Tormenta 4e: Raças de Personagem III – Eladrins

Conforme prometido, aí vai a minha visão sobre como encaixar os Eladrins, raça básica do Dungeons & Dragons 4ª Edição, no cenário de Tormenta.

Eladrins

Uma raça fabricada pelas mágicas e temíveis fadas que compõem a corte de Pondsmânia, os Eladrin foram originalmente criados à partir de crianças elfas raptadas. Elas foram adotadas pelos membros das cinco casas nobres e criadas como se fossem filhos daquelas fadas. É claro, à medida que as crianças iam crescendo, diversos rituais mágicos eram feitos com elas, para torná-las mais aptas com a magia, mais parecidas com seus “pais”.
Com o passar das gerações e a influência mágica do reino, as modificações feitas aos elfos já estavam tão entranhadas, que as novas gerações já haviam incorporado os aspectos novos, perdendo os traços de sua raça originária. Hoje em dia pode-se dizer que os Eladrins são uma raça à parte dos elfos, capazes de procriarem-se entre si e gerar novos eladrins (mas apenas se ambos os pais forem Eladrins).
Dentro de Pondsmânia eles comumente estão ocupados servindo suas famílias nobres nos joguinhos de politicagem tão comuns à corte local. Fora de lá eles comumente servem de embaixadores, enviados e espiões das casas nobres ou da própria rainha Thanthalla-Dhaedelin, encarregados de lidarem com os assuntos que envolvam o mundo exterior.
Recentemente o número de Eladrins vagando por Arton aumentou. Isso pode ser tanto decorrente de algum jogo político das fadas, quanto da curiosidade dos próprios Eladrins em ver o mundo que existe fora de Pondsmânia. Eles são mais comuns nos reinos vizinhos de Sambúrdia e Trebuck, mas estranhamente todos eles sentem-se atraídos por lugares mágicos como Vectora e Wylla – o que sugere que em breve pode ser que a cidade de Vectorius e o reino da magia tornem-se os locais mais comuns para se encontrar um Eladrin. Não que faça esta diferença toda, a maioria deles ainda é confundido com um elfo por quase toda a população de Arton.
– – –
É isso aí. O próximo é o Tiefling.

Você pode gostar...

10 Resultados

  1. Heitor disse:

    Simples e direto. Nada de confluência cósmica ou qualquer besteirada do tipo para explicar a origem da raça.

  2. Tek disse:

    Se tivesse lido O Crânio e o Corvo teria até mais idéias. Lá tem um bom pedaço falando da Pondsmânia.
    Mas ficou bem bacana.

  3. Alcyr disse:

    Pq não usar a raça dos “elfos arcanos” de Galrasia?

    • CF disse:

      Primeiro, e mais importante, é porque eu não tenho (nem li) o Galrasia. Então nem sabia desses elfos arcanos. Hehehe.
      Além disso, acho que mais do que elfos arcanos, os eladrin se destacam por seu relacionamento mais próximo do Feywild (acho que ficou como Agreste Feérico em português), isto é, das fadas.
      E além de Pondsmânia ser o mais próximo que tem em Arton de um plano paralelo das fadas, os nobres das fadas descritos no Reinado batem certinho com a descrição dos eladrin.
      Por isso optei por lá. Porque quando for levar em consideração talentos, trilhas exemplares e outras características mais ligadas aos eladrin (e portanto, ao Feywild), será bem fácil encaixar relacionando com Pondsmânia. Pelo menos é a forma mais fácil que eu encontrei. Mais fácil que ter de reescrever coisas do cenário ou ter de mudar a descrição de tudo que é opção dos eladrin.

  4. Hatory disse:

    Eu interpretei os Eladrins como uma linhagem de elfos com aptidões a magia arcana…
    Foi uma idéia muito podre… mas foi a única que eu tive!!! HAuAHuahu
    By Hatory

  5. Potemkin disse:

    Muito criativa essa maneira de incluir os eladrins no cenário. Parabéns CF.
    PS.: Não liga não Hatory, eu minha ideia pros elfos também era um pouco assim.
    Na minha cabeça os elfos seriam aqueles mais ligados a natureza, os eladrins ao arcano e os drow aqueles que se abrigaram nas cavernas e voltaram-se para Tenebra.

    • CF disse:

      Não deixa de ser uma divisão interessante. Inclusive, eu acho que é bem natural essa idéia de colocar os Eladrins como os elfos arcanos. Mas uma coisa que muitas vezes é ignorada é justamente esta relação mais intensa com o plano das fadas. E eu acho importantíssimo dar atenção a ela, já que muitos talentos e trilhas exemplares levam isso em conta. E seria uma pena simplesmente deixar estas coisas de lado.

  6. Potemkin. disse:

    Tah certo. Só queria ver você arrumando algo para os drow… (sem aquela de querer matar os outros elfos… aff ¬¬)

  7. Rennan disse:

    nossa essa adaptação ficou muito massa mesmo, mas tenho uma pergunta. Até quanto eles foram influenciados? Foram adotados de características de vantagens das fadas e desvantagens? Só fiquei curioso em termos de jogo mesmo…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: