Privateer Press prepara sistema próprio para os Reinos de Ferro

guiadomundo

Capa da edição Brasileira do Guia do Mundo


Com o falecimento do D&D 3.5 nos EUA, os Reinos de Ferro ficaram ainda mais abandonados por lá, desde que a Privateer Press parou de publicar novos suplementos algum tempo antes do anúncio da quarta edição de D&D. Mas parece que os gigantes-de-guerra novamente se levantam.
A Privateer Press está no estágio inicial de desenvolvimento de um sistema próprio para a próxima edição dos Reinos de Ferro. Ainda não se sabe se tal sistema será baseado na OGL como Pathfinder RPG ou Mutantes & Malfeitores ou será completamente original.
Aqui no Brasil o Guia do Mundo dos Reinos de Ferro está em processo de revisão final antes de ser enviado para a gráfica. Em conversa privada com o .20, Guilherme Dei Svaldi confidenciou algumas informações sobre o livro, como que junto com o livrão de quatrocentas páginas deve vir um grande mapa encartado e que o preço do livro deve se manter próximo ao do Guia de Personagens.
Maiores informações sobre o Guia do Mundo devem aparecer aqui no .20 no decorrer da semana.

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

23 Resultados

  1. Gilvan Gouvea disse:

    Seria a invasão dos sistemas próprios para cenário 3.x? Pathfinder, Tormenta, M&M, Reinos de Ferro…

    • Talude disse:

      Porto Livre da mesma editora teve adaptações para True20 (Freeport Companion) e para Mutantes & Malfeitores (dentro do Warriors & Warlock). Além dos cenários, não podemos esquecer dos sistemas próprios D20 que gratuitos devem somar uns 20.

  2. Talude disse:

    Cadê o pessoal que fala que o Trio está sendo retrógado ao fazer o Tormenta20? 😉
    Quanto mais sistemas OGLs para trabalhar, melhor, além disso, mais liberdade para criar o próprio!

  3. Jagunço disse:

    Preciso dizer o quanto fico feliz? 🙂

  4. Leonardo T. disse:

    Caraca, velho! a melhor notícia depois de Pathfinder, Tormenta Rpg e o Guia do Mundo!!!!

  5. @pablourpia disse:

    Muito bom isso também.

  6. @cassiano disse:

    Sinceramente? Tenho receio de um novo sistema.. RdF já é um cenário segmentado, imagine quando exigir um sistema próprio..

  7. Keldorl disse:

    Nem tenho conseguido jogar o tradicional Fantasia medieval e é por isso que não joguei Reinos de Ferro, mas tive a chance de ler os livros que a Jambô traduziu e são excelentes!Gostaria de ter tempo para jogar tbm..
    E levando em conta a qualidade do material deles eu fico na espectativa de um bom sistema de regras, já que pathfinder não correspondeu(complicaram mais e não corrigiram os defeitos, apesar de as perícias terem ficado muito boas).
    Tomara que seja um sistema descomplicado de jogar em outros cenários tbm para não ficar preso somente aos RDF.

  8. Gruingas disse:

    O fato de RdF continuar sendo publicado é mesmo ótima notícia!
    Vamos ver como vai ser esse sistema "novo" (pq afinal de contas ainda vai ser um derivado do d20).
    E sobre o RdF já ter um publico segmentado acho que ter o próprio livro de regras ajuda, na verdade! Porque até hoje pra jogar RdF você já tem que ser jogador de D&D, e além disso curtir o estilão fullmetal fantasy.
    Com um livro de regras para RdF bastará jogar RPG e gostar do fullmetal, sem precisar gostar (ou gastar $$) com os livros de D&D. Pra nós, macacos velhos do D&D, não muda nada, mas pra jogadores novos, ou vindos de outros sistemas isso deverá contar.

  9. Gruingas disse:

    O fato de RdF continuar sendo publicado é mesmo ótima notícia!
    Vamos ver como vai ser esse sistema "novo" (pq afinal de contas ainda vai ser um derivado do d20).
    E sobre o RdF já ter um publico segmentado acho que ter o próprio livro de regras ajuda, na verdade! Porque até hoje pra jogar RdF você já tem que ser jogador de D&D, e além disso curtir o estilão fullmetal fantasy.
    Com um livro de regras para RdF bastará jogar RPG e gostar do fullmetal, sem precisar gostar (ou gastar $$) com os livros de D&D. Pra nós, macacos velhos do D&D, não muda nada, mas pra jogadores novos, ou vindos de outros sistemas isso deverá contar.

    • Shido disse:

      "Vamos ver como vai ser esse sistema "novo" (pq afinal de contas ainda vai ser um derivado do d20)."
      Mas pode também não ser. Mesmo a Green Ronin, que tem uma tradição longa com d20-e-derivados, sequer passou perto do icosaedro quando elaborou o Song of Ice and Fire RPG (que inclusive ganhou o Ennie de prata no quesito regras, perdendo só pra marca e hype do D&D 4e). Premiados em outras categorias — como o Mouse Guard e o Swashbucklers of the 7 Skies — também usam sistemas realmente próprios.
      O sistema d20 se presta melhor pra fantasia heróica — passando pelo wuxia e flertando com o super-heróico nos níveis épicos; o Reinos de Ferro é mais gritty que heróico, poderia se beneficiar com um sistema próprio que reflita melhor o cenário.

    • Cc2c disse:

      Eu sou um desses que não joga nehum jogo d20 por enquanto, mas ultimamente venho querendo jogar Reinos de Ferro… semre achei a ideia do cenario muito legal. O que me impede de jogar Reinos de Ferro ( e Tormenta d20) também, é justamente a "necessidade" de se ter os livros básicos do D&D.
      Mas a OGL tá salvando a minha vida pelo jeito :P. Primeiro Tormenta RPG, e agora um possível Reinos de Ferro OGL rsrs…. Mas ainda assim, eu só jogarei Reinos de Ferro se as regras "novas" sejam compativeis com os suplementos lançados até agora….

  10. Arquimago disse:

    Adorei a noticia!!! E espero um sistema que frflita bem o cenário, eu gostei que eles mudaram o sistema d20 para se adaptar no cenário e não o contrario!
    Por exemplo os itens mekanicos ficaram bons, mas espero que no ssitema novo você possa fazer eles sem gastar nada aprecido com XP ou outro tipo de limitação do personagem, alguma de tempo ou recursos e principalmente tecnica e conhecimentos especificos é muito mais condizente com o cenário!
    Bem só tenho um pedido que o material antigo não seja descartado, acho bem interessante que a linha de tempo avence um pouco porem, mas usar os livroa antigos como historia de cenário tem de ser uma consideração deles.
    Bem no Brasil com essa noticia não compensa lançar livros como o de itens mekanicos. Mas espero que assim que sair o livro novo dos RdF a Jambô lance ele!
    E quero logo o Guia do Mundo! Mesmo não jogando é muito gostoso ler sobre o cenário!

  11. Aiken Frost disse:

    Nume, seu sacana! Cadê os meus créditos por ter espalhado a notícia? Isso é feio, cara. ^_^

  12. Nume, posso colocar a noticia no site da UdV?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: