Dicas de combate para novatos em TRPG!

Recentemente comecei um novo grupo de Tormenta RPG com vários novatos e logo notei uma deficiência que imagino seja algo comum para quem começou recentemente no RPG: falta de conhecimento de táticas militares básicas. Espera, RPGistas experientes tem conhecimento de táticas militares? Bem, sim, mais do que você imagina. Já vi gente sair do treinamento básico do Exército sem aprender as noções básicas de tática que RPGistas aprendem organicamente através da experiência acumulada em centenas de combates imaginários ao longo dos anos. Listar todas estas táticas seria difícil, a maior parte de nós nem mesmo pensa quando as realiza, mas você ficaria surpreso de reconhecer muito das suas práticas em qualquer manual militar.
Mas deixando isto de lado, quais são as táticas básicas que todo novato precisa aprender rapidamente para evitar apanhar feio de inimigos que o resto de nós consegue derrotar em duas ou três rodadas? Bem, três delas são as mais importantes, na minha opinião: cobertura, flanquear, concentrar fogo.
1. Cobertura. Esta vai para todos que usam ataques a distância e/ou magia: sempre procure por cobertura. Cobertura é qualquer objeto ou criatura que fique entre você e alguém atacando com uma arma a distância ou magia de toque a distância. Ter cobertura fornece +4 na CA. Se não houver objetos ou criaturas para usar como cobertura, deitar no chão já resolve, apesar de nesta situação não ser possível usar um arco, bestas e armas de fogo funcionam sem problemas.
2. Flanquear. Seu negócio é bater de perto? Posicione-se de maneira a ter um aliado do lado oposto do inimigo que você está atacando, ele vai ter que se defender de dois atacantes ao mesmo tempo e será mais fácil de acertar o safado. Flanquear fornece um bônus de +2 para os envolvidos, ou seja, você e seu amigo ganham o bônus.
3. Concentrar fogo. É um conceito militar simples. Há vários inimigos? Concentrem os ataques em um de cada vez. De preferência começando pelos mais perigosos ou taticamente importantes para o inimigo, como conjuradores.
E você, companheiro mais experiente do RPG, qual sua dica de combate para os novatos?

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Silas disse:

    Prestar auxilio:
    Quando não for possível flanquear o inimigo, ficar ao lado do aliado auxiliando-o também pode ser uma boa.
    Prestar auxilio concede +2 no acerto ou na CA de um aliado (Se eu não estiver redondamente enganado).

  2. SolCannibal disse:

    Engraçado, imaginaria que algumas dessas táticas se pegaria também pela prática em MMOs… Suponho, até aí não sou entendido em MMOs a bem da verdade.

    • Nume Finório disse:

      Acho que é mais uma questão de jogos de simulação em geral, na real. Galera dos wargames e jogos de miniaturas também tem essa noção básica de tática que você espera encontrar num soldado ou oficial não comissionado.

  3. Wilgraff disse:

    Meus jogadores fazem táticas fodas pra encarar os adversários… mas não gostam que eu faça isso com eles. Já tive jogador dizendo que eu “perseguia-o” e rasgando a ficha. Como faço pra lidar com isso se o resto do grupo não quer jogar sem o “chorador” (pq esse vive no “pó cara, não faz isso comigo!”)?

  4. Leo Lima disse:

    Sem dúvidas, muita gente quando começa tem problemas no combate.
    Minha dica: procure usar o ambiente a seu favor.
    Se os inimigos estiverem em vantagem numérica você pode reverter isso atraindo eles para um corredor estreito da masmorra, enfrentando um por um. Se tiver ataques à distância, pode além da cobertura procurar um local fora do alcance inimigo, como subindo em uma árvore, ou mesmo atrasar o avanço deles em algum terreno de difícil movimento.
    Enfim, nem sempre apenas um bônus de ataque e CA podem facilitar um combate, movimento e posicionamento são essenciais até nas estratégias mais simples. E nunca se esqueçam da surpresa.

  5. Renato N42 disse:

    Usar a distância a seu favor também é algo bom. Não é porque você tem um personagem focado em ataques a curta distância que ele não pode usar um arco pra tentar acertar quem se aproxima.
    Assim como tentar ficar em posições elevadas que inutilizem os golpes de inimigos (principalmente animais) e usar armas de longo alcance nessa situação.

  6. Vitor disse:

    Algo importante também é os personagens que atacan corpo a corpo não serem afobados. Se o combate se inicia com uma distância considerável entre os dois grupos e aquele monge, samurai, etc do grupo resolve partir pra cima sozinho só porque venceu a iniciativa, certamente será alvo de todas as estratégias acima (flanqueio, ataque concentrado…). Nesses casos, é preferível muitas vezes adiar o turno, deixar que os companheiros que atacam à distância ajam primeiro e esperar o adversario tomar a iniciativade se aproximar, para só então agir.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: