Abandonaram o mestre!

Odeio quando acontece isso.
O grupo some e nós, pobres e indefesos mestres, ficamos sem aventura.
Meu grupo agendou a sessão de amanhã há um mês.
Nesse meio tempo tentamos agendar outra sessão, mas o encontro foi frustrado pelo súbito aparecimento de um amigo e família.
E hoje, véspera do encontro, metade do grupo diz que não vai conseguir comparecer ao jogo.
Aí, entram mais férias desencontradas e o povo só volta a ficar livre na terceira semana de Janeiro.

“Saco.”
Depois de ter baixado um aventura legal, criado um monte de adaptações, feito uma seleção de músicas para os eventos principais, preparado comidinhas e belisquetes…

“Frustração, raiva e desespero.”

Até que existem opções de jogo, mas para todas preciso de um carro.

“Nessas horas eu odeio Brasília.”
Desde que vim do Rio para Brasília não tinha me incomodado em não ter carro. Vou e volto para o trabalho de ônibus, e consigo resolver minha vida tranquilamente a pé… menos jogar RPG em um lugar que não seja a minha casa, já que não existe transporte público depois das 19 horas nessa cidade.
E com isso já começo a sentir os efeitos da abstinência do RPG:
Mau humor, visão dupla e espasmos eventuais.
E é por isso que eu sempre digo que o ideal é você ter logo 5 filhos.
Assim, você nunca mais fica sem grupo.

Você pode gostar...

17 Resultados

  1. Dani Toste disse:

    Mestre sem grupo? que figura rara nos dias de hoje!
    Sempre achei que o mestre era a criatura que mais tinha autonomia, se enchesse o saco pegava 5 seres humanos (?) aleatóreos na rua e começava um grupo novo.
    Jogador é que sofre, sem grupo, sem mestre, o que ele vai fazer?
    último post de Dani Toste:A (não) separação dos poderes

  2. Álvaro Guedes disse:

    O Jogador sem Mestre se torna Mestre, com mínimo esforço.
    O Mestre sem jogador, pode vir a se tornar um jogador, se conseguir um grupo que o aceite (um pouco mais de esforço), ou catar 5 LA (Leigos aleatórios), hehehe
    A idéia dos “5 filhos” é um pouco mais trabalhosa…hehehe

  3. Fabio Godoy disse:

    Mas isso é comum mesmo. Só não acontecia comigo quando eu era moleque no colégio e a gente jogava lá mesmo… alguns daqueles caras estão no grupo até hoje, a maioria foi abandonando com o passar dos anos, e incorporamos mais algumas pessoas. Mas com cada um seguindo sua vida, é difícil combinarmos um dia em que todos estejam disponíveis. Na maioria das vezes jogamos sem uma ou duas pessoas… e isso sem contar minha irmã, que só vai jogar se eu for. Mas eu quase não falto. Última vez que faltei foi… ontem =( Mas eu tava doente, com febre, não dava pra sair de casa, juro! Pior que eu ia mestrar… bom, pelo menos nosso grupo tem três mestres e dois deles (eu incluso) estão com campanha atualmente, isso nos dá opções. Outros membros que nunca mestraram estão querendo começar também, quero ver no que vai dar.
    Por mais que nós mestres gostemos de nossas campanhas, a diversão é muito mais importante. Por isso, ter vários mestres com campanhas ativas é uma boa opção. Claro que isso não resolve o problema da falta de ônibus em Brasília… (moro em São Paulo mas namorei por um tempo uma garota daí, sei como é trash o transporte público)
    último post de Fabio Godoy:Mensagem Para Fausto

  4. Alexandre disse:

    Apesar de preferir jogar a mestrar, concordo com a Dani. Ser jogador e não ter grupo é pior que ser um mestre solitário.
    No meu caso, atualmente sou mestre, mas quero voltar a jogar.
    Só pode ser algum traço masoquista da minha personalidade…
    Vai gostar de sofrer assim!!!
    Obs.: Fábio, tome um banho de sal grosso logo, porque eu estou com uma baita inveja! Quem avisa, amigo é!

  5. Daniel R disse:

    Vixe, aconteceu comigo semana passada! NInguém podia jogar, fiquei sem RPG! =P
    último post de Daniel R:O D&D saiu do armário!

  6. Nesse final de ano, estou sem jogar desde Setembro, e muitos jogadores só podem voltar a jogar em Janeiro…

  7. Alexandre disse:

    Putz! Desde setembro?
    Cara, você está muito pior do que eu.
    Com 3 meses sem jogar os sintomas de abstinência devem até passar. Em janeiro você vai estar quase curado do vício!!!

  8. Isso não é legal. Naum vou me prender muito ao assunto por que pode atrair azar e a minha situação pode ficar ruim também.
    Pra mim o que está pegando é o Naum Saber Inglês… Pois até estou jogando, mas eu quero mesmo é mestrar, mestrar, naum consigo ficar sem mestrar. Onde entra a questão de naum saber inglês: bem, isso se deve ao fato de eu querer mestrar D&D 4.0, pois foi o combinado com meus jogadores. Apesar de eu estar quase desistindo e iniciar um campanha, seja lá qual for o sistema. Sem saber ingles eu naum posso mestrar D&D 4.0, já que a tradução ainda vai demorar bastante.
    Grupo pra jogar tenho, e aparentemente as festas de fim de ano e as férias naum estão atrapalhando tanto. No grupo são seis jogadores e um mestre; o sistema é D&D 3.5; o cenário Forgotten Realms; e meu personagem um Gnomo das Rochas Ilusionista que está pensando em ser Clérigo (Para se transfomar em um Teurgista Místico). Com isso quero dizer aos menos afortunados, que torço por vocês e dias melhores virão.
    Sorte a todos e até o próximo comentário…

  9. Alexandre disse:

    Grande Mestre Emilson! Dá uma olhada nesse post aqui:
    http://www.rpgista.com.br/?p=33

  10. hackbarth disse:

    Nem me fala que eu já fiquei mais de um ano sem jogar! E jogadores de GURPS descobri agora que só tem em Taguatinga mesmo. Assim que passar a correria de fim de ano vou ver se monto um grupo, convidando o pessoal que conheci no GURPS Holy Day.
    E tu estás convidado com certeza, Alexandre :-).
    último post de hackbarth:Montando miniaturas de papel

  11. Bruno disse:

    Cara, depois dessa, chamei a namorada e falei: Tipo, quero 5 crianças…
    Ai ela: Ta loco? Quer um time de salão?
    Respondi: Não, um grupo de RPG.
    totalmente infame, mas eu não podia deixar de fazer isso. hahahah

  12. thiagotogbr disse:

    Alexandre (ou quem mais for de Brasília),
    Se te abandonarem novamente (ou se vc sentir vontade de jogar), mestro D&D 4ed, Star Wars (e pretendo mestrar Alpha Omega)nos finais de semana.
    Moro no Lago Norte, mas os jogadores do plano costumam revesar carona ou se encontrarem para vir de ônibus.
    Qq coisa, entre em contato: [email protected]

  13. Isso naum acontece aqui onde eu moro, na esquecida cidade Acaraí,no interior do Ceará.
    Um mestre assim, do nada, convidando a gente pra jogar. Mas se ouver estamos aqui.
    Valeu e até a proxima…
    último post de Mestre Emilson:[Opnião Pessoal] Qual é o melhor sistema?

  14. thiagotogbr disse:

    É, acho que não poderei mais reclamar de Brasília.
    Bom, Emilson, caso algum dia vc venha passear por terras candangas, entre em contato…

  15. Ad disse:

    Ai Thiago, também sou de Brasília e estou sem grupo a algum tempo. Normalmente também sou Mestre. Jogo a RPG a muito, muito tempo.
    Gosto de ser jogador também, e tenho Carro! Tanto para ir ao local do jogo quanto para dar carona para quem precisa. Tô nessa crise de abstinência também, quem sabe a gente consegue unir o inútil com o desagradável (É inútil tentar andar em Brasília sem carro e desagradável não jogar mais).
    Até mais,
    Ad

  16. thiagotogbr disse:

    Ad, me diz depois o seu e-mail, que qndo tem jogo eu sempre aviso por e-mail pra ver quem pode comparecer.
    Neste próximo sábado estou pensando em comparecer e mestrar no evento RPG Itinerante do grupo D30: http://vortexrpg.blogspot.com/2009/01/1-encontro-rpg-itinerante-de-2009.html
    Meu mail: [email protected]

  17. Fianna disse:

    Estou procurando jogadores para grupo de Star Wars em Brasília,para Jogar uma vez por mês,provavelmente no parque olhos dágua(mínimo de 4 jogadores e máximo de 6)
    Alguém se habilita?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: