Diga Não à Conversão

No post mais recente de seu blog, o autor James Wyatt aborda as conversões de personagens da edição 3.5 para a 4ª Edição. Os pontos principais a serem levados em conta são:

Você não pode simplesmente converter um personagem diretamente da 3E para a 4E. Nós fingimos que você podia fazer isso da 2E para a 3E, mas o livro de conversão erabem esquisito. O fato é, como eu expliquei bastante na GenCon, que seu personagem não é o que está na ficha de personagem: seu personagem é o cara na sua cabeça. A ficha de personagem é como o cara na sua cabeça interage com as regras do jogo. As regras do jogo mudaram, então você estará criando uma nova implementação daquele personagem, mas o personagem em si não precisa mudar muito. De fato, eu acredito que na 4E seu personagem poderá de fato parecer mais fiel à sua visão dele do que na 3E. Você poderá finalmente ver ele fazendo todas aquelas coisas legais que imaginou ele fazendo mas que nunca aconteceram igual na mesa de 3E.

O post ainda menciona que as habilidades da classe Knight foram, até certo ponto, divididas entre o Guerreiro e o Paladino na 4E:

O guerreiro e o paladino se juntaram em cima do pobre knight e dividiram as coisas dele entre si.

E o Swordsage não é, neste estágio de desenvolvimento, um conceito fácil de traduzir para a nova Edição.
—————-
Ouvindo: Powerman 5000 – Drop The Bombshell
via FoxyTunes

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: