Carta de desligamento de autores de Crônicas da 7L

Hoje, três dos autores do cenário nacional Crônicas da Sétima Lua anunciaram o seu desligamento do projeto. Segue o texto da carta.

Olá amigos,
O Crônicas da Sétima Lua foi um projeto interessante e trabalhoso, mas em decorrência de incompatibilidades de idéias e dificuldades de comunicação, não tivemos outra escolha senão abandonarmos o desenvolvimento da linha. Sob diversos aspectos infelizmente o Crônicas também não viveu à altura das expectativas criadas, o que é uma pena tendo em vista a quantidade de energia e dedicação que investimos em sua criação.
Agradecemos a todos que leram o livro e escolheram Isaldar para viverem suas aventuras, e desejamos sorte e sucesso a Editora Conclave na continuidade da linha.
Rafael Rocha
Richard Garrell
Tiago Marinho

Dificuldades de comunicação? O que será que isso quer dizer? Veremos o comentário do Rafael Rocha sobre esse acontecimento:

Então daqui para frente não respondemos mais sobre o cenário. Alguns comentários pessoais sobre os 3 anos de C7L: Foi um projeto interessante, mas que sofreu muito com as mudanças em relação a sua proposta inicial de ser um cenário oficial da Dragão Brasil. A estrutura de trabalho da linha também seguiu rumos diversos do originalmente planejado, com uma postura hierárquica e polarizada, que com o argumento de um ideal estranho de profissionalismo, ocultou uma indisponibilidade para a colaboração, discussão de idéias e no fim, impediu todo e qualquer debate que não fosse do interesse do editor (embora não escritor) do cenário. E eu nem posso dizer que não fui avisado, já que quando o Giltônio recusou o convite em 2005 ele previu algo muito semelhante com o que realmente aconteceu…
De qualquer forma, desejo a editora Conclave sucesso com a linha, acho que fizemos um trabalho legal e diferente no módulo básico, e ficaria bem feliz de ver isso continuado. Agora é seguir em frente, porque diferente do Garrell que deu um tempo na aventura de escrever RPG, eu e o Tiago temos muito trabalho para fazer!

O negrito é de minha autoria. Logo se vê que o problema, na verdade, é o editor cabeça dura do projeto, Marcelo Telles. O que é uma pena, Crônicas era um cenário bacana e os seus autores tem muito potencial, que felizmente não vai ser desperdiçado pela Secular Games e pela Jambo Editora.

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

5 Resultados

  1. Alessandro Güntzel disse:

    Como o Crônicas era para ser o cenário oficial da DB, esse tal de Marcelo Telles, editor do projeto, teve alguma relação com a galera que assumiu e arruinou a Dragão Brasil?

  2. valberto disse:

    Ele era o editor. Entenda a informação como quiser.
    E sobre a postagem… é a crise.

  3. Moreau do Bode disse:

    Fico triste pelo cenário.
    Acho que não vai durar mais muito tempo.

  4. Ziderich disse:

    @Alessandro
    Esse Marcelo Telles é sim o cara que assumiu a Dragão Brasil e arruinou o esquema que tava indo muito bem.
    PRA FOGUEIRA COM ELE!!!!!

  5. Tek disse:

    Faltava alguém que entendesse de Marketing e de Administração, e parasse de perguntar pro público da Internet que não era o que efetivamente comprava a revista.
    Negócio feito por gente que não entende do assunto dá nisso.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: