Os magos mais caros do mercado nacional

Mago: o Despertar, novo título da Devir Livraria, é o livro mais caro da história do RPG nacional. O preço de capa do livro é de R$ 105,00. Passado o susto inicial, e analisando melhor o produto, vemos que no fim não é tão caro quanto parece.
Mago tem 400 páginas em papel de ótima qualidade e capa dura. Os únicos produtos no mercado nacional com o mesmo perfil são o Guia dos Personagens e o Guia do Mundo dos Reinos de Ferro, ambos custando R$ 89,90, numa distância não tão grande assim do título da editora paulista.
Ainda assim, é de assustar os incautos, apenas para se ter uma idéia o livro importado pode ser encontrado por R$ 99,00 em algumas lojas especializadas em importados. Mas, para quem souber procurar, é possível encontrar o livro bem mais barato.
A d3store está fazendo a pré-venda do livro com o preço promocional de R$ 84,00 com frete grátis, por exemplo. Outras lojas online também estão fazendo promoções do gênero. A metida a esperta Moonshadows tem duas opções na pré-venda de Mago, uma com “frete grátis” por R$ 89,90 e outra à R$ 79,85 sem “frete grátis”. Se você não notou a ironia, vamos ser mais diretos, não existe frete grátis, no máximo um desconto no preço do frete. Mas ainda assim é um preço camarada, então vamos fingir que não vimos, revirar os olhos e seguir em frente.
Aproveite também para participar dos eventos de lançamento e concorrer a livros da linha Storytelling da Devir, mais detalhes sobre estes eventos podem ser encontrados no site da editora paulista.
Em tempo, o antigo título de livro mais caro da história do mercado de RPG nacional pertencia também a um livro do novo Mundo das Trevas, Lobisomen: Os Destituídos tem o preço de capa de R$ 96,00.

João Paulo Francisconi

Amante de literatura e boa comida, autor de Cosa Nostra, coautor do Bestiário de Arton e Só Aventuras Volume 3, autor desde 2008 aqui no RPGista. Algumas pessoas me conhecem como Nume.

Você pode gostar...

27 Resultados

  1. FenrirX disse:

    Nossa! Por enquanto vou ficar somente com o Réquiem… Se resolver comprar Os Destituídos e O Despertar, lá se vão R$ 200,00 brincando!

  2. Cauê disse:

    caro pra caramba , paguei 50 reais no meu em inglês =/

  3. Savage disse:

    Tomara que esse preço alto não vire uma tendência.

  4. Elutark disse:

    CREEEEEEEEEDOOOOOOO, deste jeito o RPG continua sendo um hobie para poucos, e sem jeito de melhorar, pois para os presos caírem é preciso vender, para vender é preciso ter um preso atrativo. Cada vez mais acho que a solução é material nacional, pois poderia ser vendido a um preso rasoavel e conquistar o publico. Que venham o novo Tormenta, e o Old Dragon, vou tentar promover só para ver o mercado crescer.

  5. Edorass disse:

    A moonshadows tbm faz o Mago mais o Mundo das Trevas e 2 dados por 130,00 + frete.

  6. Tek disse:

    Se não me engano o Draconomicon foi mais caro na época…

  7. Jagunço disse:

    Ainda é mais barato que um jogo de "Play 3" os 3 livros da 4E…
    Vou juntar as moedas. Cenários de Mago costumam dar ótimos cenários genéricos.

    • Jagunço disse:

      Maldição, esqueci de uma palavra e ficou parecendo que entrei no coro das piadas com a quarta edição: eu quis dizer "Ainda é mais barato que um jogo de "Play 3" OU que os 3 livros da 4E…" Sorry… XD

  8. Talude disse:

    Não tá caro, não.
    Vou comprar dois.
    NOT!
    (Depois reclamam que no meu blog só tem gratuitos e indies :P)

  9. Wallace disse:

    Eu acho que há um exagero do pessoal em reclamar dos preços dos livros.
    É um jogo, oras. Pra um monte de gente se divertir, e é um livro de alta qualidade gráfica.
    Uma caixa de Risk custa cem reais nas Lojas Americanas, um jogo de video-game custa bem mais do que isso, e um livro "comum" em qualquer livraria nesta mesma qualidade tbm custa mais caro.
    Um dos motivos do mercado ser fraco é o pessoal achar que livro de rpg tem que ser barato demais.

    • Tek disse:

      É que algumas pessoas podem conseguir por outros meios, e ficam satisfeitas com isso.
      Não imaginam os custos que existem por trás de um livro desses. Eu mesmo não sou consumidor da Devir porque compro meus livros na Amazon, mas não tiro o mérito deles de trazer material no nosso idioma. Uma pessoa que não saiba inglês (ou prefira ler no seu idioma materno) mas está disposta a pagar um pouco mais para ter um exemplar com a mesma qualidade do original tem mais que comprar mesmo, se quer ter aquele produto. Com isso ela defende seus interesses em ter material nacional.

      • Wallace disse:

        Pois é Tek, acho que é por aí mesmo.
        Eu compro quadrinhos na Amazon, na Amazon.fr também, porque nem tudo o que eu quero chega no Brasil ou se chega é a um preço exorbitante.
        A questão é que se a Devir lança um Umbrella Academy por 35 reais, não dá pra sair reclamando do preço e pronto, porque é caro. Existe uma situação X que faz uma revista ou livro serem caros, e boa parte dela é a baixa tiragem.
        Quando eu vejo um evento de RPG dar tres mil pessoas, como a RPGcon e sei que isso não representa nem um décimo do publico do mercado, eu fico me perguntando porque tiragens de dois mil livros não se esgotam.
        Eu não entendo como o pessoal que senta numa palestra de editora exigindo lançamentos regulares não aceita pagar cem reais em um livro. Foi o mesmo caso dos especialistas da RedeRPG reclamarem do preço do Reinos de Ferro, quando foi lançado. Isso não faz sentido.
        Acho que é muito isso que você falou: Quer ver material nacional e ele foi lançado com qualidade, que se pague o preço.

        • Tek disse:

          Eu mesmo pretendo comprar o Draconomicon 3.x nacional, porque gostei muito da qualidade do produto final. Considerando a diferença de preços, pra mim vale a pena pegar um exemplar brasileiro.

  10. Olha é caro se você for compara-lo com outros RPGs, mas não é se você pensar na relação custo beneficio final. É capa dura, com ilustrações belissimas e é uma livro gigantesco.O preço não é abusivo é até justo..

  11. Smaug disse:

    Compre pela amazon, sai menos da metade desse preço, mesmo com a taxa de envio…

  12. Michel disse:

    Considere os livros da área de direito, com igual número de página, papel de péssima qualidade, totalmente preto e branco, e muitas vezes compostos só de leis (material 100% gratuito todo disponível na Internet) pela mesma faixa de preço, e vai ver que os livros de RPG só não são uma pechincha porque a gente é pobre mesmo.

  13. Jaime Daniel disse:

    E aproveitando para comentar, a d3store fará o lançamento de Mago o Despertar em São Paulo, com direito a sorteio dos três livros anunciados na Devir Livraria.

  14. renatorecife disse:

    Posso estar enganado, mas acho que a Wizards e a White Wolf não permitem que seus livros sejam publicados com qualidade gráfica inferior aos originais, ou seja, a Devir nunca poderia fazer o que a Jambô fez com o M&M. Se o M&M fosse publicado em capa dura e colorido, como é na versão original, não sairia com um preço muito diferente desse Mago. Além do mais, nada impede que um grupo se junte e compre o livro, só quem precisa ler o livro mesmo é o mestre, os jogadores só vão precisar pra criar o personagem e gastar os pontos de experiência, o que se faz respectivamente antes e depois da sessão. Agora, se cada um no grupo quer ter SEU livro e não quer dividir com os outros, então deixa de chorar e paga R$105 pelo próprio egoísmo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: