Iniciativa TRPG: Os Guardiões de Ghondriann


Esta é minha primeira contribuição para a Iniciativa Tormenta RPG. O tema da vez é a Liga Independente e eu me preocupei especificamente em fazer algo que não tivesse qualquer relação com Sallistick, simplesmente porque já tem bastante coisa de lá. Não sei se ficou bom, talvez o tom seja meio pesado.

Eu também não usei qualquer regra, o texto é totalmente descritivo e inclui rumores e ganchos de aventura no final. Cada um pode usá-los como quiser. Mais pra frente nada me impede de desenvolver mais com personagens e regras, mas duvido que exista qualquer demanda para isso, hehe.

OS GUARDIÕES DE GHONDRIANN

Desde a formação do reinado, Nova Ghondriann é visto como o reino do novo começo. Envergonhados com seu passado, ou simplesmente querendo mostrar ao mundo que deixaram as idéias preconceituosas de sua antiga nobreza para trás. Os ghondrianni sempre receberam visitantes de braços abertos.

Com as diversas ameaças ao reinado cada vez mais iminentes, a recentemente formada Liga Independente se tornou para muitos um modo de fugir dos perigos imediatos e viver com um pouco de paz, aumentando a imigração de pessoas do restante do reinado.

Mas infelizmente a hospitalidade do reino já não é o que foi um dia.

Há alguns meses foi quando começaram os primeiros relatos. Alguns membros de famílias de Portsmouth haviam chegado ao reino há pouco tempo, e depois de se estabelecer com segurança, mandaram buscar o restante de suas famílias e pertences. Guardas e escoltas foram contratados, e não se esperavam problemas. Dias depois da data esperada para a chegada, e muito preocupados, eles resolveram investigar. Traçando o caminho de volta terminaram encontrando restos queimados de seus pertences, junto com vários corpos carbonizados (porém, menos que o número total de membros da caravana). O ataque provavelmente teria sido atribuído a ação de bandidos, se não fosse por um detalhe que não se encaixava com o resto da cena. A bandeira do antigo reino de Ghondriann em um mastro, cravado ao lado dos restos.

A busca por possíveis sobreviventes não rendeu frutos, e as investigações não levaram a nada. Quem quer que tivesse feito aquilo, teve tempo de sobra para apagar qualquer rastro e desaparecer.

Semanas depois, um segundo caso. Uma família, viajando em condições similares as vítimas anteriores, porém em número bem menor.

O Terceiro caso ocorreu apenas dois dias depois. E com uma diferença fundamental. Desta vez não se tratava de pessoas viajando, mas de uma família de três pessoas, halflings, que morava a mais de um ano em uma pequena vila, perto da fronteira com Sambúrdia, e a mais de 1000 quilômetros de distancia dos primeiros casos. Sua casa incendiada a noite, as portas e janelas haviam sido amarradas para que ninguém conseguisse fugir, quando os vizinhos chegaram já era tarde demais. Em frente a casa, uma bandeira similar aos outros casos. E se isso não fosse ousadia o bastante, uma carta fora deixada amarrada ao mastro. Uma apresentação oficial dos responsáveis pelas mortes:

Este é o destino dos impuros que profanam o território de Ghondriann. Este reino já foi grandioso no passado, e vamos nos encarregar de que seja no futuro.”
Os Guardiões de Ghondriann

Depois dos primeiros casos, as autoridades passaram a investigar o grupo com fervor, e novos ataques passaram a ocorrer com maior diferença de tempo, e em diversas regiões. Nos pouco mais de sete meses desde o ataque inicial, foram relatados 11 ataques, e a estimativa de mortes é de mais de 50 pessoas, todas estrangeiras e cerca da metade composta por não humanos. A cada novo caso, uma nova mensagem. Palavras inflamadas, ódio, racismo, nacionalismo exaltado.

O governo oferece uma grande recompensa por informações que levem ao paradeiro de membros do grupo, e uma equipe de investigação especial foi designada para cuidar exclusivamente do caso. Mas até o momento pouco progresso foi feito, pois os ataques são distantes, tanto cronológica, quanto geograficamente. Os relatos de testemunhas são poucos, e nenhuma informação realmente útil foi obtida delas. Não se sabe se trata-se de uma grande organização com membros espalhados pelo reino, ou se é um pequeno grupo que se locomove com magia.

A desconfiança que outros povos sempre tiveram dos ghondrianni parecem estar aflorando novamente e ameaçando todo o progresso realizado ao longo da história para mostrar que Nova Ghondriann não é como seus antepassados. Com o desespero do governo, o medo dos cidadãos e a falta de progresso das autoridades. Provavelmente caberá a grupos de aventureiros enfrentarem esta ameaça.

RUMORES E BOATOS

– Os Guardiões de Ghondriann são liderados por um nobre. Outras versões dizem que esse nobre é um descendente da antiga nobreza que Ghondriann.
– Nem todos os corpos são encontrados, mas também não a casos de sobreviventes até o momento. Especula-se que algumas pessoas podem estar sendo tomadas como escravas. Versões mais macabras dizem que os corpos são transformados em mortos-vivos para ser usados nos ataques.
– A equipe de investigação designada para o caso é só uma farsa, na verdade o grupo é patrocinado pelo governo.
– Os Guardiões de Ghondriann estão recrutando um exercito para derrubar o atual governo.
– Os GdG são um grupo enviado por outra nação para desestabilizar Nova Ghondriann.
– As motivações racistas são só uma desculpa para despistar, na verdade os Guardiões de Ghondriann tem motivações econômicas.
– A tribo Lulack-Nóck está por trás de tudo, só não existem provas concretas ainda.
– Nem todos os ataques foram realizados pelos GdG, alguns são crimes cometidos por terceiros aproveitando para jogar a culpa em mais alguém.

GANCHOS

– O grupo é atacado enquanto viaja pelo reino. Depois de sobreviver a um ataque inicial eles podem se tornar alvos freqüentes. Ou talvez alguém do grupo seja seqüestrado e será preciso resgatá-lo (e o seqüestrado será o jogador que faltou).
– O grupo está passando por uma cidade quando um ataque ocorre, e eles se envolvem na investigação.
– Similar ao anterior, mas as suspeitas recaem no grupo.
– O grupo é contratado para resolver um caso de desaparecimento e durante as investigações encontram uma ligação com os GdG.
– Pessoas que pretendem se mudar para o reino contratam o grupo como guarda-costas.
– Uma pessoa importante para o grupo, ou um ser querido de algum deles, é morto ou está desaparecido. A culpa parece ser dos GdG.
– O grupo pode ser contratado diretamente pela equipe de investigadores do governo para ajudar no caso.

Você pode gostar...

13 Resultados

  1. Di Benedetto disse:

    “Guardiões de Ghondriann”. Bem Stan Lee esse nome hehe. Curti.
    Mais uma organização pra Liga. Agora tem tem os Guardiões, a Ordem do Julgamento Real do Shamassu, a G.A.L.I do Quaresma e a Guilda dos Caçadores de Monstros que eu fiz.
    Mas tava faltando mesmo pra Ghondriann pq o reino é muito “hippie”
    Eu quero ver se faço algo relacionado aos Lulack- Nóck. Que pra mim são a maior ameaça do reino.

  2. Masamune disse:

    Opa, valeu, também lí o seu post sobre a Guilda de Caçadores, mas nao consegui deixar comentário lá porque o wordpress é um pé no saco e me odeia. Vou aproveitar e comentar aqui mesmo:
    Bem legal, tirando a parte de viagem no tempo, hehe, é que tenho um pé atrás com tudo que envolve viajar no tempo… menos Doctor Who.

  3. O problema não é o wordpress, é o sistema de comments do maldito blogspot!!! Argh!

  4. Barto, um bardo e Alton um mãos leves disse:

    Opa !!!
    muito boa essa materia!!!
    os ganchos saum interresante
    axo q vo usa na minha campanha

  5. Agora li o post inteirinho. Um ótimo gancho para agitar este reinosinho pacato. Bem vindo a iniciativa.
    Por sinal, esta semana os blogs abandonaram Salistick e se dedicaram a Nova Ghondriann e Callistia.

  6. Davide disse:

    Opa, tu curte Dr. Who?! Esperando a 6a temproada também?
    Eu não sou muito fã de viagens no tempo para o passado, mas para o futuro acho menos forçação de barra.

  7. Di Benedetto disse:

    Só pra constar, “Davide” e “Di Benedetto” são a mesma pessoa.
    Meu nome e sobrenome respectivamente.

  8. Di Benedetto disse:

    Uai, esse trem engoliu me post anterior?! o0′

  9. Di Benedetto disse:

    ARGHHHHHH.
    OK ai vai o post que sumiu. Era algo mais ou menos assim.
    ” Davide:
    Opa um fã de Dr Who? Está esperando a 6a temporada também hehe?
    Viagem pro passado a meio forçação de barra, mas pro futuro acho mais plausivel.

  10. Masamune disse:

    Edu Guimarães
    Eu nem sei como é, só sei que coloco meu nome de usuário de WordPress e ele não reconhece. E não é o primeiro blog que isso me acontece.
    E eu mesmo cheguei a quase fazer algo para Sallistick, mas ví que a maioria tava fazendo isso, hehe

  11. Masamune disse:

    Barto, um bardo e Alton um mãos leves
    Opa, fico feliz, a idéia é exatamente essa.

  12. Masamune disse:

    Davide Di Benedetto
    Bah, parece que tem um sistema de aprovaçao de comments. Sou meio novo no blog e nem sabia disso ainda, hehe. Agora já aprovei o comentário.
    E sim, eu conhecí Doctor Who a pouco tempo, mas virei fanático instantaneo. Assistí as 5 temporadas em umas 2 ou 3 semanas, e depois ainda assistí Torchwood.
    To ancioso pela sexta temporada. Só é uma pena que o David Tennant é tão bom ator que por comparação o Matt Smith fica fraco.

  13. AugusPlayer disse:

    Adorei a ideia, agora quando o meu grupo passar por ghondriann eles já terão uma plote. No meu caso vou botar que os reféns para serem escravos de um finntroll, que esta manipulando a porra toda … Já o que ja garante um grande Vilão.
    Alis ghondriann é um otimo lugar para se esconder um Vilão

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: