Encontrem a Fonte Perdida!

O Área Cinza finalmente colocou no ar sua primeira promoção! (E nós finalmente deixamos um mês sem uma promoção no .20 desde outubro do ano passado). Quer participar? É muito fácil!
Ok. Não é não. Você só tem que encontrar a fonte perdida do Fabiano Lordmongol. Você sabe, aquela que ele oculta porque o mercado não está interessado (e dane-se a credibilidade do artigo e o leitor nessa história). Confira as regras a seguir!

Então pegue seu chicote e chapéu e junte-se aos Caçadores da Fonte Perdida!
Essas são as regras de nossa expedição:
Objetivo:
Encontrar a fonte perdida, na qual alguém de dentro da Wizards afirme que a 4ª edição do Dungeons & Dragons não vendeu o esperado.
Ei, mas como eu vou saber se encontrei a fonte perdida?
Bom esta é a parte complicada. A fonte perdida nunca foi vista deste lado do continente, então não temos muita certeza de como tal pérola do conhecimento se parece. Mas nossa instituição está interessada em uma fonte que: (a) tenha sido escrita por alguém que ainda seja um funcionário da WotC até a data atual; (b) tenha sido escrita até a data na qual o oráculo tenha proferido o enigma, ou seja 01/04/2009; (c) seja encontrada até o dia 10/04/2009, uma semana após o início das buscas; (d) diga especificamente que a 4ª edição do Dungeons & Dragons “não vendeu o esperado”, embora as variantes “não cumpriu as expectativas”, “foi um fracasso de vendas” ou mesmo a inócua “as coisas não foram como esperado” se qualificam como a lendária fonte perdida. Vale ressaltar aos exploradores mais afoitos, que a fonte perdida não se refere ao D&D Insider ou ao Gleemax, afinal mesmo não tendo medo das chamas, não colocamos a mão no fogo por estes dois!
Prêmio:
Depois de explorar civilizações esquecidas, ruínas misteriosas e selvas mortíferas, o primeiro caçador que encontrar a fonte perdida e entrar em contato com nosso museu, recebera em sua casa 05 (cinco) tomos de RPG publicados por editoras nacionais a sua escolha. Além é claro de saber que achou A Verdade™!
Os livros ainda devem se encontrar a venda em livrarias virtuais, ou seja, não vale escolher livros esgotados. O envio dos tomos que vão enriquecer sua biblioteca é responsabilidade de nossa instituição.
Então mãos à obra!

Fácil, não?

João Paulo Francisconi

Amante de literatura e boa comida, autor de Cosa Nostra, coautor do Bestiário de Arton e Só Aventuras Volume 3, autor desde 2008 aqui no RPGista. Algumas pessoas me conhecem como Nume.

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Rocha disse:

    Moleza não é?
    ; )

  2. Metal Sonic disse:

    Acho mais fácil zerar Sonic sem pular do que essa promoção propõe. @[email protected]

  3. Aiken Frost disse:

    Huahauhaua, sensacional essa promoção!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: