Miniaturas para a Fortaleza no Pendor das Sombras

Nos comentários do anúncio sobre o lançamento da aventura introdutória do Dungeons & Dragons 4ª Edição  “A Fortaleza no Pendor das Sombras” reclamei de que não adianta muito ter os mapas se não tiver miniaturas para usar com eles. E com o dólar mais alto – além das miniaturas entrarem no país taxadas como brinquedos – o preço de uma caixa de miniaturas do D&D Minis termina bastante salgado.
Entretanto, resolvi não ficar só na reclamação. Criei um pequeno conjunto de miniaturas de papel para serem usadas para representar os personagens pré-prontos apresentados na Fortaleza do Pendor das Sombras (inclusive com um personagem extra: o Senhor da Guerra Tiefling apresentado no complemento virtual – que o Douglas disse que vai disponibilizar em breve).
Espero que sejam úteis para quem vai começar a jogar o novo Dungeons & Dragons. Em breve disponibilizarei aqui marcadores para os monstros da aventura. Mas até lá você pode quebrar um galho com esses marcadores que fiz para a aventura Kobold Hall (presente no Dungeon Master’s Guide da 4E).

  • Download: H1_Heroes

Você pode gostar...

7 Resultados

  1. Daniel Anand disse:

    Não seja por isso! Você pode baixar todas as miniaturas para a Fortaleza no Pendor das Sombras, desenhadas pelo Cláudio Pozas, de graça!

  2. Shin disse:

    Meu instinto patriota pede por miniaturas feitas por brasileiros!
    Uma coisa que acho interessante, é lembrar que no brasil nos temos tecnologias para fazer essas miniaturas do D&D Miniatures, entretanto o mercado é tão pequeno que não acho que teriamos um lucro real para esse tipo de coisa.
    Abraços

  3. Alexandre disse:

    Para esse tipo de coisa, precisa pensar em mercado global. Se ficar pensando apenas no Brasil, não rola.
    Só que nesse caso, você precisa ter custos de produção competitivos com os chineses, por exemplo (Imagina ter que competir lá fora com a Hasbro!)
    E o Brasil não tem tanta tradição em construção de brinquedos de qualidade… Não é a toa que várias empresas fecharam as portas nos últimos anos, ou acabaram tornando-se meras importadoras…
    E isso acontece justamente porque, mesmo com os impostos de importação, os brinquedos de fora são competitivos com os nacionais.

  4. hackbarth disse:

    Shin, quer minis feitas por brasileiros? Eu cheguei a fazer uma mini para um esqueleto de T-rex que eu precisava para uma aventura, Baixa aqui:
    http://thackbarth.googlepages.com/papercraft
    Segue o link para a versão colorida pelo One-monk (a do forum HOARD 6). Só imprimir, colar e cortar. Se tu seguires o guia de montagem de minis de papel do meu blog, ela fica tão boa quanto uma de plástico.

  5. Heitor disse:

    De boa, se alguém no Brasil tomasse a iniciativa de fabricar miniaturas genéricas, de plástico e não-coloridas (como as da versão norte-americana do HeroQuest), poderia até vender bem, devido ao baixo custo.
    Bem que a Gulliver (que não sei se ainda existe) poderia fazer miniaturas de fantasia, no estilo das antigas de faroeste fabricadas por ele, que eram muito bem-feitas.

  6. dephlas disse:

    pra mim, esse é o tipo de lance que vai continuar funcionando do jeito que está – cada um fazendo a sua e disponibilizando, com materiais e técnicas acessíveis e etc – ou, no máximo, alguma pequena empresa começa a fabricar coisa pequena mesmo, mais artesanal, mas de qualidade, em pequena escala. Aí sim, seria uma boa. Tem mercado pra isso sim, mas é pequeno, então pensemos em produção pequena.
    Basta alguém querer comprar a idéia, sem maiores pretensões.

  7. Eric Paul disse:

    Pessoal,
    A MinimundoRPG (www.minimundorpg.com) é espcializada em miniaturas, todas são importadas mas os preços são muito bons.
    Abraços,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: