Power Rangers vai ganhar um RPG

Apesar de já existir um RPG oficial (o Power Rangers Hyper Force) que é canônico no lore da série e com sistema próprio, a Hasbro decidiu que a franquia irá ganhar um novo RPG. Segundo o site GeekNative, que noticiou no dia (30/09/2020), a Hasbro licenciou os Power Rangers e outras franquias da empresa para a Renegade Games Studios, que já fez jogos como Power Rangers: Heroes of The Grid.

Até aí tudo bem, gosto de Power Rangers. Só que o problema é que o sistema que servirá como base é o D&D 5ª Edição, e para mim parece uma decisão equivocada. Na minha cabeça é uma coisa que não combina, embora não seja impossível fazer algo legal. A minha decepção é que já havia um sistema próprio no Power Rangers Hyper Force, criado pela GM Malika Lim Eubank.

 

O sistema é bem simples e baseado em uma pool de d6. O legal é que, pelo menos pra mim, o sistema funciona bem para Power Rangers, coisa que D&D não faz. Entenda, D&D 5E é um sistema baseado em classes e a não ser que haja modificações que permitam apenas uma classe e que as diferenças entre as cores sejam feitas a partir de habilidades modulares, o negócio vai ficar estranho.

Por mais que haja arquétipos na série, não há diferenças entre eles que justifiquem classes para cada cor. Até porque os arquétipos não se repetem em todas as temporadas. E mesmo que os arquétipos sejam as classes e as cores possam ser escolhidas pelos jogadores, não acho que sejam necessárias várias classes para simular estes aspectos da franquia.

Certo, até aqui sou eu especulando uma vez que, não exista nenhuma informação sobre como o sistema será utilizado. Mesmo que consigam fazer modificações suficientes no D&D 5E para que funcione razoavelmente bem na franquia, não seria melhor oficializar o sistema que já existe e funciona? ou melhorar o que é utilizado no Power Rangers Hyper Force RPG? Talvez a Hasbro tenha chegado a conclusão que é melhor licenciar a franquia para uma empresa do que pagar direitos autorais para outra.

Enfim, acho que poderia ser uma notícia melhor, mas também posso estar exagerando e julgando o produto antes de ter sido lançado. De qualquer forma, vou conferir quando for lançado, afinal como disse o Bruno Schlatter  (autor de Tormenta, 3D&T Alpha e deste blog) o que importa é ter regras para enfrentar um Tarrasque com um Megazord!

 

Eu sei que não é um Tarrasque mas foi o mais parecido que encontrei. Arte de Alex Ruiz.

Por fim, confiram Power Rangers Hyper Force. A mesa já teve participações especiais dos atores e atrizes que passaram pela série e o Bulk é um dos novos rangers.

Ator Paul Schrier interpretando Bulk como ranger amarelo em Power Rangers Hyper Force.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Talude disse:

    Quero jogar como a Luka de Gokaiger.(sei que é Super Sentai e não Power Rangers haha)
    Atriz mais linda não tem

  2. Mike Wevanne disse:

    Se eles usassem as regras da 5ed numa pegada True20 poderia funcionar.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: