Estou criando um monstro!

Como já descrevi no último post (e mais algumas vezes), um dos personagens da minha campanha é “sex addicted”, ele se chama Balthazar. Um senhor com seus 50 e poucos anos, completamente pervertido.
O significado de sexo oposto para ele é “qualquer coisa que tenha um buraco”.
O grupo gosta do personagem e, depois de ficar um pouco relutante, entrei na onda também e resolvi sacaneá-lo, convocando um antigo PC meu, o Taranis, para atuar como NPC na aventura.
Enquanto viajavam por uma estrada, o grupo encontrou Taranis, o mago amoral. Um rapaz com cerca de 30 anos, magro e de longos cabelos negros, que pedia carona para continuar seu caminho.
Balthazar logo se interessou e foi rapidamente arrumando uma desculpa para que o rapaz tirasse o manto, revelando um corpo definido (porém não forte), recoberto completamente por tatuagens.
Depois de pouco tempo de viagem, o grupo monta acampamento e – papo vai, papo vem – Balthazar, do nada, tira o pinto para fora.
Taranis chega mais perto e, nesse instante, Balthazar percebe que há algo de muito errado acontecendo afinal, aquilo não era normal.
“Olha só o que eu tenho aqui também.”- Disse o mago.
21 cm depois, Balthazar acalmou-se um pouco.
O Taranis se deu bem. Saiu relaxado que só…
Balthazar ainda não consegue sentar direito, mas, mesmo a contragosto do jogador, o PC teve uma das melhores noites homoternurais da vida. Totalmente Hard Kama Sutra, com direito a mudança de sexo durante a transa, modificações corporais e utilização de piercings de êxtase mágicos. Ah! E fora o sadomasoquismo, que o Taranis adora.
O problema é que Taranis é um cara muito egoísta e botou o Balthazar pra dormir quando chegou na vez dele (se você me entende). Deve ser por isso que o mago não arruma namorada…
O Taranis tava quieto, aí o Balthazar foi mexer com ele… Aliás, por muito pouco os outros personagens não rodaram na mão dele também.
O resultado de tudo isso foi que eu criei um monstro!
Balthazar tenta, de forma infrutífera e desde que começamos a aventura, se dar bem com qualquer coisa. A tórrida noite de amor, com final sonolento, não melhorou as coisas.
Balthazar jurou vingança! E avisou os demais jogadores que, na próxima sessão, todos deverão usar cuecas de metal.
Vou tentar contornar isso fazendo o seguinte:

  • Colocar situações mais sérias a serem resolvidas;
  • Vou precisar tirar um pouco do roleplay e trazer mais ação ao jogo (em 5 sessões, tivemos apenas 2 combates!);
  • Utilizar mais os vilões que já apresentei. Vou torná-los mais presentes e perigosos;
  • Tornar as conseqüências dos atos dos personagens mais sérias e relevantes.

Vamos ver no que dá.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Balthazar disse:

    Aprendi uma lição: ler o RPGista antes das aventuras. Se tivesse lido o post sobre a armadilha que estava sendo preparada para mim, não permitiria que Taranis tivesse feito tamanha barbaridade.
    Haverá vingança!

  2. Alexandre disse:

    Quem mandou não se informar…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: