Bestiário de Barsoom

A ecologia de Barsoom está sofrendo um processo de extinção planetária. Para sobreviver nos leitos oceânicos secos e nas minguantes florestas e pântanos do planeta os animais remanescentes devem ser […]

A ecologia de Barsoom está sofrendo um processo de extinção planetária. Para sobreviver nos leitos oceânicos secos e nas minguantes florestas e pântanos do planeta os animais remanescentes devem ser adaptáveis, resistentes e ferozes. A maioria das espécies é onívora, mas capaz de caçar suas presas com muita determinação. Um animal de Barsoom ao atacar não tem a opção de bater em retirada, a energia desprendida com a caça deve ser reposta com a carne da presa, logo os animais são extremamente ferozes e combatem até a morte.

Assim como todas as raças de Barsoom os animais tem a capacidade de ler mentes e isso é usado pelos marcianos para dar ordens e comandos mentais aos animais domesticados, como Calots e Thoats. No entanto a domesticação desses animais é precária, assemelham-se mais a animais selvagens vivendo em cativeiro do que animais domesticados por gerações como temos na terra.

Apt apt
Apts são grandes criaturas peludas das gélidas regiões nórdicas de Barsoom. Ele tem uma cabeça semelhante a um hipopótamo, com grandes presas no maxilar superior. Seus olhos são compostos, mas cada olho individual pode fechar as palpebras para adaptar sua visão tanto à escuridão das cavernas carniceiras quanto ao gelo brilhante da cordilheira gélida do polo norte do planeta. Sua pele possui uma densa pelagem branca, que é usada pelos marcianos que habitam essas terras geladas como proteção contra o frio, também é uma boa camuflagem.
ST: 24 PV: 24 Velocidade: 6
DX: 11 Vontade: 10 Deslocamento: 6
IQ: 4 Percepção: 10 MT: +2
HT: 13 Fadiga: 13 RD: 4
Esquiva: 9
Mordida (12): 2d+2 perfuração.Garras (12): 2d+2 corte.
Pernas Adicionais (Quatro Pernas); Visão Protegida; Briga [12]; Camuflagem [14]

 

Banth banth
Banths são os leões de Barsoom. Feras enormes com dez patas cheias de garras e uma boca imensa com fileiras de dentes que lembram os de um tubarão. Sua cabeça é coroada por uma juba que lhe dá uma aparência leonina, seu corpo musculoso é coberto por uma resistente pele amarela e termina em uma cauda grossa e achatada. Seus olhos brilham com luz esverdeada na escuridão e lhe dão excelente visão noturna.
ST: 20 PV: 20 Velocidade: 7
DX: 16 Vontade: 12 Deslocamento: 7
IQ: 5 Percepção: 12 MT: +1
HT: 12 Fadiga: 12 RD: 2
Esquiva: 11
Mordida (18): 2d corte. Garras (18): 2d corte.
Pernas Adicionais (Dez Pernas); Reflexos em Combate; Horizontal; Visão Noturna 8; Briga [18]; Furtividade[15].

 

Calot calot
O Calot serve aos marcianos como um cão de guerra. Tem olhos proeminentes, uma grande boca cheia de dentes que se abre até as suas orelhas, e uma curta juba desce pelo seu pescoço. Suas dez pernas impulsionam seu corpo atarracado a uma boa velocidade, e tem resistência para correr por horas seguidas.
ST: 15 PV: 15 Velocidade: 6.25
DX: 12 Vontade: 12 Deslocamento: 8
IQ: 6 Percepção: 14 MT: 0
HT: 13 Fadiga: 13 RD: 2
Esquiva: 10
Mordida (14): 1d+1 corte. Garras (14): 1d+1 corte.
Olfato discriminatório; Pernas Adicionais (Dez Pernas); Reflexos em Combate; Horizontal; Visão Noturna 4; Briga [14]; Rastreamento[16]

 

Malagor malagor
Embora esse pássaro gigantesco seja considerado extinto por quase todo planeta, uma pequena população sobrevive nos pântanos de Tonool. Pode ser cavalgado mas sua velocidade e resist?ncia cai bastante se transportar mais de um passageiro. Tem um temperamento feroz como o de uma ave de rapina.
ST: 36 PV: 36 Velocidade: 7
DX: 14 Vontade: 10 Deslocamento: 7 (14 voo)
IQ: 5 Percepção: 10 MT: +3
HT: 14 Fadiga: 14 RD: 0
Esquiva: 10
Bico (14): 4d corte; Garras (14): 4d corte.
Voo (Alado)

 

Homens Planta plantman
Os homens planta do Vale Dor são alienígenas entre os alienígenas de Barsoom. Sua cabeça horrenda tem um único olho no centro, abaixo dele uma abertura que lembra uma ferida aberta serve como narina. A cabeça é coberta por curtos tentáculos que apalpam o ar constantemente. Seus braços são flexíveis como a tromba de um elefante e terminas em bocas com garras afiadas, através das quais eles sugam o sangue de suas vítimas. Suas pernas lembram a de cangurus e lhes servem, com auxílio de sua cauda musculosa, para realizar um golpe fatal:Ele pula no ar por sobre o seu adversário (requer um turno correndo) e golpeia-lhe o crânio com sua cauda. Se não há distância suficiente para realizar esse poderoso ataque, ele tenta agarrar a presa e então usam suas bocas para sugar o sangue da vítima presa. Vários homens planta podem agarrar a mesma vítima.
ST: 18 PV: 18 Velocidade: 7
DX: 13 Vontade: 10 Deslocamento: 7
IQ: 2 Percepção: 9 MT: 0
HT: 15 Fadiga: 15 RD: 0
Esquiva: 10  
Golpe voador (18): 1d+4 contusão. Esse golpe é dado em um pulo por sobre a vítima, mirando a área do cérebro (-7). O alvo tem um redutor de -2 em suas defesas ativas.Mordida (15): 1d-2 corte. As bocas dos Homens Planta se localizam nas suas “mãos”. Ele pode morder com as duas bocas quando agarra a vítima em combate de perto.

Drenar Sangue (16): 1d Fadiga. As bocas dos Homens Planta foram adaptadas para sugar o sangue das vítimas. O Homem Planta deve ter agarrado e mordido a vítima para começar a sugar sangue.

Aparência Horrenda; Super Pulo; Braços Extraflexíveis, Briga [15]

 

Sith sith
Esses animais selvagens habitam as poucas selvas e pântanos de Barsoom. São gigantescas vespas, maiores do que um homem adulto. Seus olhos compostos cobrem a maior parte de sua cabeça, o resto ocupado pela sua boca cheia de dentes e garras. Mas sua arma mais perigosa encontra-se no fim de sua cauda, um poderoso ferrão guarda um possante veneno. Esse mesmo veneno é uma das poucas coisas que pode matar essas feras.
ST: 20 PV: 20 Velocidade: 7.25
DX: 15 Vontade: 10 Deslocamento: 7 (14 voo)
IQ: 2 Percepção: 10 MT: +1
HT: 14 Fadiga: 14 RD: 3
Esquiva: 10  
Ferrão (16): 2d perfuração, acompanhamento 3d tóxico; Mordida (16): 1d+3 corte.
Voo (Alado)

 

Thoat thoat
O Thoat é usado pelos povos de Barsoom como cavalgadura e besta de carga. Tem uma pelagem que varia do negro nas suas costas até a barriga branca e pernas amarelas. Enquanto as variedades usadas pelos marcianos vermelhos são pouca coisa maior que cavalos, osmarcianos verdes criam essas bestas até proporções imensas, pouco menores que elefantes. De temperamento feroz, eles são intimidados a força e podem derrubar e atropelar seus cavaleiros em batalha.
ST: 30-40 PV: 30-40 Velocidade: 7
DX: 9 Vontade: 10 Deslocamento: 10
IQ: 4 Percepção: 10 MT: +2
HT: 15 Fadiga: 15 RD: 1
Esquiva: 10
Mordida (10): 1d+1 corte. Coice (10): 3d contusão.
Pernas Adicionais (Oito Pernas); Horizontal;

 

Ulsio ulsio
O Ulsio ocupa o nicho dos ratos em Barsoom. É uma criatura pequena, do tamanho de um cão, com muitas pernas.. Sem pelos, sua pele lembra a de um rato recém nascido, sem lábios, suas mandíbulas exibem cinco dentes afiados em formato de pás, dando uma aparência horripilante ao seu rosto. Habita os passagens subterrâneas e masmorras marcianas, se alimentando de lixo, alimentos roubados e outros animais moribundos. As vezes se reúne em pequenos bandos para atacar presas maiores, como prisioneiros acorrentados ou qualquer um que vague ferido pelos subterrâneos.
ST: 7 PV: 7 Velocidade: 9
DX: 13 Vontade: 10 Deslocamento: 9
IQ: 5 Percepção: 14 MT: -1
HT: 16 Fadiga: 16 RD: 1
Esquiva: 12
Mordida (13): 1d-4 corte.
Pernas Adicionais (Oito Pernas); Horizontal;

 

Gorila Branco whiteape
Os Gorilas Brancos de Barsoom são feras temidas até pelos Marcianos Verdes. Além da força descomunal, eles possuem uma inteligência malévola. Sua aparência é de um grande gorila branco de quatro braços. Não tem pelos no corpo, apenas duros cabelos espetados na cabeça. Vivem em grupos nas cidades abandonadas nos leitos secos dos oceanos marcianos.
ST: 25 PV: 25 Velocidade: 7
DX: 13 Vontade: 10 Deslocamento: 7
IQ: 7 Percepção: 12 MT: +2
HT: 14 Fadiga: 14 RD: 2
Esquiva: 11
Punhos (15): 2d+4 contusão.Porrete (12): 5d contusão.
Braços Adicionais x2; Reflexos em Combate; Briga [15]

Publicado Originalmente no GurpsNation em 01/12/2010

About Hackbarth

Tiago Hackbarth é um gaúcho de Porto Alegre, computólogo, rato de biblioteca, rpgista, pai, linux-user e nerd. Não necessáriamente nessa ordem. Nas horas vagas escreve para o Roleplayer e monta miniaturas de papel. Quando surge uma oportunidade, mestra Gurps.