Montando cenários de papel em escala de 15mm

No artigo anterior, escrevi sobre o processo de adaptação de miniaturas para escala de 15mm. No caso de modelos 3D e cenários de papel, as mesmas recomendações se aplicam (embora eu não sinta a necessidade de ajustar a curva de brilho, geralmente). Por outro lado, existem algumas dicas para a montagem dos modelos que valem a pena apresentar.

Ajustes durante a preparação para impressão

Em geral, ao preparar o cenário para impressão em tamanho reduzido, será preciso recortar e colar as peças para fazer com que tudo caiba em poucas páginas. É comum as folhas de cenário usarem todo o espaço disponível em um formato de papel carta. Assim, se você apenas reduzir tudo para 50% e colocar as folhas reduzidas lado a lado, a imagem não vai caber em uma folha A4.
Esse processo é um pouco trabalhoso mas permite economizar papel. Se você não tem muita prática (ou está sem muito tempo) o mínimo possível é encaixar duas páginas reduzidas em uma folha A4, o que já garante alguma economia. Uma outra alternativa é reduzir os modelos para 45% ao invés de 50%. Nesse caso, é possível encaixar quatro páginas tamanho carta em uma folha A4 sem dificuldades.
Por fim, ainda no tema de impressão, temos a escolha do tipo de papel. Recomendo utilizar papéis de gramatura 90 a 120 para fazer modelos 3D reduzidos. Papel sulfite costuma ficar muito frágil (as paredes dos prédios construídos ficam moles, por exemplo) e papel mais grosso vai dificultar a montagem do modelo.

Ferramentas

Para montar os cenários em 15mm, a primeira recomendação importante é obter uma pinça (pinça comum mesmo, que pode ser encontrada em lojas de estética). O motivo é que, como os modelos são bem pequenos, em vários momentos ela será utilizada para alcançar algum canto ou fazer uma dobra que seria muito difícil de se fazer com os dedos.
Outra recomendação é conseguir cola PVA para madeira. Existem várias marcas e ela é facilmente encontrada em papelarias. Note que ela é vendida como “cola atóxica para madeira”, em um tubo parecido com o de cola branca mas tem cor amarelada. Não confundir com outros tipos de cola usadas em marcenaria. Caso não consiga, utilize PVA comum (cola branca) mesmo. A diferença é que esse PVA para madeira é um pouco mais espesso e seca mais rápido. No entanto, assim como a cola branca, também é diluída em água e portanto deve ser usada em quantidades pequenas para evitar deformar o papel.
Por fim, pegue alguns palitos de dente. Eles são úteis para aplicar a cola (evite aplicar a cola diretamente do tubo, geralmente o resultado será cola demais) e às vezes para ajudar a dobrar ou empurrar alguma parte do modelo.

Utilizando a pinça para fazer dobras

A figura abaixo mostra um exemplo de situação em que o uso da pinça permite obter melhores resultados. Na foto, estou montando um barril de um dos cenários do Dave Graffam Models. Cada aba triangular tem apenas alguns milímetros e precisa ser dobrada. Nesse caso, eu apenas fecho a pinça sobre a linha de dobra da aba e faço a dobra, sem dificuldades.

Colando abas com o palito de dentes

Assim como dobrar abas pequenas é difícil de fazer manualmente, também não devemos tentar aplicar cola diretamente do tubo para as abas de um modelo pequeno. Ao invés disso, pode-se despejar uma pequena quantidade de cola em um pedaço de papel e usar um palito de dentes para passar a cola nas abas. Mesmo com o palito, procure espalhar bem a cola.

Usando a pinça para pressionar abas coladas

Depois que colamos uma aba, devemos pressionar os dois lados do papel para garantir boa adesão da cola. Em modelos grandes, podemos fazer isso com os dedos ou uma régua. No caso de modelos reduzidos isso não é possível mas podemos resolver o problema com a pinça. Lembre-se de pressionar em vários pontos ao longo da região colada, especialmente nas extremidades.

Conclusão

Procurei apresentar aqui algumas recomendações para a montagem de cenários de papel em escala reduzida. As dicas já apresentadas pelo Hackbarth também se aplicam aqui. Caso queira experimentar, o site do Dave Graffam’s Models tem alguns modelos de alta qualidade disponíveis gratuitamente. Recomendo começar com o modelo “The Hovel” que é mais simples. O site tem também a apostila “Paper Modeling Guide” com uma série de outras dicas para a montagem de modelos, em qualquer escala.
 

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. hackbarth disse:

    Gilius está mandando ver nos seus artigos de miniatures ainda mais miniaturizadas!
    E eu tenho cola para madeira e nunca pensei em usa-la para meus modelos! Agora mesmo vou experimentar.

  2. ricardolbsda disse:

    é bom mesmo, mas acho que montar cenários 2d é mais lucro e menos trabalhoso…

  3. se você procurar por papercraft ou paper model, principalmente no site do pepakura, vai encontrar bastante coisa útil. Se você souber o básico de modelagem 3D pode exportar para o pepakura e criar seus próprios modelos. Muito boa a postagem.

  4. Rodrigo Medeiros disse:

    Muito boas as dicas, a tempos atras fiz muito Papercraft e tem duas coisas que deram certo comigo. Primeiro a cola, eu utilizo cola de isopor, ela seca rapido, é transparente e nao deforma o papel por não ser aguada. E sobre acabamento, uma certa vez uma peça minha ficou em cima de uma prateleira e pegou pó, fui fazer a inteligencia de limpar com um pano um pouquinho umido kkk, a tinta borrou e estragou a pintura, a tinta da impressora nao pode ter contato com agua, entao recomendo que assim que a peça estiver pronta, aplicar verniz em spray, vai dar mais resistencia na peça e voce poder limpar quando necessario. Abraços!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: