Revelada capa d'O Caçador de Apóstolos, novo romance de Leonel Caldela

O escritor Leonel Caldela revelou a pouco no seu twitter a capa de seu novo romance, intitulado O Caçador de Apóstolos, cuja arte ficou por conta de Greg Tochini. O Caçador de Apóstolos também tem uma prévia exclusiva na DragonSlayer 29, prevista para o dia 26 de abril.
O .20 já trouxe anteriormente várias dicas do autor sobre o enredo e mesmo uma pequena prévia exclusiva. Apesar disto, maiores detalhes do enredo ainda são desconhecidos do grande público. O que o autor promete, no entanto, é a velha fantasia crua e violenta que o tornou famoso na Trilogia da Tormenta.

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

12 Resultados

  1. @caioviel disse:

    Eu tuitei: Nada no céu =D

  2. Syous disse:

    Capa realmente ficou impressionante. =D

  3. Luciano disse:

    Eu também tuitei “Nada no céu” a capa ficou maravilhosa, já estou guardando uma grana pra esse livro!!
    .-= Último post no blog de Luciano: Bons livros para ler. 02 =-.

  4. MalkavFelipe disse:

    Eu também twitei Nada no céu e contribui pra ele sota a capa =P
    E q ta muito bonita ^^

  5. Dan Ramos disse:

    A capa ficou muito bonita, e o livro promete. É bom demais acompanhar a evolução de um escritor que vai no estilo de literatura que eu curto (fantasia medieval suja e brutal).
    Seria bom depois postar aquela palhinha já revisada né, Caldela?

  6. Shamassu disse:

    A capa tá show. O exército atrás da mulher de vestido chamou minha atenção. Pena que na preview o Leonel falou que vai ter menos magia =/ eu sou um fanboy dos poderes arcanos descarado 😀 Se bem que o Trebane me cativou, mesmo sendo druida…

    • Remo disse:

      Um druida que invocava colunas de chamas — quer mais poder arcano* descarado que isso?
      *O D&D pode fazer aquela divisão supérflua entre magia "arcana" e "divina," mas, na prática, onde importa, o efeito é o mesmo.

      • Gruingas disse:

        A principal diferença no D&D era que na maior parte do tempo só conjurador divino curava.
        Embora o bardo pudesse conjurar magias de cura.

      • Shamassu disse:

        O Trebane me cativou mais por ser um pinguço que usa uma foice de ceifador do que por usar colunas de chamas XD Quando ele diz "Morte aos castelos, morte aos reis, morte as homens!" já era, virei fã 😀

  7. Gruingas disse:

    Se alguém me descrevesse a crueza e escatologia da trilogia tormenta eu iria achar horroroso, mas lendo os livros não tem como não virar fã! Faz todo sentido do mundo todo mundo ser um bando de f*dido num mundo como medieval onde existe a tormenta!
    Eu adorei a trilogia e espero ansiosamente pelo novo romance do Caldela.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: