O Grande Norte: O Rei do Inverno

E essa é a razão para o Grande Norte ser desconhecido até agora...

Além das Montanhas Sanguinárias, além da destroçada Tamura, está o desconhecido. Ninguém em Arton sabe o que existe no Grande Norte, alguns teorizam que seja uma enorme área glacial, mas nunca houve alguém que foi até lá para confirmar. Ou melhor, nunca alguém voltou de lá, porque além das terras conhecidas existe um rei que não gosta de visitantes.

Conhecidos em Arton por habitarem as Montanhas Uivantes e outros picos gelados, os gigantes de gelo do Grande Norte são muito diferentes de seus irmãos brutais do sul, formando uma sociedade organizada e poderosa. Acima de todos estes gigantes está o Rei do Inverno, um Jarl invencível que unificou as tribos um século atrás, pavimentando com sangue e ossos sua estrada para a supremacia.

Enorme mesmo entre os gigantes, o Rei do Inverno atinge mais de cinco metros de altura e quase duas toneladas de músculos poderosos, além de possuir uma mente brilhante. Depois de unificar as tribos da sua raça ele conquistou e escravizou outros povos do norte, criando uma sociedade escravocrata onde os gigantes de gelo são a elite e outras raças atuam como cidadãos de segunda categoria, na melhor das hipóteses.

Apesar de ser um tirano o Rei do Inverno é um grande estadista, e seu reino é o único lugar civilizado em quase mil quilômetros. Logo que tomou o poder, construiu estaleiros e fábricas de armas e utensílios de gelo eterno e uma extensa burocracia, que garantem emprego, comida e ordem para a sociedade. Ele sentia que o trabalho da sua vida estava quase completo, e seu pequeno reino iria viver para além dele mesmo, mas ainda faltavam algumas coisas a serem feitas: faltava uma identidade nacional, um motivo de orgulho para o cidadão e que o distinguisse do resto do mundo.

Assim ele criou figura do “gigante do norte” e o incutiu mesmo entre a população de outras raças. Segundo essa filosofia nacional, os gigantes do norte formam a nação mais avançada do mundo, e todas as outras pessoas do mundo querem entrar e desfrutar dessa nação, mas se isto acontecer não haverá comida e emprego para todos, a nação iria ruir! Por isto é uma questão de segurança nacional matar todo estrangeiro que adentre as terras do norte.

Claro que nem todos caíram nessa história, especialmente entre as raças menores conquistadas, e muitos lutam secretamente contra o regime escravocrata e tirânico dos gigantes do gelo. Mas o Rei do Inverno conseguiu formar um estado nacional, e suas ambições continuam a crescer a cada dia que passa…

Gigante do Gelo: humanóide 14, CM; ND 9; tamanho Grande (alto), desl. 12m; PV 154; CA 24 (+4 armadura, –1 destreza, +5 natural, +7 nível, –1 tamanho); corpo-a-corpo: machado grande Grande +20 (3d6+18) ou ataque desarmado +20 (1d6+18); à distância: rocha arremessada +8 (2d6+18); arremessar rochas, imunidade ao frio, visão na penumbra, vulnerabilidade ao fogo; Fort +15, Ref +6, Von +9; For 33, Des 9, Con 26, Int 10, Sab 14, Car 11.

Perícias e Talentos: Atletismo +28, Percepção +19; Ataque Desarmado Aprimorado, Ataque Poderoso, Atropelar Aprimorado, Empurrar Aprimorado, Separar Aprimorado, Trespassar, Trespassar Aprimorado.

Arremessar Rochas: gigantes do gelo podem arremessar rochas com um incremento de distância de 36m e dano de 2d6+18, com crítico x2.

Imunidade ao Frio: um gigante do gelo é imune a dano por frio.

Vulnerabilidade ao Fogo: gigantes do gelo sofrem 50% mais dano de ataques e magias com o descritor fogo.

Equipamento: camisão de cota de malha Grande, machado grande Grande.

Tesouro: padrão.

Rei do Inverno: humanóide 24, CM; ND 19; tamanho Grande (alto), desl. 9m; PV 264; CA 39 (+13 armadura, +5 natural, +12 nível, –1 tamanho); corpo-a-corpo: machado grande de gelo eterno Grande +5 +36 (3d6+34 mais 1 ponto de dano por frio) ou ataque desarmado +29 (1d6+25); à distância: rocha arremessada +16 (2d6+25); arremessar rochas, imunidade ao frio, resistência ao frio 10, visão na penumbra, vulnerabilidade ao fogo; Fort +20, Ref +12, Von +14; For 36, Des 10, Con 26, Int 18, Sab 14, Car 16.

Perícias e Talentos: Atletismo +40, Diplomacia +31, Enganação +31, Iniciativa +27, Percepção +29, Ofício (carpintaria) +29; Ataque Desarmado Aprimorado, Ataque Duplo (machado grande), Ataque Poderoso, Atropelar Aprimorado, Especialização em Arma (machado grande), Especialização em Arma Aprimorada (machado grande), Empurrar Aprimorado, Foco em Arma (machado grande), Foco em Arma Aprimorado (machado grande), Separar Aprimorado, Trespassar, Trespassar Aprimorado.

Arremessar Rochas: o Rei do Inverno pode arremessar rochas com um incremento de distância de 36m e dano de 2d6+25, com crítico x2.

Imunidade ao Frio: o Rei do Inverno é imune a dano por frio.

Vulnerabilidade ao Fogo: o Rei do Inverno sofre 50% mais dano de ataques e magias com o descritor fogo.

Equipamentoarmadura completa de gelo eterno Grande +5machado grande de gelo eterno Grande +5.

Tesouro: triplo do padrão.

Comentários

Sim, sei que não tem sentido ele usar uma armadura de gelo eterno, mas é mais por uma questão de visual que de mecânica: ele causa mais impacto nos jogadores se aparecer com uma armadura completa de gelo eterno, não acham?

Sobre o tamanho e detalhes sobre as outras raças do reino, sem nome mesmo, do Rei do Inverno, deixo para o mestre decidir que tipo de criaturas inteligentes quer incluir e quantas cidades, vilas ou postos avançados existem por lá. Eu não gostaria de tirar toda a diversão de você, afinal. Certo, é mentira. A treta é que se fosse escrever sobre tudo este artigo ia ter umas sete a dez páginas e ia preferir mandar para a DragonSlayer. E também ia dar um trabalho do cão e tenho a primeira fase do vestibular da UDESC em menos de um mês. Ou seja, não rola.

Todas as imagens deste post são de propriedade da Wizards of the Coast.

About Nume Finório

João Paulo Francisconi, entre outras enormes perdas de tempo, é blogueiro há dez anos, escreveu para a finada Dragon Slayer, publicou alguns livros de RPG e assistiu quatro episódios de Punho de Ferro.