O Resgate do Pequeno Príncipe

Para comemorar o dia das crianças, uma aventura especial de 3:16 – Carnificina nas Estrelas, em que os soldados da companhia deverão invadir um planeta bastante especial…
A Missão
Sinais nos radares indicam que há uma criança humana vivendo em um asteróide nas proximidades. Um esquadrão da Força Expedicionária de Elite 3:16 é destacado para resgatá-la.
O Asteróide B-612
O asteroide B-612 é bastante pequeno e tem formação rochosa, sendo formado por alguns objetos pessoais, três vulcões e uma rosa. Ao redor de todo ele grandes raízes de baobás estão surgindo e tomando conta de todos os espaços livres. Estas raízes são, na verdade, os alienígenas a quem os PJs terão que enfrentar.
PNJs
O Pequeno Príncipe é o garoto que deve ser resgatado pela companhia. É uma criança loira vestindo roupas finas e com um florete. Ele é apaixonado pela Rosa e fará tudo para protegê-la e impedir que seja morta, mesmo que isso coloque a sua vida em risco.
A Rosa é uma flor muito bonita, apesar de demasiadamente vaidosa
Os Alienígenas
As criaturas do planetoide são as raízes de baobás, portanto são alienígenas vegetais. Elas possuem HA igual à maior HFC-1 dos PJs. Além disso, possuem a Habilidade Especial de Regeneração: gastando um Marcador de Ameaça, o mestre pode devolver ao encontro qualquer quantidade de Marcadores de Ameaça removidos na Rodada de Combate anterior. Os PJs continuam com as mortes causadas (afinal, as criaturas realmente morreram), mas elas se regeneraram e agora devem ser vencidas novamente.
Marcadores de Encontros
Cinco Marcadores para cada jogador.
Encontros
Os PJs descem no asteróide, mas no lado oposto ao que o Príncipe e a Rosa estão. Assim que descem, são atacados pelas raízes de baobá, que os envolvem e tentam prendê-los e matá-los, como serpentes constritoras.
Após a primeira leva de raízes ser derrotada, eles poderão caminhar até o outro lado. Descreva eles enxergando o príncipe à distância, e e que ele parece estar conversando com a Rosa no chão. Quando eles se aproximam, no entanto, novas raízes surgem do chão e os atacam.
Um último encontro envolverá convencer o Príncipe a deixar o planeta com eles. Isso pode requerer um ou mais sucessos em testes de HFC, a critério do mestre. Ele é apaixonado pela Rosa e não quer deixá-la para trás, mas também não quer arrancá-la do chão, pois sabe que isso acabará por matá-la. E a Rosa, é claro, também não quer ser abandonada pelo Príncipe: na verdade ela é a responsável pelo nascimento das raízes de baobá, e, a cada vez que os PJs mencionam a possibilidade de levá-lo embora, faz com que novos inimigos surjam da terra e os ataquem!
A aventura terá fim quando os jogadores perceberem que a Rosa é a responsável pelo nascimento das raízes, e a matarem. O Príncipe, é claro, fará tudo para impedir isso de acontecer, e os PJs devem ter o cuidado de não matá-lo sem querer, sob risco de a missão falhar.
Ideias / Imagens Legais para as Cenas
Algumas sugestões de descrições para as cenas:

  • Os vulcões começam a entrar em erupção no meio da batalha.
  • As raízes de baobá crescem novamente cada vez que são derrotadas.
  • As raízes crescem em volta dos personagens, tentando prendê-los e apertá-los até quebrarem seus ossos.
  • Algumas das raízes podem possuir espinhos.
  • O Pequeno Príncipe se coloca entre os PJs e a rosa para evitar que ela seja morta.
  • A Rosa, nos seus momentos finais, assume uma aparência ameaçadora, como se seus espinhos fossem presas prontas a atacar os PJs.

E nunca se esqueçam: tu és eternamente responsável por aquilo que massacras.
Feliz dia das crianças!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Chuck Mazaa disse:

    Obrigado,
    Esta aventura matou o pouco de beleza e ingenuidade que eu ainda conservava da minha infância.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: