Bastidores de Tormenta Cardgame

Hello kids!
Provavelmente a maioria por aqui não me conhece, então não custa nada me apresentar. Meu nome é Tiago H. Ribeiro, conhecido como Oriebir pelos fóruns e sites rpgísticos da vida. Já escrevi alguns posts para o Inominattus e dizem por aí que eu costumo manipular os fios do destino de alguns outros blogs, iniciativas e sites (o que realmente significa isso é um mistério até mesmo pra mim). Atualmente, trabalho como projetista de embalagens, diagramador, estou, junto de alguns colegas, preparando um novo irmão da blogosfera, e escrevendo um cenário próprio (novidade…), entre outros projetos. E é justamente sobre um destes “outros projetos” que vou falar hoje.
Antes de mais nada, vamos introduzir (no bom sentido, no bom sentido…).
Lá pelo meio do ano passado, quando estive de passagem por São Paulo, tive a oportunidade de conhecer pessoalmente o nosso amigo Tek aqui (que o pessoal do fórum da Jambô não me ouça, mas o cara é muito gente-boa!). Obviamente o papo não poderia ser outro: RPG. Tormenta, no nosso caso. Lá pelas tantas, comentamos uma tentativa que ocorreu no passado, de se criar um cardgame pra Tormenta, mas que não teve prosseguimento por causa da dissidência, a respeito de qual sistema utilizar. Criar um novo? Adaptar de algo já existente? As dúvidas permaneciam, e no final das contas, nada de concreto rolou).
Nosso colega Tek, não sei (ou não lembro, o que deve ser mais provável) se influenciado por aquela discussão ou não, colocou a cuca pra funcionar e não deixou esta idéia morrer na sua cabeça (ao invés de fazer como a maioria das pessoas por aí, que fazem mimimi porque seus projetos nunca deixam de ser projetos…). Quando chegou na hora de esquematizar a dita, ele pensou em ressaltar a facilidade de se aprender o jogo; e tendo isso em mente, pensou nas características; aquilo que devia ser informado na carta. Quase que automaticamente, vieram à sua cabeça cinco atributos básicos. Um pacote de balas Xáxá pra quem souber de que sistema ele pensou!
Ora, 3D&T é um sistema fácil e que todo mundo conhece. Mas, além disso, deveria haver o conflito: como seriam realizados os combates? FA+1d6 contra FD+1d6? E aí veio outro conceito muito legal: a simples comparação de poderes, pra se determinar o vencedor de uma parada. Onde vocês já viram isso?
“No Super Trunfo, seu mané!”, responde educadamente o rapaz de cabelos desgrenhados ali do canto. E é isso mesmo. Nosso amigo Tek reuniu dois conceitos de jogos rápidos e práticos: 3D&T + Super Trunfo. Esta seria a base de nosso jogo. Sem dados, ou qualquer outro tipo de material além das próprias cartas para se determinar os resultados (pelo menos até agora).
Lembra da minha conversa com o Tek, ali do início do texto? Pois é, quando ele me comentou a respeito de suas idéias, eu achei aquilo fantástico. Algo que não podia ser deixado de lado. Alguém tinha que ao menos tentar fazer algo nesse sentido. Não disse nada disso pra ele, mas, pouco mais de uma semana depois do nosso papo, já de volta à Porto Alegre, enviei para o Tek um e-mail com algumas sugestões de arte para o verso da carta (aproveitando-me de alguns conhecimentos sobre as técnicas-ninja em programas da Adobe). Entre as que eu enviei, a que mais gostamos foi esta.

Mais adiante, comecei a bolar a composição para a frente das cartas. Os aventureiros em si. Estas foram as primeiras cartas boladas (ahn… só não reparem na disparidade dos valores das características, sim?)

A idéia é fazer um deck inicial com 50 cartas, por isto aquela numeração ali no canto superior esquerdo. Além do nome do personagem, achei que seria legal colocar alguma titulação, explicando rapidamente quem era aquele personagem no cenário.
A primeira idéia que me veio, quando pensei na composição, é de que deveria haver um espaço para alguma citação do/sobre o personagem. Isto se manteve até então. Salvo engano, todas as citações até agora foram retiradas de livros e revistas de Tormenta.
(A sim, as imagens também. Isto se mostrou um empecilho pra mim de início, porque não havia muitas imagens dos personagens – pelo menos não no ângulo que eu queria – na net, e tive que apelar para a minha coleção de Holy Avenger e Revistas Tormenta. Não fiz qualquer espécie de tratamento nas imagens, por isso elas estão nessa qualidade chinfrim).
As texturas são todas de pedra e metal (porque eu acho que isso dá “consistência”, saca?) e, como não podia ser diferente, sempre puxando os tons vermelhos.
Temos também um espaço para o “logo” do jogo, e demais informações técnicas que porventura viessem nas cartas (por isso o copyright Jambo 2009 ali no outro canto).
Bom pessoal, vou ficando por aqui. Este post tem dois motivos principais: primeiro, mostrar (mais um) projeto legal, feito por fãs do cenário; e segundo, dizer que não adianta ficar por aí dizendo que “seria legal se fizessem metalianas sem seios…”. CRIE você mesmo, ora pois!
Agradeço as suas atenções e, antes de ir-me, deixo a prévia (re-lembrando: desconsiderem as características!) de mais algumas cartas.

Nota do Tek: A inspiração para o esquema do 3D&T e Super Trunfo veio conversando com o CF. Grande parte do mérito é dele.

Você pode gostar...

73 Resultados

  1. Talude disse:

    Ih, tem o Tek no meio. Será que acredito?
    Não tem nenhuma tag indicando q é mentira.

  2. @caioviel disse:

    Ideia muito interessante!
    Parabéns pela iniciativa e principalmente por estar levando ela adiante!

  3. Tiago Lobo disse:

    Já gostava da idéia, mas curti muito o layout Oriebir. Parabéns!

  4. Torkuato disse:

    Eu acho a idéia muito, muito legal! Só fiquei sentindo falta de umas Vantagens e Desvantagens no meio. Só comparar termina enjoando, né?

    • MalkavFelipe disse:

      Também concordo q se for só comparar vai acabar se enjoando rapidamente….
      Porem o que temos até agora esta muito bom!!
      Que tal um pouco mais de estratégia ai?

    • Oriebir disse:

      Yep. Já conversamos alguma coisa sobre cartas de Vantagens (coisas pra turbinar seus personagens) e Desvantagens (pra sacanear os personagens adversários); e até cartas de "terreno" (quem imaginou o terreno "Área de Tormenta" levanta a mão!), mas por enquanto quero terminar os 50 personagens primeiro.

  5. MalkavFelipe disse:

    Nooooosssa…. esta muito bonita a arte das cartas =P
    Cara, seria muito você dizer se as regras são só essas mesmas? Atributos de 3d&t + Comparação no estilo Trunfo ( na hora eu imaginei aquelas cartinhas que vem nos salgadinhos elmachips aheuaheu)? Ou as regras ainda estão em desenvolvimento?
    Esperando muito a continuidade do trabalho, porque parece estar no caminho correto….
    Abraços e boa sorte véi!!!

  6. Leonardo T. disse:

    Caramba, muito bom!!!! Curti muito a ideia! Ainda mais utilizano o 3D&T (eu sempre pensei em um super trunfo com estas habilidades, hehehehehe) Parabéns!

  7. Elimar disse:

    Caraca muito loco! Acho que a ideia inicial é pura diversão mesmo no estilo Super Trunfo, o que seria sensacional. Eu apoio e seria um fã numero 1! X)

  8. Tek disse:

    Editei o final dando parte dos créditos para o CF.

  9. Felipe Weber disse:

    Achei muito interessante. Parabéns pela iniciativa. Mas, entretanto, todavia, não sei se é uma boa tentar criar um novo jogo que fique coeso. É melhor tentar utilaz sistemas ja bem sucedidos, como magic, pokemon, yu-gi-oh etc… Esses dias eu vi uma ótima adaptação de X-Men pra magic.

    • Tek disse:

      Cara, o sistema é o "Super Trunfo" com os atributos do 3D&T como características.
      Vamos tentar soltar um .PDF com as regras da primeira versão e umas cartas, para o pessoal começar a testar.

  10. Ziderich disse:

    FIcou foda. Esses dias eu tava pensando exatamente que Tormenta podia ganhar um cardgame.
    Apesar de bem simples, isso seria bem útil para popularizar o cenário. Já imaginaram isso de brinde naqueles biscoitos de isopor, como aquele Mythomania (que aliás tem vários desenhos do André Vazzios)?
    Sucesso garantido.

  11. Legal, mesmo, Tiago! Boa sorte com o projeto!

  12. Quatre disse:

    Gostei da idéia, layout das card muito bom, mas vou concordar que estilo super trunfo vai acabar sendo massante depois de algum tempo. Ainda acredito que pra arrebatar muitos fãs. um sistema como magic ou pokemon seria mais aconselhado, vendo que esses sistemas já se mostram perfeitos, e arrebatando jogadores de todas as idades. Super trunfo é legal para partidas rápidas. Mas não subistitui uma boa estratégia como magic ou pokemon. Fica ai minha sugestão. Jogo magic e pokemon a 10 anos.

  13. Ideia foda, execução idem, resultado final ibidem.
    Só uma correção: É SCKHAR, não Sckharshantallas. Sckharshantallas é o nome do reino =D

  14. Emanuel Braga disse:

    Eh, otima iniciativa! Gostei bastante da idéia!!
    Na minha galeria (www.emanuelbraga.deviantart.com) exitem algumas imagens que fiz baseadas em Tormenta. Caso precise de ilustrações diferentes, você tem total libertade de usa-las.
    Espero que o projeto ande pra frente! Abraços!

  15. Fagner Lima disse:

    O design das cartas ficou muito bom mesmo. Gosto muito da idéia de jogos simples, mas 'mecânica de super trunfo' é… Enfim sucesso ao projeto, vou ficar feliz de ter as cartas.
    Braços!

  16. Jarl Rafael disse:

    Muito Boa a iniciativa, mas eu acho que poderia ter alguma regra pra magia, algo como equipamentos também seria bom, por exemplo: Martelo de Arsenal +1em F, +2 em PdF (Choque).
    Só uma idéia minha, eu tinha feito uma lista de criaturas de Artom para magic… eu usei imagens de holy também. Mas não deu muito certo aí engavetei a idéia! Acho que vou procura-las…. hehehe

  17. Savage disse:

    Parabéns pelo projeto, espero que dê tudo certo!
    Contudo, tenho duas sugestões:
    1) Você falou que procurou as imagens na internet, certo? Mas você pretende utilizá-las? Acredito que novas ilustrações sejam mais agradáveis, pois algumas figuras de Tormenta já estão bem batidas (como as do Arsenal, Berforam, Alenn, etc.)
    2) Acho que esse marcador do conteúdo de cartas deveria ser retirado, deixando só o número da carta (ou seja, ao invés de '13/50', ficar só '13'). Pois, com o sucesso, vocês fariam novas cartas… e ficaria esquisito ter um card 51/100 sendo que a antiga marcava 50/50. Entende?

  18. Pedro Gabriel disse:

    Que boa surpresa hein Orib? Eu, como card gamer ocasional (e põe ocasional nisso) adorei essas cartas. E como alguém que acompanha Tormenta e tem 3D&T em alta estima, também.
    Porém, concordo com o pessoal acima: mecânica de Super-Trunfo é legal, mas seria mais interessante outras mecânicas, para deixar o jogo mais estratégico e atrativo.
    Pegando algo que o Guilherme comentou uma vez no Fórum (da Jambô) — justo no tópico que deu origem a essa idéia, não? –, a primeira coisa a se pensar é o objetivo do jogo, como definir quem vence. Eu que nunca joguei Super-Trunfo (não disse que sou card gamer ocasional?) pergunto: qual é o objetivo dele? Qual é o atual objetivo do card game de Tormenta? Daí, acho eu, é passar para implementar a estratégia com o objetivo antigo, ou reformular para um novo objetivo que permita maior facilidade para a inclusão de estratégias.
    PSOne: Magic, Pokémon, etc. são cardgames legais, mas será que é preciso inspirar-se neles para elaborar um bom card game? O colega acima, Fagner, já passou um exemplo diferente; fica a questão.
    PS2: e achei excelente a idéia de combinar Super-Trunfo com 3D&T! Minha singela sugestão é tentar permanecer nessa base quando se acrescentar mais opções estratégicas.
    PS3: e desculpe pelo comentário grande, mas é que realmente gostei da idéia. Parabéns a você, ao Tek e ao CF!

  19. adao_pinheiro disse:

    A idéia é muito boa, pois usa poucos valores e a facilidade de comparação. Apenas um detalhe: no super trunfo, normalmente se comparam valores com 3 dígitos "Velocidade 216 km/h contra Velocidade 194 km/h". Como o 3D&T usa normalmente valores com um único dígito (com a excessão de uns certos dragões e magos épicos…), a ocorrência de empates será bem elevada. Talvez, apenas para as cartas, transforme "Força 3" em "Força 31, ou 33, ou 39…"

  20. Balor disse:

    Poxa muinto loko !!!!!!!!!

  21. Tek disse:

    Pro pessoal que está dando as idéias, muito obrigado. Essa é só a primeira versão, meio que um "olha, já fizemos algo".
    As próximas versões devem incorporar algumas coisas de Magic (como Encantamentos), Pokémon (como Evoluções), 3D&T (como Vantagens) e até quem sabe D&D (como Talentos). Só preciso ter a chance de reunir com o Tiago e adiantarmos isso.
    A questão será o tempo que dedicaremos a "atualizar" o sistema. Assim que tivermos novidades, traremos para vocês! Continuem opinando, com certeza sairão ótimas sugestões e críticas desse tópico.

    • MalkavFelipe disse:

      Ai Tek… como o pessoal ja andou comentando, deve-se ter o cuidado pra não tornar o jogo muito complicado.
      Um objetivo legal para se ganhar o jogo + uma boa forma de criar estrategias, seria mais do que suficiente para a diversão do pessoal 😀
      Cya!!

  22. Gruingas disse:

    Legal a idéia… só não sei se precisa adicionar muito mais, coisas, acho que só o esquema Supertrungo + 3D&T já está de bom tamanho. Algumas adições podem ser legais, mas adições demais podem tornar o sistema complicado demais.
    E, Skharshantallas é o nome do Reino não? O personagem rei dos dragões se chama apenas Skhar não é isso?

  23. Tek disse:

    Rafael, eu não entendi seu comentário. Poderia explicar melhor?

  24. Pedro disse:

    Realmente a idéia de um cardgame é muito interessante, principalmente considerando o objetivo de trazer mais fãs para o cenário.
    Penso que só haveria um ponto a considerar…
    Super-Trunfo é muito, mas muito, mas muito CHATO!
    Por favor, pensem na idéia de transformar esse cardgame num jogo de batalhas. Duvido que alguém compraria um jogo de cards supertrunfo de tormenta mais de uma vez. Aquele livro, Angus, O Último Guerreiro, já tentou isso. Ficou uma porcaria.
    Sem dúvida decks temáticos dos povos de Artom seriam uma coisa bastante emocionante.
    Apenas minha opinião, vejo que muitos dos comentários anteriores discordam dela. Só peço que coloquem a mão na consciência por um minuto.
    Tormenta merece um cardgame que esteja a sua altura.
    (:

  25. Paulo Ramon disse:

    Parabéns ao Oriebir, ao tek e aos demais que estão levado essa ideia a sério, realmente estava faltando isso para chamar outro tipo de público para o mundo de Tormenta.
    Porém preciso ser sincero com vocês. Super Trunfo, para quem já joga Card Games, seja ele o mais simples possível, é um saco. Eu, que mal jogo Cards (gosto mais de ler as regras), não aguento 15 minutos jogando algo com regras do Super Trunfo. E sugiro a vocês, desenvolvedores, se é para começar a coisa direito, não coloquem algo que quase 90% do público está achando ruim no lançamento do Card Game de Tormenta, sei que as regras qualquer jogar experiente de RPG ou de Card Games pode ignorar e fazer as suas próprias, porém nem todos gostam disso.
    Deixando a crítica de lado e partindo para algo mais complexo, vem minha sugestão. Meu irmão e eu estamos desenvolvendo algumas regras para aqueles cartinhas que são dadas nos chilitos (isopor pigmentado e com sal). Os mesmos apresentam 3 valores básicos (Força, Magia e Fogo) nós criamos mais alguns atributos (tais como: Pontos de Vida, Poder de Ataque, Poder de Defesa, Movimento, etc) e fizemos algumas fórmulas para preencher esses valores com base, apenas, nesses três atributos básicos). Enfim, estamos criando algo, e sabe onde colocamos esses valores (já que as cartas veem impressas nos chilitos)? Em miniaturas, cada miniatura representa um Card. Estou desenvolvendo regras de combate com base na Matriz de combate de D&D, usaríamos os Cards que veem nos chilitos para invocar os monstros e jogaríamos com as miniaturas.
    Minha sugestão é que para a versão 2.0 do sistema (quem sabe até mesmo no lançamento) vocês criassem miniaturas e estrategias de combate com miniaturas em uma Matriz de combate. Isso deixaria o jogo muito mais emocionante.
    Tem muito a comentar, porém como meu comentário já tá enorme, depois colto aqui e comento mais sobre as vantagens, talentos, poderes.
    Abraços.
    PS. vejam um exemplo (em primeira mão) de uma das miniaturas do jogo que estamos criando para terem uma ideia do que falei acima: http://www.4shared.com/file/222497777/f09593fd/miniatura1.html

  26. Tek disse:

    Galera, isso é trabalho de fã. Eu não tenho pretensões de ganhar dinheiro vendendo isso.

    • Paulo Ramon disse:

      Sinceramente, não entendi o comentário e nem o porquê do mesmo.

      • Tek disse:

        Se foi sobre o meu comentário, é porque acho que algumas pessoas pensam que esse cardgame será um jogo oficial do cenário ou coisa assim.
        Eu pensei em fazer dessa forma depois que vi a galera no fórum da Jambô quebrando a cabeça querendo fazer com regras complexas e demoradas, pra simplesmente ver o tópico morrer uns dias depois.
        Assim como todo conto, aventura, NPC, item mágico, classe de prestígio e etc que os vários fãs do cenário fazem, eu também pensei em fazer alguma coisa legal que pudesse ser aproveitada por todos que quisessem um "algo a mais" além dos materiais oficiais.
        Por isto criei esse Tormenta Cardgame v.10, que será simples e utilizará o Super Trunfo como base, e os atributos do 3D&T para decisão.
        Uma versão 2.0 está sendo melhorada e trará um nível de complexidade maior, apesar de que quem quiser poderá utilizar somente a versão 1.0.
        Espero ter deixado mais claro o propósito deste trabalho com o "selo .20" 🙂

        • Paulo Ramon disse:

          É Tek, agora entendi. A início tinha entendido que, por ser um trabalho feito de fã para fã, o mesmo não poderia ter regras um pouco mais complexo. E o pior, tinha entendido que tais regras só seriam feitas caso o Projeto fosse reembolsar algo para os criadores.
          Mas agora você me esclareceu. Estou no aguardo desta versão, mesmo sabendo que utilizarei com outras regras, parabéns pelo seu trabalho 😉
          Abraços.

  27. Luigi. disse:

    Gostei
    parabens
    meus aplausos a voces

  28. Yuri disse:

    Quem será o responsável por dar equilíbrio às cartas? Ter coisas overkill como esse Sckharshantallas não ajudam o jogo a ser bom.

  29. Bruno "Gallahad" disse:

    O visual ficou sensacional.
    MASSSSSS
    Convenhamos….. SUPER TRUNFO.
    Faltou criatividade né galera.

    • Oriebir disse:

      Que parte de "Uma versão 2.0 está sendo melhorada e trará um nível de complexidade maior, apesar de que quem quiser poderá utilizar somente a versão 1.0." você não entendeu?

  30. sr. Daniel.noiR disse:

    Eu gostei, mas eu tenho uma pegunta: Serão somente personagens famosos ou terão tambem personagens “aleatorios”?…

  31. o san disse:

    Seria mais facil pegar o sistema do UFS Universal Fighting Systen, que adapta varios universos, como street fighter, darkstalkers, soul calibur e outros, com as mesmas regras. É um sistema de partidas rapido e dinamico, e com estrategias bem individuais.

  32. Ben-hur disse:

    Ó pessoal, eu tenho uma idéia, que tal, em vez de comparar os atributos, fazer com um dado normal de 6 faces.
    O jogador (quem começa – tirar par ou ímpar) escolhe um dos atributos e joga um dado, somando o valor do dado ao Atributo, o outro jogador faz o mesmo, aquele que ficar com o maior valor ganha, que tal?

  33. sr. Daniel.noiR disse:

    Ai, o link não ta dando em lugar nenhum, mas legal poxa, boa iniciativa caras, alguem pode dar sugestões de personagens? Bem, liga não, muito bom trabalho, to apoiando quando quiser…

  34. Iman disse:

    A idéia de um cardgame para tormenta é bacana, mas a simples comparação de habilidades é muito sem graça.
    Sugiro que façam algo bem a estilo magic: Os valores clássicos de Ataque e Defesa e algumas cartas com habilidades, alem de um custo de mana, ou seja o nome que for para baixar as criaturas.
    Enfim, algo no estilo magic fica muito mais legal e interessante do que o sistema proposto inicialmente pelo projeto.

  35. Ben-hut disse:

    a idéia é boa, mas ainda acho que algo diferente dos outros card games seria melhor.

    • Tek disse:

      Algo diferente tipo o que? Outras pessoas até expuseram suas visões do "algo diferente" para elas, o que acho extremamente válido e, de alguma forma, agregaram conceitos ao projeto. O problema é que só um "algo diferente" subjetivo não ajuda muito, infelizmente.

  36. Pedro H Leal disse:

    Hãm, Necromancia de post aqui, mas vocês consideraram tomar como inspiração o Shadow of Omega, card game de Anima? não copiar, é claro, mas o SoO tem um sistema bem interessante, e dá uma ótima referencia, quem sabe combinar algumas das idéias dele com 3d&t?
    E antes que alguém reclame de copiar jogos dos estados unidos, SoO é espanhol.
    Nada mais a comentar, a escolha de ilustrações está boa, o design tá meio rudimentar, mas isso é só um protótipo, não?

  37. Aldacir disse:

    Como vai o andamento do projeto?
    To quase enfartando de espectativa…

  38. Tek disse:

    Só pra avisar, conversei com o Oriebir e nos próximos dias vamos retomar o projeto, agora que nossas agendas estão um pouco mais livres.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: