Campanhas de zumbis: antagonistas

Quando eu mencionei que gostaria de narrar uma campanha de zumbis para o meu grupo, um dos jogadores me olhou incrédulo e soltou uma pérola:

Então a gente vai passar a campanha inteira correndo de zumbis com meio Nível de Desafio? Qual a graça nisso?

Bom, e desde quando o maior adversário em uma campanha de zumbis são os próprios zumbis? Os monstros, neste tipo de cenário, são quase como uma força da natureza. Você não pode vencer, apenas pode resistir. Então, normalmente, os maiores adversários dos jogadores serão a fome, a sede e o restante da humanidade.

Sim, pois nada é mais perigoso do que um ser humano para outro ser humano durante um apocalipse Z, pode ter certeza disso. Em The Walking Dead, por exemplo, um pequeno grupo de sobreviventes é quase dizimado quando um grupo maior tenta tomar o seu abrigo.

Então, digamos que após as primeiras aventuras, seu grupo de jogadores conseguiu sobreviver, encontrar mais sobreviventes e um abrigo decente, conseguindo alguns níveis de experiência e armas de fogo e outros recursos no processo. Como desafiá-los agora?

Em primeiro lugar, água e comida acabam depressa. O consumo diário de água de uma pessoa é de dois litros por dia, podendo chegar a até cinco litros em caso de transpiração excessiva e forte calor. Então mesmo aquela caixa d’água com cinco mil litros do prédio que os jogadores usam como abrigo não vai durar muito, especialmente se eles resolverem tomar banho e usar a descarga do banheiro, o que aumenta o consumo de água por pessoa para perto de cento e cinqüenta litros por dia. De comida então, eu nem preciso falar. E quando os suprimentos acabam, é preciso ir atrás de mais.

E o que aconteceria se o mercado local ou a revendedora de água mineral mais próxima estivesse dominado por um grupo armado que se recusa a ajudar? Um combate contra essas forças em meio ao mercado sendo invadido por zumbis é o tipo de desafio que os jogadores precisam. Os antagonistas podem ter o ND necessário e o equipamento adequado, e os zumbis se tornam as armadilhas mortais que você encontra no meio da aventura.

Em segundo lugar, nem todas as pessoas são confiáveis. Mesmo aquele pobre velhinho que esteve preso em casa desde o início da infecção pode ser um doido de pedra esperando para matar as pessoas enquanto elas dormem. Um assassino escondido entre os sobreviventes é uma forma eficiente de usar o período de paz que há entre uma busca por suprimentos e outra para uma aventura diferente. Será que aquele jogador realmente esperava ter que desvendar um mistério durante uma invasão de zumbis?

Nume Finório

Você sabe quem eu sou.

Você pode gostar...

9 Resultados

  1. Avoloch disse:

    estamos acompanhando, muito boa a matéria

  2. valberto disse:

    Achei o texto muito curto. Será que não dava para faze uma versão .2 melhorada e bem amis completa?

  3. Nume Finório disse:

    Vou pensar no caso, Beto.
    Aliás, estava pensando em escrever uma aventura para o próximo artigo de zumbis, o que acham?

  4. Abel Pedro Palermo disse:

    bah! Gostei da matéria! Me deu boas idéias! Esses dias narrei pra um enorme grupo (eu e mais 2 players) uma aventura baseada em Resident Evil, foi bem legal, usei o sistema historyteller. Estou Ansioso pra ver a aventura q vais escrever amigo! té o proximo post!

  5. Daniel disse:

    Muito bom, muito bom! Espero ver esses artigos expandidos, eu mesmo quero bastante narrar algo do tipo!

  6. Elisa disse:

    Seu artigo está excelente mas eu odeio esse tipo de jogo. Eu fico tão nervosa e agoniada. A última vez que eu joguei algo do gênero foi no Dia das Bruxas e como estávamos todos muito absurdamente nervosos que meu marido me xingou sem querer.
    Survival é ótimo!

  7. Nume Finório disse:

    Queria eu ter jogadores assim. hehehe
    Explico: meu grupo é formado por um militar, dois designers (um deles judoca) e um mecânico. Bom. Ninguém têm medo de porra nenhuma. No máximo da mãe. O militar mesmo, pode estar na frente do Cthullu que vai dar risada.
    Só saca uma das frases que ele já soltou na mesa de jogo: “Medo? Você está armado com o fuzil mais poderoso do mundo, quarenta munições e uma faca de sobrevivência que mais parece um facão. Se tiver qualquer coisa nessa floresta, é ela que tem que ficar com medo de você.”

  8. Abel Pedro Palermo disse:

    parecem os meus jogadores tambem! uahsuhauhsuhas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: