Os monges paranormais da 4E

Pouco mais de um mês do lançamento do Player’s Handbook 2 de D&D 4E, a Wizards anúncia a primeira atração do Player’s Handbook 3 (que foi, achou que dois seria o bastante?). E estamos falando do Monge. Sim, aquela classe tão fraquinha da 3E agora reaparece na 4E como… paranormais?
É estranho pra cacete mas, os monges na 4E vão usar psionic como fonte de poder, em vez de martial. Eu sempre imaginei o monge como um controlador marcial, mas psiônico? Que bizarro. Bom, resta esperar pra ver o que vai sair dessa idéia, mas não é como se a maioria de nós fosse ver a classe. Acho improvável que a PHB2 chegue no Brasil, imagine então o 3…

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

13 Resultados

  1. Anand disse:

    Ki e Psi não são lá muito diferentes, mas concordo contigo, o power source ficou meio esquisito. Por outro lado, isso significa que o PHB3 não deve vir oriental, com samurai, ninjas e outros, o que acho muito melhor, gosto muito mais dos psiônicos que as classes orientais.
    Mecanicamente, a classe está muito massa!

  2. Franciolli disse:

    Fiz uma tradução dos aspectos gerais do monge no meu blog.
    http://trampolimrpg.wordpress.com
    Confiram.

  3. Nibelung disse:

    Eu tô duvidando que o Manual dos Monstros chegue por aqui, o PH2 é um sonho distante.

  4. Tek disse:

    Na boa, agora é mais fanservice ainda: além de oriental, é psiônico.

    • Shido disse:

      Na verdade, Tek, mais parece o oposto de fanservice, tendo em vista a repulsa que muito jogador de D&D tem pelas coisas psi (embora não se possa culpá-los, os psions, em comparação com o psychic do Steve Kenson, são uma bela bosta mesmo). O monge sempre me pareceu uma estranheza deslocada, e, por incrível que pareça, tá aí uma decisão da 4e pra qual eu tiro o chapéu.

  5. Shido disse:

    Levando em conta a existência da hipercognição no psiquismo — ou ataques bufados com precognição e principalmente psicocinese (o foco é porrada) –, não parece tão estranho assim.
    Eu especulava o uso de uma "fonte Ki" ou, como tu disse, que fosse um controlador marcial. Mas é interessante o uso do psi.

    • Tek disse:

      Shido, eu chutaria que a fonte "Ki" vai ter Samurai (Defender), Ninja (Striker), Wu-jen (Controller) e Shugenja (Leader).

    • Jagunço disse:

      O problema, pra mim, não é nem o conceito. É a nomeoclatura mesmo. "Psi" é contemporâneo demais.
      "Chi" seria mais interessante. Mas, levando em conta a sensibilidades dos criadores da nova "plataforma", fico feliz de não ver o monge com espinhos por todo o corpo…

    • Jagunço disse:

      (O ID comeu meu comentário? Não tem problema! Eu comento de novo. E de novo e de novo e…)
      O problema, pra mim, não é nem o conceito. É a nomeoclatura mesmo. "Psi" é contemporâneo demais.
      "Chi" é bem mais interessante. Mas, levando em conta a sensibilidade dos criadores da "nova plataforma", fico feliz de não ver Monges com espinhos por todo o corpo… 🙂

  6. Jagunço disse:

    (O ID comeu meu comentário? Não tem problema! Eu comento de novo. E de novo e de novo e…)
    O problema, pra mim, não é nem o conceito. É a nomeoclatura mesmo. "Psi" é contemporâneo demais.
    "Chi" é bem mais interessante. Mas, levando em conta a sensibilidade dos criadores da "nova plataforma", fico feliz de não ver Monges com espinhos por todo o corpo…

  7. Tek disse:

    Pior que parece que tá comendo mesmo. Já pedi ao Nume dar uma olhada, vou ver isso quando tiver um tempo também. Vários comentários eu só consigo ver pela interface administrativa do site.

  8. Jagunço disse:

    Tek, vi seu comentário por mail, mas não vejo aqui.
    Acontece apenas com comentários de comentários, pelo visto.

  9. corvo da tempestade disse:

    ??? Não é Chi …o própio players guide 1 diz isso???
    ops: (que foi, achou que dois seria o bastante?)
    Classes novas so nos players guide ou nos cenários 😉

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: