3:16 e Dragon's Bride são anunciados

Capa de DBride - A Noiva do Dragão


A Retropunk Game Design e a Jambô Edtitora anunciaram seus próximos lançamentos para, respectivamente, março/abril e fevereiro de 2011. A editora indie paranaense deve trazer, exclusivamente em PDF, o jogo de ficção científica 3:16 Carnificina nas Estrelas. O preço ainda não foi divulgado.

O futuro chegou. Em mais de dez mil anos, a Terra se tornou o paraíso perfeito. Não há mais doenças. Não há mais crimes. O equilíbrio foi atingido…
Mas o resto do universo ainda é uma ameaça! Por isso, o Conselho Terrestre formou as Forças Expedicionárias, tendo como objetivo eliminar todo e qualquer perigo ao nosso planeta natal. E vocês são os mais novos recrutas da Décima Sexta Brigada do Terceiro Exército. Bem vindos ao 3:16.
Nesse jogo, os personagens viajarão às mais remotas localidades do universo, encontrando e eliminando toda e qualquer forma de vida que futuramente possa ser uma ameaça à Terra. Munidos de equipamentos especiais, vestes protetoras e as mais poderosas armas de destruição que um soldado pode carregar, os personagens encontrarão alienígenas mortíferos, atmosferas agressivas e armadilhas naturais. O sucesso dependerá de planejamento, sorte, de força e, às vezes, até mesmo da fraqueza dos Soldados do 3:16.
3:16: Carnificina Entre as Estrelas é um jogo simples e rápido, vencedor do prêmio High Ronny de melhor design de RPG. Todas as regras necessárias para jogar estão contidas nesse material de fácil leitura. É só ler, reunir os amigos e começar a explodir alienígenas.
Sobre o autor: Gregory Hutton é um escritor escocês, formado em Astronomia e Física pela Universidade de Glasgow. Seus trabalhos com RPG incluem Best Friends e Ghostfighter, um dos melhores jogos Não-D20 (escolhido pela RPGNow).

A Jambô Editora ingressa no mercado de quadrinhos com Dragon’s Bride – A Noiva do Dragão. HQ de Marcelo Cassaro e Erica Awano ambientada em Moreania, parte do mundo de Tormenta. Dragon’s Bride contará com 256 páginas em P&B e capa mole por R$ 49,90.

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

22 Resultados

  1. Lançamentos interessante, o quadrinho tinha saido alguma cosia antes, mas não chegou a ter final…
    E o outro jogo, bem, parece ser divertido:D

  2. Reciso rever minha coleção então, será que não chegou alguma DS por aqui…o.0

  3. malkavfelipe disse:

    R$49.90 pelo Dragon’s Bride será q tá valendo? =/

  4. astrwar disse:

    cinquenta reais ? por um produto requentado, P&B, capa mole e de qualidade duvidosa ? dispenso.

  5. Asparagus disse:

    Boas novidades.

  6. remodisconzi disse:

    A parte importante da notícia: teremos o 3:16!

  7. Tek disse:

    Vocês se esquecem que algumas pessoas não compram a DragonSlayer porque não existe material interessante para elas.
    Com certeza tem gente que gosta de Dragon's Bride (ou de mangá em geral) e não compra a revista porque só aproveitaria essa parte. Para esse pessoal, é a oportunidade de ter só essa parte da revista, sem o resto da revista.

    • malkavfelipe disse:

      Mas para as pessoas que não compram a DragonSlayer, não devem conhecer Dragon's Bride também…
      Para fãs de manga em geral, é uma boa oportunidade para adquirir um manga brasileiro, e de boa qualidade. Mesmo com esse preço, que pra mim pelo menos, esta um pouco alto.

  8. [spoiler alert]
    Sobe Dragon's Bride, eu acompanhei pela Dragon Slayer até o final. Eu gostei mais do início da série, principalmente das primeiras batalhas contra os goblins e tb do encontro dos dois clérigos com o lobo atroz. O ninja-druida deu um toque de comédia legal… mas depois a história principal, apesar de interessante, não foi bem explorada, nem no desenho e nem nos diálogos. Tb não sei se pagaria R$50,00 … se pelo menos fosse capa dura, eu pensaria no assunto.

  9. Pela quantidade de páginas, eu até concordo…
    só faltou o "tudo mais"…
    Todo P&B e de capa mole não é "tudo mais".
    E eu não gostei tanto assim da história pra pagar R$ 49,90. O que me levaria a comprar esse produto por esse preço?
    (1) Se fosse uma história inédita ou uma que eu não tivesse acesso fácil antes – E neste caso, eu me arrepnderia assim que terminasse de ler.
    (2) Se tivesse capa dura e/ou pelo menos algumas páginas coloridas.

  10. Hikaru disse:

    Por quase 50 pilas?! Ta doido, isso ta mais caro que o encardenados de Supremo e Top 10 do Alam Moore.

  11. Filipi Cunha disse:

    A verdade é que pelo número de páginas o Dragon Bride ta no preço mesmo, hoje qualquer revistinha com essa quantidade de páginas e tudo mais estaria custando bem mais caro.

  12. Duda Vila Nova disse:

    … meus comentários foram apagados??

    • Nume disse:

      Não, mas o ID tem a mania de "comer" comentários. Quando isso ocorrer, o melhor é postar de novo. É chato, mas não tem solução ainda.

  13. Nume disse:

    Só lembrando: pelo número de páginas, 256, DBride deve vir com algum material extra inédito para cobrir a diferença (18 partes de 12 páginas na DS dão 216 páginas, sobrando 40 páginas inéditas).

  14. Duda Vila Nova disse:

    hmmm… chato mesmo… vou tentar repetir em um comentáro só:
    (1) 3:16 =)~~~~~~
    É de longe a parte mais importante do post. E a menos comentada. Já estão sugerindo uma pré venda impressa. Tomara que dê certo.
    (2)Quanto ao Dbride [spoiler alert]
    Falei que acompanhei a história pela DS. Gostei mais do início, da historinha com os irmãos clérigos, dos dois encontros com o bando goblin … até mesm do primeiro encontro como dragão. Gostei mais ou menos das aparições cômicas do druida ninja. Não gostei muito do arremedo de C3pO nanico e nem do(a) ferreiro(a) travestido. É um bom quadrinho de apresentação de Moerania. Adequado e até mesmo muito interessante pra se ler no final da revista.
    Se estas 40 páginas extras vierem com partes inéditas da história, legal… posso dizer que se tornou mais interessante, mas ainda fica na minha lista do "não compro"… Bom… mas isso é porque eu já li. Obviamente, é diferente pra quem não leu.
    Se eu não conhecesse a história, eu olharia a capa e compraria, gostaria do traço. Veria que é do Cassaro e da Awano… e compraria sem pensar muito. Aí, depois que eu lesse, eu ia sentir falta das cores, da capa dura, porque a história, apesar de boa, não me deixaria satisfeito.
    Se o intuito foi atingir os que não acompanharam Dbride do início ao fim na DS, legal. Acho que foram bem sucedidos. Mas mesmo gostando do traço da Awano… eu não compraria.
    Compraria se tivesse capa dura (e não tem)
    Compraria se tivesse as primeiras e as últimas páginas coloridas (e não tem)
    Eu sobrevivo sem as 40 páginas inéditas…

  15. Youkai X disse:

    Fiquei muito interessado pelo 3:16, sério mesmo!

  16. Romani disse:

    Com certeza, o 3:16 é bem interessante mesmo, também aguardo o lançamento em Português. Eu mestrei a versão fastplay do Tio Nitro, mas já penso que com o jogo completo possa mestrar jogos no estilo do filme Mercenários, ou Esquadrão Classe A, mesmo outras obras de ação.

  17. legal… meus comentários anteriores voltaram… agora tou me sentindo um baita flooder.
    =-(
    Tou ansioso pelo 3:16. Preferiria comprar uma versão impressa e não o PDF… mas fazer o que, né?
    Alguém sabe se a galera da retropunk já tem alguma resposta quanto ao talvez boato dos 100 exemplares impressos?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: