RPG. Mas se escrever algo de qualidade você ganha Credibilidade.
    Um ótimo exemplo disso é o Leonel Caldela. Hoje em dia todo mundo para pra escutar o que ele tem a dizer.

  13. O lance de um formador de opinião dar um review negativo sempre foi matéria de discussão.
    Vejamos, o Trio, na epoca Aurea da DB eram os UNICOS formadores de opinião. A internet era escassa e todo RPGista comprava ou pedia emprestado uma DB. Quais outras midias de divulgação o RPG tinha na metade dos anos noventa?
    Infelizmente as pessoas ainda hoje ainda formam suas opiniões com base no que os outros acham.
    E assim, se o trio não gostou do D&D 4E um monte de gente sem nem pesquisar vai achar o sistema uma m****, o que não é verdade. (Pelo menos, não pra todo mundo)
    O mesmo aconteceu com outros sistemas.
    É um assunto bem complicado pois as pessoas tem o direito de opinar e a mídia é uma ferramenta poderosa de fazer a sua opinião se tornar “a mais aceita” nem que esta não seja a intenção do opinante.
    Mas não há como negar: O interesse comercial do Trio (já que eles estão sendo usado como exemplo) neste caso interfere na opinião pessoal. E o problema não reside aí. O problema é que as pessoas não conseguem diferenciar uma coisa da outra e se deixam levar.
    Você pode não ficar famoso escrevendo RPG. Mas se escrever algo de qualidade você ganha Credibilidade.
    Um ótimo exemplo disso é o Leonel Caldela. Hoje em dia todo mundo para pra escutar o que ele tem a dizer.

  14. O lance de um formador de opinião dar um review negativo sempre foi matéria de discussão.
    Vejamos, o Trio, na epoca Aurea da DB eram os UNICOS formadores de opinião. A internet era escassa e todo RPGista comprava ou pedia emprestado uma DB. Quais outras midias de divulgação o RPG tinha na metade dos anos noventa?
    Infelizmente as pessoas ainda hoje ainda formam suas opiniões com base no que os outros acham.
    E assim, se o trio não gostou do D&D 4E um monte de gente sem nem pesquisar vai achar o sistema uma m****, o que não é verdade. (Pelo menos, não pra todo mundo)
    O mesmo aconteceu com outros sistemas.
    É um assunto bem complicado pois as pessoas tem o direito de opinar e a mídia é uma ferramenta poderosa de fazer a sua opinião se tornar “a mais aceita” nem que esta não seja a intenção do opinante.
    Mas não há como negar: O interesse comercial do Trio (já que eles estão sendo usado como exemplo) neste caso interfere na opinião pessoal. E o problema não reside aí. O problema é que as pessoas não conseguem diferenciar uma coisa da outra e se deixam levar.
    Você pode não ficar famoso escrevendo RPG. Mas se escrever algo de qualidade você ganha Credibilidade.
    Um ótimo exemplo disso é o Leonel Caldela. Hoje em dia todo mundo para pra escutar o que ele tem a dizer.

  15. Rogerio Saladino disse:

    Bom, se parcialidade é crime, então o Rsemente também seria culpado, né? Ainda bem que não é o caso.
    “Acho que o que Shin falou se refere a muitas vezes vocês apresentarem suas preferências.”
    Não foi o que pareceu. Ao escrever DESTRUIR os outros, não foi pra dizer que colocávamos a nossa opinião de forma enfática, porque todo mundo que trabalha com RPG também faz a mesma coisa.
    “Se não gostam de D&D 4E então apresentam tudo que não gostaram (mas nas matérias já via até elogios de alguns pontos). ”
    Mais uma vez, não acho isso errado. Não gostamos e não vamos trabalhar com ele. Ponto.
    “Isso as vezes parece muito tendencioso (com o caso de Tagmar cheio de tabelas e tal, o que e verdade) mas o tom soa bem forte (pelo menos é o que eu sinto lendo algumas matérias), querendo derrubar.”
    Leio isso faz um tempão. Quem começou foram alguns autores doídos porque não ficamos só elogiando o trabalho deles. O Tagmar foi “destruído” pela falta de distribuição e pela concorrência do GURPS Fantasy, não por piadas. Nenhum sistema é destruído por piadas, pois se fosse assim, Vampiro não era jogado no Brasil. Sempre fizemos piadas com Vampiro, mas não vejo as pessoas dizendo que destruímos Vampiro.
    ” Por exemplo a piada da regra de cavar buraco em Gurps, várias vezes vi essa gozação na revista, o que pra quem é fan de GURPS soa exatamente como “DESTRUIR”.”
    Curioso. Então o próprio Steve Jackson quer destruir o trabalho dele, porque a SJGames tinha um página na Pyramid tirando sarro de todas as regras ruins de todos os sistemas, inclusive o dele.
    Não foi a Dragão Brasil que ignorou o fã de GURPS. Por muito tempo, que lançava alguma coisa de GURPS era a gente. Isso parece Destruir?
    “Eu não vejo isso por esse lado, mas entendo, mas tem gente que vê, o que parece ser a opinião do Shin.”
    Uma opinião que se faz questão de colocar, mas não explicar.
    Não é legal essa política de “vamos meter o pau no Trio, porque eles são maus, fazem RPG ruim e não gostam de Tagmar”, até parece que a coisa é assim. Me parece mesmo que tem muita gente que fica soltando esse tipo de comentário pra ver se pega.
    No mais, Good Work por espalhar o RPG (comecei a jogar RPG por causa das aventuras solo dos trapalhões feita pelo Cassaro :P). Atualmente não compor a revista pelo preço (e não estava usando muito a revista), e não compensou. A edição atual e tenho vontade de comprar, mas como eu estou no vermelho a mais de meses não comprei ainda.
    Valeu.

  16. Rogerio Saladino disse:

    Entendi o que você quis dizer, Rsemente, mas queria acresentar o seguinte:
    “O fato é que muita gente prefere que a opinião seja dada de forma Neutra, apresentando os fatos e deixando que o leitor tome suas próprias conclusões. Não aceitam a opinião do autor, principalmente quando não estão de acordo com ela, e então metem o pau.”
    A questão não é a opinião Neutra, o que não existe. Só o fato de se falar deste ou daquele produto já é uma opinião em si. O que acontece é que tem muita gente que não quer ouvir opinião contrária, que solta um “não entendeu o que eu quis dizer” e bota a culpa de um eventual fracasso nos outros.
    Falta um pouco de maturidade nessa postura, que, felizmente, eu tenho visto poucas vezes recentemente.
    Inté.

  17. Um grande “case” de nego reclamando da opinião “negativa” de uma pessoa de credibilidade aconteceu com o Marcelo Beraldo, que ficou entre os 16 no concurso da Paizo.
    Ele foi reclamar que um dos juizes não gostou do que ele fez e postou isso publicamente, se sentiu prejudicado.
    Creio que com o Trio é o mesmo caso.
    O unico porém é que o Trio fala bem “demais” do 3D&T hahahaha

  18. Um grande “case” de nego reclamando da opinião “negativa” de uma pessoa de credibilidade aconteceu com o Marcelo Beraldo, que ficou entre os 16 no concurso da Paizo.
    Ele foi reclamar que um dos juizes não gostou do que ele fez e postou isso publicamente, se sentiu prejudicado.
    Creio que com o Trio é o mesmo caso.
    O unico porém é que o Trio fala bem “demais” do 3D&T hahahaha

  19. Um grande “case” de nego reclamando da opinião “negativa” de uma pessoa de credibilidade aconteceu com o Marcelo Beraldo, que ficou entre os 16 no concurso da Paizo.
    Ele foi reclamar que um dos juizes não gostou do que ele fez e postou isso publicamente, se sentiu prejudicado.
    Creio que com o Trio é o mesmo caso.
    O unico porém é que o Trio fala bem “demais” do 3D&T hahahaha

  20. Tek disse:

    Até eu que não curto 3D&T tenho que admitir que ele, além de trazer MUITOS jogadores novos para o RPG, ainda “ressuscitou” por conta desses jogadores.
    Ponto positivo pra ele.

  21. Cassaro disse:

    “O unico porém é que o Trio fala bem “demais” do 3D&T hahahaha”
    Eu queria nunca mais falar em 3D&T, mas não me deixam…

  22. Daniel disse:

    Ué, mas o 3D&T merece! Eta sisteminha salvador.
    Eu não sei, mas pelo pouco que saquei da GSL não seria muito difícil, mesmo que Cassaro & Cia quisessem, falar de 4E na DS?

    • Nume Finório disse:

      @Daniel, sim, cara. Pra ter matéria de 4E numa revista, essa revista tem que ser sobre a 4E. Daí fode com eles: não podem falar de M&M, Reinos de Ferro nem Tormenta, nem mesmo resenhar um livro do Mundo das Trevas ou da 3E que acabou de sair em português. Simplesmente não vale a pena.

  23. Gun_Hazard disse:

    @ Saladino e Cassaro
    Voces sabem muito bem o reflexo das ações de voces.
    Claro q

  24. Leonel Domingos disse:

    Gun foi cortado, então eu vou continuar de onde ele parou, como um favor pro camaradinha:
    “Claro q”
    Claro r
    Claro s
    Claro t
    Tim u
    Tim v
    Velox x
    Veloz z
    Deu “loop”, continuando:
    Velox a
    Velox b…

  25. Cassaro disse:

    “Gun foi cortado”
    Que grande perda…

  26. JMTrevisan disse:

    @ Saladino e Cassaro
    Voces sabem muito bem o reflexo das ações de voces.
    JM: Uuuuuuuh…foi por isso que o Obama ganhou? Damn, those guys are good.
    Sério, parem de levar o RPG tão a sério. Parem de nos levar tão a sério.
    Ou façam uma campanha “Se você odeia o Trio, traga um quilo de alimento não perecível”. Pelo menos ia servir pra alguma coisa.
    T.

  27. Gun_Hazard disse:

    @ Saladino e Cassaro
    … Maldito defeito deste navegador novo…
    …Continuando …
    claro que voces tem o direito de dar a opnião de voces quanto a algo que gostem.
    Claro que voces vão dizer que o que voces fazem é legal.
    E é claro que vá ter quem discorde de voces…
    Eu só não acho ético usarem um veiculo de divulgação que se julga “Neutro” para dar a opnião de voces principalmente quando esta opnião lógicamente “puxa brasa prá sardinha de voces”…
    A coisa mais ética e acertada que ví voces fazerem uma vez foi lançar a revista Tormenta. pois voces estavam abertamente dizendo “Está é a revista dedicada ao cenário Tormenta!” e não algo como por exemplo dizer “Esta é uma Revista de RPG”, mas em seu conteúdo só encontrar as “Pratas da casa” e os “Cenários da casa”. E quando citar o material alheio diretamente concorrete simplesmente desqualificá-lo.
    Por exemplo 4ªed (todos que me conhecem sabem que não gosto), por isso não escrevo sobre (exceto discussões pois essas sim servem para expor este tipo de argumento)… se fosse para colocar algo em um Blog ou revista iria pediria para alguém que joga e conhece os pontos positivos fazer…
    Está seria uma atitude ética de um profissional.
    Eu contexto o fato de alegarem que DragonSlayer seja “uma Revista de RPG” por estes motivos…
    PS: Cassaro voce tem referência no Wikipédia, só falta agora no Desciclopédia, alguém se anima? O Del Debbio já tem o dele…

  28. Cassaro disse:

    “PS: Cassaro voce tem referência no Wikipédia, só falta agora no Desciclopédia, alguém se anima? O Del Debbio já tem o dele…”
    EU NÃO ESTOU NA DESCICLOPEDIA???!!

  29. Rogerio Saladino disse:

    Ok, lá vamos nós de novo…
    Gun_Hazard
    “@ Saladino e Cassaro
    Voces sabem muito bem o reflexo das ações de voces.
    Claro q”
    Não vem com essa de “vocês sabem muito bem”, porque fica parecendo de novo coisa de boataria e conspiração.
    E que ações? Por acaso está insinuando que a gente reclama de um ou outro produto de propósito, para manipular o mercado, como algumas figuras costumam dizer? Não é bem por aí, não.
    Toda vez que eu apontei erros num livro, eles estavam lá. E eu nunca fiz campanha contra ninguém ou contra nenhum sistema.
    O exemplo do Tagmar é o maior. O que vocês acham que pesou mais, piadas na DB ou ter algumas pessoas que preferiam distribuir GURPS Fantasy e não querer vender o Tagmar?
    Se as nossas ações tivessem reflexos tão fortes assim, como o Gun imagina que são, ou que ouviu falar por aí, muita coisa não teria acontecido no cenário de RPG, mas aconteceu.
    Na boa, ainda não vi os fatos que PROVAM que destruímos intencionalmente alguma coisa por motivos escusos.

  30. JMTrevisan disse:

    Ei Gun…mal usa teu comentário para dar o bash. Deu pra sacar que não era diretamente pra você, certo?

  31. JMTrevisan disse:

    Está seria uma atitude ética de um profissional.
    Eu contexto o fato de alegarem que DragonSlayer seja “uma Revista de RPG” por estes motivos…
    JM: A DS não é uma revista de RPG. É declaradamente uma revista de RPG especializada unicamente em D20 e que tem Tormenta como cenário da casa.
    Até onde eu sei isso tá claro desde o número 1.

  32. Rogerio Saladino disse:

    Opa!
    Agora veio a mensagem completa pra eu comentar!
    ” Eu só não acho ético usarem um veiculo de divulgação que se julga “Neutro” para dar a opnião de voces principalmente quando esta opnião lógicamente “puxa brasa prá sardinha de voces”…”
    Quem julga uma revista especializada “Neutra”? Nunca dissemos que éramos neutros. Sempre considerei o leitor inteligente o suficiente para saber que o próprio autor de um livro vá falar bem do seu livro. Nem dizíamos que a resenha era neutra. Era a opinião da gente.
    E tem mais, quem estudou um pouco de Comunicação Social sabe que revistas especializadas, por definição, não são isentas de opinião.
    “E quando citar o material alheio diretamente concorrete simplesmente desqualificá-lo.”
    Cite exemplos, por favor. Eu me lembro de ter feito várias resenhas de produtos de outros que não era exatamente desqualificantes. O Cassaro fez inúmeras adaptaçoes para GURPS, que se me lembro bem, não foi escrito pela gente.
    Uma vez fiz uma resenha do Crepúsculo, que o Coty não gostou muito, mas não desqualifiquei o livro, apenas mencionei que não era para principiantes, que era um pouco complexo.
    Isso é destruir?
    “Por exemplo 4ªed (todos que me conhecem sabem que não gosto), por isso não escrevo sobre (exceto discussões pois essas sim servem para expor este tipo de argumento)… se fosse para colocar algo em um Blog ou revista iria pediria para alguém que joga e conhece os pontos positivos fazer…”
    Gun, você não gosta da gente e opiniou contra a gente. Acho seu argumento um pouco contraditório.
    “Está seria uma atitude ética de um profissional.”
    Ainda discordo. Pelo seu raciocínio, opinião é antiética. Pode citar outros exemplos também? Algum onde nós tenhamos, de forma totalmente antiética e nada profissional, destruído alguém?
    “Eu contexto o fato de alegarem que DragonSlayer seja “uma Revista de RPG” por estes motivos…”
    Você contesta? A DragonSlayer deixou de abordar RPG? D20 não é mais RPG? Porque nos especializamos num sistema liberado, sem entraves legais, deixamos de falar de RPG?
    Uma revista que fala de boxe não é uma revista de esportes só porque não tem futebol?
    Entendo que você está querendo dizer que a DragonSlayer DEVERIA ser uma revista ampla, abordando todos os sistemas. Mas decidimos que seria melhor nos focar em uma linha.
    Por isso não somos éticos? Sério, não estou entendendo mesmo.

  33. Cassaro disse:

    “Eu só não acho ético usarem um veiculo de divulgação que se julga “Neutro” para dar a opnião de voces principalmente quando esta opnião lógicamente “puxa brasa prá sardinha de voces”…”
    E como eu acabei de explicar…
    Quando foi que alegamos ser neutros ou imparciais? Desde sempre nos declaramos fãs de AD&D, D&D 3E e tudo o mais. Desde sempre deixarmos claras nossas preferências.
    “E quando citar o material alheio diretamente concorrete simplesmente desqualificá-lo.”
    Desqualificamos material que achamos ruim, por razões que já expliquei. Se você acha que fazemos isso “para sabotar a concorrência”, não posso fazer nada para que mude de idéia. E nem estou interessado.
    “Por exemplo 4ªed (todos que me conhecem sabem que não gosto), por isso não escrevo sobre (exceto discussões pois essas sim servem para expor este tipo de argumento)… se fosse para colocar algo em um Blog ou revista iria pediria para alguém que joga e conhece os pontos positivos fazer…”
    Então devia ler minha resenha da Fortaleza no Pendor das Sombras antes de dizer isso.

  34. Tchelo disse:

    Hoje a Dragon Slayer odeia a 4E, mas aposto que se a 4e fizesse estourasse por aqui e começasse e surgir esboços de publicações para apoiá-la, o trio ia largar de vez essa história de que “não trabalhamos com a 4e pq nao gostamos”.
    Mas enquanto você é a única publicação na área, e meus parabéns por isso, você pode ter certos luxos como ignorar um novo sistema por que não gostou e dar bastante espaço para produtos “da casa”.
    Nada contra. Fico na espera de alguma concorrente surgir. (devo esperar sentado?)

  35. JMTrevisan disse:

    “Por exemplo 4ªed (todos que me conhecem sabem que não gosto), por isso não escrevo sobre (exceto discussões pois essas sim servem para expor este tipo de argumento)… se fosse para colocar algo em um Blog ou revista iria pediria para alguém que joga e conhece os pontos positivos fazer…”
    Só pra constar: foi exatamente o que a gente fez. Dois textos. O Giltônio falando contra e o Rocha a favor.
    Falar sem ler a revista, com base no que eu ouvi falar também seria anti-ético. Se a gente tivesse falando de jornalismo, claro.
    T.

  36. Gun_Hazard disse:

    @ Saladino
    “Não vem com essa de “vocês sabem muito bem”, porque fica parecendo de novo coisa de boataria e conspiração.”
    Não Saladino.
    Não é boataria é só a opnião de um ex-leitor da revista que era publicada pelo Trio.
    E o “ex” é devido principalmente por esta atitude de desrespeito com a opnião do leitor (aliado a queda na qualidade do material também, mas principalmente por desrespeito ao leitor).
    E se voce não entendeu (ou as piadinhas ácidas sufocaram isto), eu estava digitando o texto quando meu navegador considerou o “Enter” como “Submit” em vez pular para linha de baixo.
    Leia novamente tudo (o primeiro post com o segundo) e voce vai ver que não fiz piadinha, nem fiz insinuações que voces “destruiram” nada até porque voces não teriam competência suficiente para isso logicamente.
    Só atestei que em vários momentos voces foram antiéticos com relação ao Público alvo
    O que quiz dizer sobre “Voces sabem muito bem o reflexo das ações de voces.” diz respeito a está falta de ética profissional e desrespeito com o leitor
    Seria melhor se sempre tivessem adotado o ponto ,como o Trevizam disse: “É declaradamente uma revista de RPG especializada unicamente em D20 e que tem Tormenta como cenário da casa.” Mas isso não é tão claro como ele faz parecer (Um pequeno desentendimento que logicamente não é conveniente esclarecer, ficasse apenas subentendido)…

  37. Rogerio Saladino disse:

    “Hoje a Dragon Slayer odeia a 4E, mas aposto que se a 4e fizesse estourasse por aqui e começasse e surgir esboços de publicações para apoiá-la, o trio ia largar de vez essa história de que “não trabalhamos com a 4e pq nao gostamos”.”
    Se 4a edição estourasse por aqui, possivelmente não mudaríamos nossa opinião. Se fosse realmente necessário trabalhar com a 4a edição, faríamos. Mas não acho que seria a melhor revista do sistema.
    E, pelo que eu sei do mercado de RPG, não é bem o Trio Tormenta que é conhecido por mudar de opinião atrás de vendas, não. Aliás, muita gente reclama que a gente é muito teimoso, isso sim.
    “Mas enquanto você é a única publicação na área, e meus parabéns por isso, você pode ter certos luxos como ignorar um novo sistema por que não gostou e dar bastante espaço para produtos “da casa”.”
    Errado. Se você tem produtos da casa, vai deixar os mesmos de lado pra dar apoio a outros? Isso faria sentido? Como você falou, parece que é crime!
    Devir, páre de fazer 4a edição e lance suplementos pra Daemon! Senão…
    “Nada contra. Fico na espera de alguma concorrente surgir. (devo esperar sentado?)”
    Seria uma hora mais que adequada. Nunca fui contra termos mais revistas boas de RPG.
    Acho até que seria uma excelente maneira de mostrar que estamos errados. Fazer uma revista só de 4a edição ou uma revista ampla, que abordasse tudo (menos a 4a edição, já que os dois não pode). Não seria bom? Estou esperando.

  38. Cassaro disse:

    “Leia novamente tudo (o primeiro post com o segundo) e voce vai ver que não fiz piadinha, nem fiz insinuações que voces “destruiram” nada até porque voces não teriam competência suficiente para isso logicamente.”
    Então, não destruímos nada.
    Só tentamos. E fomos malsucedidos. Porque não temos competência.
    Que pena, então. Se tivéssemos competência, e se ela fosse focada em alguma coisa construtiva, talvez até conseguíssemos alguma coisa.
    Só uma hipótese, claro.

  39. Tchelo disse:

    “Errado. Se você tem produtos da casa, vai deixar os mesmos de lado pra dar apoio a outros? Isso faria sentido? Como você falou, parece que é crime!
    Devir, páre de fazer 4a edição e lance suplementos pra Daemon! Senão…”
    Eu quis dizer é que quando se é líder e única revista do mercado você pode se dar ao luxo de aumentar o espaço de produtos “da casa”, em detrimento de um menor espaço para produtos “dos outros” sem perder um número significante de leitores por conta disso.
    Não tive intenção que isso soasse como um julgamento, pode ter sido um erro de expressão meu ou você é está muito na defensiva.
    (;

  40. Cassaro disse:

    “Hoje a Dragon Slayer odeia a 4E, mas aposto que se a 4e fizesse estourasse por aqui e começasse e surgir esboços de publicações para apoiá-la, o trio ia largar de vez essa história de que “não trabalhamos com a 4e pq nao gostamos”. ”
    Tenho uma notícia divertida para você, Tchelo.
    Diferente da anterior, a nova GSL permite que uma mesma editora ou empresa possa trabalhar ao mesmo tempo com 3E e 4E.
    Então, tanto a DSlayer como Tormenta poderiam, sim, virar 4E a qualquer momento.
    Você viu como a DS e Tormenta já anunciaram sua migração para 4E, e uma avalanche de novos produtos 4E?
    Você viu nossas declarações fervorosas sobre como “Tormenta tem tudo a ver com 4E”?
    Não? Nem eu.
    E agora fico aqui pensando, qual será a próxima desculpa para dizer que “o Trio só odeia a 4E porque não pode fazer Tormenta pra ele”?
    Você poderia dizer? Eu espero.

  41. JMTrevisan disse:

    “Errado. Se você tem produtos da casa, vai deixar os mesmos de lado pra dar apoio a outros? Isso faria sentido? Como você falou, parece que é crime!
    Devir, páre de fazer 4a edição e lance suplementos pra Daemon! Senão…”
    Eu quis dizer é que quando se é líder e única revista do mercado você pode se dar ao luxo de aumentar o espaço de produtos “da casa”, em detrimento de um menor espaço para produtos “dos outros” sem perder um número significante de leitores por conta disso.
    Não tive intenção que isso soasse como um julgamento, pode ter sido um erro de expressão meu ou você é está muito na defensiva.
    JM: Então cara…mas a gente sempre fez isso. Desde quando não eramos líderes e nem a única revista do mercado. A Dolly não é lider de mercado, mas se lançar qualquer tipo de mídia, vai falar da Dolly e não da Coca, da Pepsi…

  42. Gun_Hazard disse:

    Último post sobre isso
    @ Saladino:
    “Gun, você não gosta da gente e opiniou contra a gente. Acho seu argumento um pouco contraditório.”
    Bom se voce ignorou propositalmente a parte que eu disse: “exceto discussões pois essas sim servem para expor este tipo de argumento” é contráditório sim
    Entenda assim Eu posso não gostar do Cassaro como profissional (que reflete no pessoal) e não gostar desta “proteção a qualquer custo” que voces três fazem (como por exemplo invalidar o argumento invalidando o carater do autor do argumento).
    Mas estou dando minha opnião, porquê?
    Talvez porque na minha insana mente passe a possibilidade de voce pararem para respeitar um pouco a opnião dos outros.
    Ou talvez poque eu queira deixar claro porque não gosto de voces!
    Na verdade os dois. Eu idiotamente acredito que as pessoas possam melhorar e que as vezes a gente dizer o que não gosta nelas possa ajudar elas a refletirem um pouco e tentar melhorar (Mas voce negam esta teoria com louvor).
    “Você contesta?”
    Sim contesto!
    @ Cassaro
    “Então, não destruímos nada.
    Só tentamos. E fomos malsucedidos. Porque não temos competência.”
    Nunca disse que destruiram e Não disse que tentaram, só que se tentassem (como alguns elegam) não conseguiriam, pois não tem competência para isso!
    O Máximo que fizeram foi uma jogada de marketing boa baseada em atribuir qualidades a seus produtos (geralmente imprecisas ou exageradas) enquanto atribuem defeito aos dos outros (geralmente acentuados), mas isto é marketing as coisas são assim mesmo…
    “Que pena, então. Se tivéssemos competência, e se ela fosse focada em alguma coisa construtiva, talvez até conseguíssemos alguma coisa.
    Só uma hipótese, claro.”
    Claro!

  43. Rogerio Saladino disse:

    Tchelo:
    “Não tive intenção que isso soasse como um julgamento, pode ter sido um erro de expressão meu ou você é está muito na defensiva.”
    Cara, seu eu estou muito na defensiva, me desculpe. Mas tudo começou com uma frase ofensiva do nada, sem explicações nem nada. Até agora quero saber do que estou sendo acusado de destruir, coisa que sei que não fiz.
    No meio apareceram outras discussões sem relação nenhuma com a original, só aproveitando pra descer a lenha no Trio Tormenta, na DB, na DS e etc.

  44. Tchelo disse:

    “JM: Então cara…mas a gente sempre fez isso. Desde quando não eramos líderes e nem a única revista do mercado. A Dolly não é lider de mercado, mas se lançar qualquer tipo de mídia, vai falar da Dolly e não da Coca, da Pepsi…”
    Então, a Dragon Slayer dá a impressão de ser uma revista sobre RPG em geral, não uma base de suporte para Tormenta, engano meu então.
    [email protected] Eu sei que não se pode criar material para 4E e pra outros sistemas na mesma publicação, estou esperando um concorrente que fale de RPG em geral, dê notícias e opiniões, e não crie material próprio para a 4e, 3e, 3d&t ou qualquer sistema. E de repente ter outra publicação 100% 4E na web, ou como um “só aventuras” por exemplo.
    E agora fico aqui pensando, qual será a próxima desculpa para dizer que “o Trio só odeia a 4E porque não pode fazer Tormenta pra ele”?
    Não há uma linha no meu texto que sugere isso… Minha opinião é que a Dragon Slayer odeia a 4E por que ela ainda não estourou, e talvez não estoure por aqui. Não estou julgando isso, só acho falso o discurso de que vocês não publicam coisas que não gostam. Senão não teríamos tantas adaptações para Gurps e Storyteller no passado, havia um público em Gurps e Storyteller e seria ruim não atingi-los.
    Talvez não detestassem Gurps e Storyteller, mas não seria muito mais fácil fazer só o que gostam mais? (Ad&D, 3e).
    Vocês não precisam dar este tipo de satisfação. É muito mais fácil dizer que não apoiam a 4E pq não existe público suficiente no momento para fazer valer a pena.
    Afinal de contas, profissionais são obrigados a trabalharem com coisas que não gostam de tempos em tempos.

  45. JMTrevisan disse:

    Mas estou dando minha opnião, porquê?
    Talvez porque na minha insana mente passe a possibilidade de voce pararem para respeitar um pouco a opnião dos outros.
    Ou talvez poque eu queira deixar claro porque não gosto de voces!
    JM: Me sinteo devidamente esclarecido.
    NEXT!

  46. JMTrevisan disse:

    Vocês não precisam dar este tipo de satisfação. É muito mais fácil dizer que não apoiam a 4E pq não existe público suficiente no momento para fazer valer a pena.
    Afinal de contas, profissionais são obrigados a trabalharem com coisas que não gostam de tempos em tempos.
    JM: Não Tchelo…sério. A gente odeia mesmo a 4E. É chata. Ninguém tem os livros no nosso grupo. Ninguém joga. É feio. Caca.
    O Cassaro sempre gostou muito de GURPS. Eu tive uma fase de gostar pra cacete de Storyteller. Quando me enchi, parei de escrever. Quando a gente não tinha mais ninguem que gostava e viu que ninguem mais pedia, a revista parou com o sistema.
    O fato é que agora além da gente nao curtir a 4E, a gente pode e precisa fazer uma opção. Ou seja: foda-se a 4E.
    O engraçado é ser malhado por ter colcoado as cartas na mesa e avisado cada leitor que ele não vai achar materias do sistema na revista.
    Vai entender.

  47. Cassaro disse:

    “Sim contesto!”
    Ele contesta!!!
    “Mas estou dando minha opnião, porquê?”
    Sei lá. Por quê?
    “Talvez porque na minha insana mente passe a possibilidade de voce pararem para respeitar um pouco a opnião dos outros.”
    A dos outros, talvez.
    “Ou talvez poque eu queira deixar claro porque não gosto de voces!”
    Se você não gosta de nós, por que cargas d’água nós pararíamos para respeitar sua opinião, criatura???
    É cada uma…

  48. Cassaro disse:

    “só acho falso o discurso de que vocês não publicam coisas que não gostam. Senão não teríamos tantas adaptações para Gurps e Storyteller no passado, havia um público em Gurps e Storyteller e seria ruim não atingi-los.”
    Então deixa ver… se a gente faz Vampiro e gurps porque o leitor pede, é falso. Mas se fazemos o que preferimos, é antiético.
    “estou esperando um concorrente que fale de RPG em geral, dê notícias e opiniões, e não crie material próprio para a 4e, 3e, 3d&t ou qualquer sistema. E de repente ter outra publicação 100% 4E na web, ou como um “só aventuras” por exemplo.”
    Eu também. E faz tempo, viu?

  49. Moreau do Bode disse:

    @ Gun Hazard
    “E o “ex” é devido principalmente por esta atitude de desrespeito com a opnião do leitor”
    Eu dou um real de bigbig pra quem monstar onde o trio desrespeito a opinião de algum leitor!
    Só porque eles não tenham concordado com sua opinião (ou de qualquer outro leitor), não significa que eles tenham tido descaso com você.
    Falaram também sobre a DS ter mais “material da casa” do que de outras editoras. O que é BEM LÓGICO! São tais editoras que devem procurar a revista para divulgar os seus produtos, não o contrário. É claro que o matérial teria que ser bom para isso. Ser um livro impresso não significa que ele é bom, no mercado nacional de RPG temos vários exemplos disso. : )

  50. Tchelo disse:

    “Então deixa ver… se a gente faz Vampiro e gurps porque o leitor pede, é falso. Mas se fazemos o que preferimos, é antiético.”
    O Trevisan me esclareceu que a DS não vai publicar 4E pq nao gosta mesmo, não há nada para ler nas entrelinhas.
    Eu não estava acreditando, mas agora acredito.
    Sem ironia.

  51. Phil Souza disse:

    Hahahaha! Estou adorando isso! Eu atraio paraquedistas e o .20 atrai game designers e ex editores da dragão. Que chique!

  52. Cassaro disse:

    “Vocês não precisam dar este tipo de satisfação. É muito mais fácil dizer que não apoiam a 4E pq não existe público suficiente no momento para fazer valer a pena.”
    Nisso você está certíssimo. Não existe.
    E nossa opinião é que nunca vai existir, porque a desgraça é ruim pra peste, entre outras razões.
    Mas se um dia a 4E bombar, e for vantajoso para Tormenta ou a DS migrar para 4E por razões comerciais…
    Nah… não.

  53. Cassaro disse:

    “Eu não estava acreditando, mas agora acredito. Sem ironia.”
    Que bom!
    Sem ironia, também.

  54. Moreau do Bode disse:

    A cada F5 que dou um novo comentário aparece O_O. O negocio aqui tá quente!

  55. Então 3D&T é bom.
    D&D 4E é ruim.
    Creio que o Trio jogou DE MENOS estes 2 sistemas pra ter estas opiniões tão gravadas em pedra. Só pode ser isso.
    Ainda bem que temos o Rolando20!
    AHAHAHA

  56. Então 3D&T é bom.
    D&D 4E é ruim.
    Creio que o Trio jogou DE MENOS estes 2 sistemas pra ter estas opiniões tão gravadas em pedra. Só pode ser isso.
    Ainda bem que temos o Rolando20!
    AHAHAHA

  57. Então 3D&T é bom.
    D&D 4E é ruim.
    Creio que o Trio jogou DE MENOS estes 2 sistemas pra ter estas opiniões tão gravadas em pedra. Só pode ser isso.
    Ainda bem que temos o Rolando20!
    AHAHAHA

  58. JMTrevisan disse:

    Então 3D&T é bom.
    D&D 4E é ruim.
    JM: Isso. E meu pai é mais forte que o seu. Geez.

  59. Rogerio Saladino disse:

    Ah que lindo, agora chegamos na fase do “você ignora o que eu escrevi”.
    Gun, você também não comentou nem respondeu coisas que eu escrevi.
    “Entenda assim Eu posso não gostar do Cassaro como profissional (que reflete no pessoal) e não gostar desta “proteção a qualquer custo” que voces três fazem (como por exemplo invalidar o argumento invalidando o carater do autor do argumento).”
    Claro. Eu devo deixar as pessoas falarem afirmações que não são exatamente verdadeiras sobre mim e meu trabalho, certo? Se eu respondo, porque estava lá e vi como foi, estou “protegendo a qualquer custo”?
    Gun, você não gosta da gente, certo, tudo bem. Sua escolha. Mas atribuiu valores com base nisso. Eu realmente gostaria que você mostrasse quando eu ofendi e menosprezei algum leitor. Eu, especificamente. Você acusou o Trio, eu faço parte do Trio, você me acusou. Eu me defendi.
    O que você não entendeu dessa “proteção a todo custo”?
    “Talvez porque na minha insana mente passe a possibilidade de voce pararem para respeitar um pouco a opnião dos outros.”
    Que me conhece de outras discussões, sabe que eu respeito opinião dos outros. Eu SEMPRE peço por fatos, casos específicos, e normalmente fico esperando sentado, e continuo sendo chamado de nomes por certas figuras, tudo sem comprovação.
    Quer ver só:
    “O Máximo que fizeram foi uma jogada de marketing boa baseada em atribuir qualidades a seus produtos (geralmente imprecisas ou exageradas) enquanto atribuem defeito aos dos outros (geralmente acentuados), mas isto é marketing as coisas são assim mesmo…”
    Ok, por favor, mencione uma resenha minha onde eu apresento um defeito exagerado a um produto.
    Eu posso mostrar resenhas onde eu escrevi muito bem sobre vários livros que não eram “prata da casa”.
    Você pode mostrar uma resenha antiética escrita por mim?
    Estou esperando.

  60. Rogerio Saladino disse:

    “Creio que o Trio jogou DE MENOS estes 2 sistemas pra ter estas opiniões tão gravadas em pedra. Só pode ser isso.”
    Nunca tomei um tiro e nunca amputei uma perna, mas, pelo que eu vi, na minha humilde opinião (que deve ser antiética e não profissional), não gosto das duas coisas e não me interesso muito em experimentá-las.
    Sempre pode ser pura e simples opinião.

  61. Shido Vicious disse:

    “Então 3D&T é bom.
    D&D 4E é ruim.”
    O interessante é fato de o 3D&T fazer um monte de coisas da 4E um punhado de anos antes — poderes mecanicamente muito semelhantes e bem simples, adicione a descrição da habilidade a gosto. “Meu poder faz Xdy + Z de dano e empurra o oponente um quadrado — é uma magia? Uma manobra de guerreiro? Um pássaro? Um aviao? O fluff decide!”
    Quando era o 3D&T, “tão simplificado que chega a ser débil”; Agora se é a 4e, saída de forno gringo e com a marca D&D, aí se torna “design virtuoso!”. O 3D&T tem os méritos de ser nacional — logo, menor custo — e mais enxuto — se a palavra de ordem é praticidade, prefiro a opção mais flexível e direta.
    Antes material de 3D&T do que de D&D 4e na DS.

  62. Phil Souza disse:

    @Shin
    D&D4E e 3D&T? Sinceramente existe uma diferença bem grande quanto a essa coisa de fluff (Odeio esse termo). 3D&T dá muito mais margem para o jogador usar sua imaginação enquanto rola os dados (o que vocês fez quando rolou força?) já D&D4E os power são bem mais engessados. O power já diz o que vocês faz…

  63. Cassaro disse:

    “Nunca tomei um tiro e nunca amputei uma perna, mas, pelo que eu vi, na minha humilde opinião (que deve ser antiética e não profissional), não gosto das duas coisas e não me interesso muito em experimentá-las.”
    E nem recomendá-las aos outros, não esqueça!

  64. Matheus disse:

    Fikei surpreso de ver o tios do Trio responderem com tanto afinco aki no blog. Achei q eles tinham mais o q fazer!! aehuahhe…
    Mas se forem vcs três de verdade: Cassaro “Tio Palada”, Saladino “Katabrok” e Trevisan “Dr. Careca”, só kero dizer q sou FANZASSO de vcs desde a revista antiga n° 1 (SIM! eu cheguei a comprar desde q o nome era Dragon até a 40 quase todas de um amigo meu).
    Sempre gostei em especial das matérias do Cassaro e tenho mó raiva pq até hoje nunca achei Espada da Galáxia pra comprar aki em Recife. A propósito, lembro de um conto em q um metaliano se encontrava com a galera de Star Trek… putz… (eu só tinha ouvido falar de Star Trek na época) e achei sensasional! =D
    Vcs forma muito importantes pra minha maturação como jogador e diria até como pessoa. Sua dedicação nas revistas me trouxe muitos momentos agradáveis e até de gargalhadas. Seus textos sempre conscientes me motivaram a ler mais sobre vários assuntos e tb, creio eu, a ser uma pessoa mais tolerante e q buscasse arguentos mais firmes pra qq debate.
    Enfim, obrigado e parabéns!
    E eu babo mermo pq os caras merecem!
    E pra kem discorda repito o q sempre digo: se não gosta, não perde tempo, cara! vai fazer algo q vc goste! deixa kem curte em paz =D
    obrigado à galera do .20 por me proporcionar encontrar esses meus ídolos =D
    kem kiser trocar uma idéia meu e-mail é [email protected]
    falow!
    braços!
    fikem com Deus!
    té +!!

  65. Matheus disse:

    a propósito!!! deixa eu explicar minha primeira frase!!!
    n kis dizer q postar no blog é perca de tempo! acho o blog SENSACIONAL!!
    só achei q os caras do Trio eram ocupados demais pra ficar postando coisa na internet.
    Li agora o q escrevi e fikei com a impressão de q parecia q eu tava depreciando o blog. Longe de mim, falow?
    braços!
    té +
    Math

  66. Tek disse:

    Dia atípico. Coisa de sexta-feira 13.

  67. JMTrevisan disse:

    Eu só tava enrolando porque não quero terminar o Metal Gear Solid 4 rápido demais…
    T.

  68. Moreau do Bode disse:

    Será que daqui pro fim do dia alguem aparece por aqui com uma revelação bombástica?

  69. No Eirpg desse ano eu tenho uma verdade pra contar a todos!
    HAHAHAHA
    Coitado mesmo não é do Trio que é atacado, nem do 3D&T que é mais fraco que soco de moça, nem do D&D 4E que é videogame de papel
    Coitado mesmo é do Topico da Materia que foi pras cucuias desde os primeiros comments.
    Mas o pessoal o JP merece esse movimento. É um operário do RPG, trabalha mesmo pela causa. Parabens bro!

  70. No Eirpg desse ano eu tenho uma verdade pra contar a todos!
    HAHAHAHA
    Coitado mesmo não é do Trio que é atacado, nem do 3D&T que é mais fraco que soco de moça, nem do D&D 4E que é videogame de papel
    Coitado mesmo é do Topico da Materia que foi pras cucuias desde os primeiros comments.
    Mas o pessoal o JP merece esse movimento. É um operário do RPG, trabalha mesmo pela causa. Parabens bro!

  71. No Eirpg desse ano eu tenho uma verdade pra contar a todos!
    HAHAHAHA
    Coitado mesmo não é do Trio que é atacado, nem do 3D&T que é mais fraco que soco de moça, nem do D&D 4E que é videogame de papel
    Coitado mesmo é do Topico da Materia que foi pras cucuias desde os primeiros comments.
    Mas o pessoal o JP merece esse movimento. É um operário do RPG, trabalha mesmo pela causa. Parabens bro!

  72. d.darkangellus disse:

    Dia atípico. Coisa de sexta-feira 13. [2]
    Simplesmente,não acredito que só pude chegar agora…

  73. D3 disse:

    Eita!
    Quanto comentário!
    Vou ler com calma amanhã. Sexta-feira 13 é dia de morto-vivo tomar umas Guinness.
    @Saladino, tá me devendo um podcast!
    @Trevisan, estou te devendo um Asterix!
    D3

  74. rsemente disse:

    68 comentarios (69 com o meu), E hoje anda deve aparecer mais gente comentado 🙂
    “JM: Isso. E meu pai é mais forte que o seu. Geez.”
    Acho que a discução já foi pra isso desdo inicio 🙂
    Mas é importante, é divertido, e em suas entrelinhas possui questões importantes que podem ser racionalizadas mais tarde, como a matéria ( http://www./2009/03/13/rpg-e-jornalismo-duas-coisas-que-combinam/ ) que o Tiago Lobo escreveu.
    Voltando ao assunto da matéria ….
    Ah esse asunto já foi pras cucuias mesmo!

  75. rsemente disse:

    Lia a matéria e não tem nem muito hever com o asunto, sorry!

  76. JMTrevisan disse:

    Se é pra voltar ao assunto…
    Já fui reconhecido pelo cara da bilheteria do metrô, por vendedor em loja de música, na balada, na rua. O diretor do meu curta acabou ficando meu amigo porque a gente tinha uma amiga em comum e de repente o cara se ligou que eu era “o cara da Dragão”. Mas isso nao me faz famoso.
    Famoso pra mim é quem tem dinheiro pra cacete, participa do Arquivo Confidencial do Faustão e vai pra Ilha de Caras.
    T.

  77. Ziderich disse:

    Arquivo Confidencial é muita derrota…

  78. Gilson disse:

    Aproveitando a visita dos autores do antigo “As novas aventuras de Katabrok”, existe a possibilidade do texto ser disponibilizado? É o melhor material que explica o que é RPG e como o jogo funciona.
    Aceito ‘não’ como resposta. Grato!
    Gilson

  79. Adão Pinheiro disse:

    Não acredito que só cheguei agora. [2]
    Olha, sinceramente, eu nunca vi uma revista que não desse valor às pratas da casa. O mínimo que se pode esperar numa revista com cenário e sistemas próprios é que os “maledetos” sejam abordados, porra. Fala sério, neguinho vai reclamar de que a revista dos criadores da Tormenta fale da Tormenta? Tem mais é que se especializar no que é da casa, mesmo.
    Não concordo com tudo que sai na revista, e não discordo de tudo. Quando começei a postar aqui no .20, eu realmente descobri o sentido do ditado “nem Cristo agradou à todos”. As matérias do Trio em geral foram por miuto tempo o meu norte no RPG. Hoje, mais maduro (acredito eu, pelo menos), sei que o que estou lendo é uma opinião de alguém que trabalha com isso, e que tem pelo menos base pra escrever o que está lá. Essa não pode e nem deve ser necessariamente a minha opinião, mas pode muito bem servir como primeira impressão.
    Pelo que li nesses 9872456 comentários, tem gente achando que a DS deveria ser feita só pra ele, tendo até sua foto na capa. Você tem o direito de achar a DS ruim ou boa, do mesmo jeito que eles têm direito de achar materiais de RPG bons ou ruins.
    Devo muito do que sei sobre RPG ao Trio. Toda a comunidade de RPG deve pelo menos respeito aos caras, eles conseguem se manter num segmento que históricamente é mal sucedido no Brasil. E graças ao “débil de tão simples” 3D&T, e à “salada de frutas” Tormenta, tem gente jogando RPG, comprando livros, e mantendo nosso hobby na ativa. E sinceramente, prefiro Tormenta e suas referências à muitas coisas legais que curto (Piratas & Pistoleiros simplesmente ruleia!!!!), do que muitos “feijão-com-arroz importados”, que custam os olhos da cara, e que muitas vezes não te trazem nada de novo.
    Abraços ao Trio, e continuem com as “saladas de frutas”, com a simplicidade “débil”, e com as piadas sobre os 1d10 jogadores de Trinity. Isso é simplestente tudo que eu espero na revista. Referências, facilidade e humor.
    Parabéns, de verdade.

  80. Daniel R disse:

    Carácoles, se vocês três tivessem criado Eberron ou Forgotten Realms, tavam fudidos. Toda vez que falassem do cenário na revista, ia aparecer um pentelho desses falando sobre a ética, competência, curinthians… =)
    Na real, até por motivos legais é bem melhor trabalhar com um produto que é seu, não? Além disso, o povo reclama que tem muito Tormenta na revista, mas se todo mundo se juntar pra pedir mais material de outros cenários, não vejo porque os caras iriam deixar de fazer.

  81. Heitor disse:

    Bom, falou-se sobre preferências (muito) diversas, competência, ética profissional. Não comento nada sobre qualquer um destes assuntos porque provavelmente meu ponto de vista será divergente, e não tenho intuito nehum de discutir com ninguém.
    Pois bem, eu acho que se alguém quiser corroborar o que disse aqui, basta parar de comprar a revista (é o mais próximo de vingança que você poderá ter do Trio, a menos que more ao lado de um deles), parar de falar mal do “MMO 4e” (se é ruim, porque desperdiçam linhas e linhas falando dele? O leitor – eu incluso – quer material de suporte ao d20/OGL, não desabafos editoriais por salgados R$14,90), ou ir jogar seu sistema favorito (que estará alheio a toda essa discursão 3.X/DS x 4e), como sempre.
    Bom, quando uma discursão em página digital, salvo exceções muitissímas extraordinárias, resolveu alguma contenda? Logo, estes 70 e tantos comentários no final podem até trazer algum esclarecimento, mas nenhuma posição definitiva sobre o que alguém acha sobre algo.
    Afinal, tudo muda no RPG brasileiro. Já mudou antes, e com certeza mudará em breve.

  82. Cassaro disse:

    “Sempre gostei em especial das matérias do Cassaro e tenho mó raiva pq até hoje nunca achei Espada da Galáxia pra comprar aki em Recife. A propósito, lembro de um conto em q um metaliano se encontrava com a galera de Star Trek… putz… (eu só tinha ouvido falar de Star Trek na época) e achei sensasional! =D”
    Obrigado, Matheus.
    O Espada deve estar esgotado e, de qualquer forma, não estou interessado em dar lucro ao refugo de editora que o está vendendo hoje. Então se você — e mais alguém — quiser, mando os arquivos .doc do livro para seu email.
    Abraço

  83. Rogerio Saladino disse:

    Só pra complementar com um comentário divertido:
    Adão Pinheiro:
    “Abraços ao Trio, e continuem com as “saladas de frutas”, com a simplicidade “débil”, e com as piadas sobre os 1d10 jogadores de Trinity. Isso é simplestente tudo que eu espero na revista. Referências, facilidade e humor.”
    Quando falei com o autor do Trinity (ou melhor, o autor principal, Andrew Bates, se me lembro bem), tinham comentando com ele sobre a gente fazer piada com a pouca quantidade de jogadores de Trinity. Eu confirmei que a gente fazia piada sim, e ele disse que tudo bem, que não via problema algum, estávamos divulgando o jogo e que era só piada mesmo.
    Cara bacana.

  84. Matheus disse:

    Grande tio Palada!
    Meu e-mail já tá lá em cima!
    adoraria ter o e-book! tem como mandar autografado =P aheuhauheha
    Vc tem algum site, blog ou coisa assim?
    falow!
    fica com Deus!
    grande abraço!
    té +!
    Math

  85. Adão Pinheiro disse:

    Cassaro, por favor, mande o .doc do Espada da Galáxia pra mim também ([email protected]), se possível. Eu ficaria muito agradecido.

  86. Warlock disse:

    Cassaro, por favor, mande o .doc do Espada da Galáxia pra mim também ([email protected]), se possível. Eu ficaria muito agradecido (2).
    Só pra complementar, gostaria de desejar os parabéns ao trio, pela Dragão (lá na década de 90 ;)) ser uma porta de entrada para mim no hobby. E também por consiguirem se manter num segmento de nicho como é o RPG.
    Abraços.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: