Iniciativa 4e #21: O Duelista

Hoje é segunda-feira, dia dos artigos da Iniciativa 4e! Onde você encontrar o selo ao lado, esteja certo que encontrará material escrito e revisado para a 4ª edição do D&D, com posts conjuntos, temáticos, a cada quinzena.
A proposta desta semana é Artes Marciais. E vou aproveitar a oportunidade para apresentar um punhado de talentos e dois poderes próprios para uma opção de personagem que eu acho bem legal e que se define muitas vezes por usar um estilo de luta bastante característico: o duelista.

Obs: Para aqueles que possuem assinatura do D&D Insider, recentemente saiu um artigo com a opção de ser um ladino duelista. A idéia é bem parecida com a que eu tive, mas aquele artigo foca mais num ladino que usa apenas armas de corpo-a-corpo, enquanto eu preferi enveredar pelo caminho de ter uma espada em uma mão e uma arma de fogo na outra. Ainda assim, recomendo que os interessados dêem uma olhada no artigo em questão. De repente, unindo ambos vocês sejam capazes de fazer um personagem mais legal.

Imagem do Adventurers Vault, da Wizards of the Coast

Imagem do Adventurer's Vault, da Wizards of the Coast


O duelista é um ladino que especializa-se no uso daquilo que ele considera as três armas mais mortais das quais ele pode dispor: uma espada afiada, uma arma de pólvora e sua ousadia sem limites. Eles tentam vencer seus obstáculos com velocidade, elegância e destemor.
As três armas do duelistas são uma extensão tão natural dele quanto um braço ou perna. E ele as emprega da mesma maneira exagerada e cara-de-pau com a qual se porta. E com suas ameaças e demonstrações de superioridade, ele consegue deixar seus oponentes nervosos o bastante para que eles cometam um erro. E o duelista bem sabe como tornar este erro fatal.
Os duelistas apresentados aqui focam-se no uso de uma rapieira numa mão e uma arma de pólvora na outra. Os talentos e poderes apresentados servem para aprimorar o uso destas duas armas em combate. Você pode encontrar regras para armas de pólvora aqui no Covil.

Talentos:

Apesar do duelista ser pensado para ladinos, nada impede que personagens de outras classes escolham estes talentos para enveredar por este caminho.

Talentos do Estágio Heróico

Com uma Rapieira na Mão

Pré-requisito: proficiência com rapieira, treinamento em Blefe
Benefício: Se estiver usando uma rapieira, você pode fintar em combate (LdJ p. 183) como uma ação de movimento.

E uma Pistola na Outra

Pré-requisito: proficiência com uma arma de fogo
Benefício: Para fins de uso de poderes e ataques furtivos, a arma de fogo conta como uma besta. Além disso, você é capaz de realizar ataques básicos de corpo-a-corpo com ela.

Engolir o Orgulho

Pré-requisito: qualquer classe marcial
Benefício: Sempre que você errar todos os alvos de uma proeza de ataque por encontro, você pode sacrificar uma quantidade de pontos de vida igual ao nível da proeza para não perdê-la de vez.

Proteção da Pólvora

Pré-requisito: proficiência com uma arma de fogo
Benefício: Enquanto estiver empunhando uma lâmina leve na mão principal e uma arma de fogo na outra, sua arma de fogo conta como se tivesse a propriedade Mão Inábil.

Proeza Sem Limites de 1º Nível

Golpe Acrobático Ataque de Ladino 1
Você avança contra seu oponente, saltando atrevidamente sobre mesas e cadeiras; correndo agilmente sobre neve e raízes; balancando-se audaciosamente em cordas e lustres. Esta aproximação não-ortodoxa o permite aproveitar-se das condições do campo de batalha para acertá-lo de forma inusitada.
Sem Limites Arma, Marcial
Ação Padrão Arma corpo a corpo
Condição: O ladino deve empunhar uma lâmina leve.
Alvo: Uma criatura
Especial: O ladino deve fazer uma investida e usar este poder no lugar do ataque básico.
Ataque: Destreza vs CA
Sucesso: 1 [A] + Modificador de Destreza de dano.
Especial: Na investida que culmina com este poder, o ladino ignora terreno difícil. E caso ele termine seu movimento sobre um quadrado de terreno difícil, ele poderá aplicar seu dano de ataque furtivo neste ataque.

Proeza Utilitária de 2º Nível

Esta proeza está disponível para qualquer personagem de classe marcial treinado em Blefe.

Olhar 43 Utilitário de Nível 2
Você é capaz de derreter corações com apenas um sorriso. Imagine do que é capaz com um olhar…
Encontro Marcial
Ação Padrão Pessoal
Pré-requisito: O personagem deve ser treinado em Blefe
Efeito: O personagem pode fazer um teste de Blefe com um bônus de+2 para substituir um teste de Diplomacia quando precisa determinar ou alterar a atitude de alguém do gênero oposto ou que poderia apaixonar-se por indivíduos do gênero do personagem. Esta atração é tão poderosa que ultrapassa a barreira da raça.

Proeza Utilitária de 10º Nível

Tal qual a anterior, esta proeza está disponível para qualquer personagem de classe marcial treinado em Diplomacia.

Sorriso Irresistível Utilitário de Nível 10
Conquistar com um olhar é para amadores. Com um sorriso você cativa todos ao seu redor.
Encontro Marcial
Ação Padrão Pessoal
Pré-requisito: O personagem deve ser treinado em Diplomacia
Efeito: O personagem faz um teste de Diplomacia e compara com a Intuição passiva de todos os presentes no recinto (ou ao menos próximos o bastante para conseguirem ver o personagem sorrir). Caso seja bem sucedido, todos os indivíduos do gênero oposto ou que poderiam apaixonarem-se por indivíduos do gênero do personagem tornam-se mais inclinados a auxiliá-lo. Esta atração é tão poderosa que ultrapassa a barreira da raça.

Outros Artigos da Iniciativa 4e #21: Artes Marciais

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Bill disse:

    Opa.
    Dando uma olhada nesses talentos, tenho uma considerações a fazer:
    O talento Com Uma Rapieira na Mão é forte. Fazer a ação como uma ação de movimento significa ganhar vantagem de combate no mesmo turno E no turno seguinte. Até aí, acho que é aceitável. Mas permitir que isso seja feito mais vezes por combate por ladinos trapaceiros (Imagino que esteja falando de ladinos com a opção Artful Dodger, já que não há uma indicação mecânica de “Ladino trapaceiro”) torna o talento bem mais forte.
    Além disso, também achei o talento Engolir o Orgulho forte. Imagina, para um daily nível 1, você perder um ponto de vida (que é quase nada) para deixar de perder o poder!
    E Uma Pistola na Outra eu não sei dizer bem. Ele já tira os ataques de oportunidade por ataques físicos, o que é forte, mas não extremamente. Acho que permitir “Importar” todos os bônus para bestas é o que deixa forte demais.
    Proteção da Pólvora também está forte para a 4E. O duelista provavelmente irá sempre empunhar essas duas armas ao mesmo tempo. Considerar a arma de fogo como arma com Mão Inábil parece bom, mas um bônus de mais DOIS na CA me parece alto demais. Um bônus de +1 me parece apropriado. Isso pode ser visto ao comparar com outros talentos, os oficiais. Apenas em casos mais específicos é dado um bônus de +2.
    Abraços!

  2. CF disse:

    Você está certo em todos. Andei revendo os talentos.
    Com Uma Rapieira na Mão: Foi justamente na hora de permitir que o ladino trapaceiro (é, artful dodger) efetuasse a finta mais de uma vez que o talento perdeu a linha. O ladino é balanceado levando em consideração que ele vai conseguir fazer um furtivo por turno (na hora de calcular o peso dele como striker). Mas o talento garante demais que o ladino conseguirá isso sem muito esforço. Vou mudar.
    Engolir o Orgulho: Este é uma versão para personagens marciais do Sacrifice to Caiphon, exclusivo de bruxos. Entretanto, achei que seria interessante estender o benefício aos poderes diários. Mas está certo, é demais mesmo.
    E Uma Pistola na Outra: Eu já acho o contrário, importar o uso das armas de fogo em poderes ladinos é normal (apenas torna a arma de fogo uma opção viável), o que eu deveria ter feito é ter permitido fazer ataques básicos de corpo-a-corpo com ela. Visto que minha real intenção é viabilizar o tiro a queima-roupa com ela, e não permitir o uso de poderes de alcance indiscriminadamente (o que acontece com as regras conforme foram escritas).
    Proteção da Pólvora: Está forte mesmo. Originalmente não sabia se daria o bônus direto ou se concederia a propriedade. Terminei colocando os dois. Vou mudar para dar apenas a propriedade.
    Valeu mesmo pelas observações, Bill.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: