Tormenta: quanto custam as legiões táuricas?

Ontem estava ouvindo um podcast de história sobre o financiamento de campanhas militares ao longo da história, aí me veio a ideia: o Guerras Táuricas detalha o número exato das […]

Ontem estava ouvindo um podcast de história sobre o financiamento de campanhas militares ao longo da história, aí me veio a ideia: o Guerras Táuricas detalha o número exato das legiões táuricas, seu equipamento, etc. Não seria possível então calcular exatamente quanto custam as legiões táuricas? 30 minutos na calculadora depois, e a resposta é: 96.388.380 TO, ou 963.883,8kg de ouro por ano. O cálculo exato você pode encontrar neste GDoc. Como a grama do ouro está cotada atualmente em R$ 124,90, isto significa que Tapista gasta cerca de R$ 120 bilhões por ano com suas legiões, paga pelos impostos dos cerca de 5 milhões de habitantes do Império. Em comparação, no orçamento brasileiro para 2017 o Ministério da Defesa tem um orçamento de cerca de R$ 94 bilhões, pago pelos impostos de 200 milhões de brasileiros.

Isto pinta um quadro perigoso para as finanças do Império de Tauron. Os custos, divididos pelos cidadãos do Império, são de 18,8 TO por habitante. De acordo com o livro básico de Tormenta RPG, um trabalhador braçal faz 1 TP por dia, ou 36,5 TO por ano, e um trabalhador especializado faz 1 TO por semana ou 52 TO por ano. Isto significa que o custo das legiões táuricas está entre 36% e 51% da renda anual dos seus cidadãos. Mas além dos custos com seus militares, o estado táurico ainda tem que lidar com, bem, todos as outras responsabilidades e custos advindos de se tocar um estado. Contando funcionalismo público, custos diplomáticos, obras públicas e outros gastos, não seria de se estranhar se a carga tributária necessária para manter o estado táurico pudesse chegar a estratosféricos 60~70%.

Neste nível, o cidadão médio do Império teria que lidar com todo tipo de desastres como miséria generalizada, grandes fomes e revoltas generalizadas através do império contra os altos impostos. A boa notícia é que com 243 mil legionários, ou cerca de 5% da população de cinco milhões (uma porcentagem maior que os 4% da insana Coréia do Norte), há força militar de sobra para manter a população sobre controle. Mas se você depende do dinheiro dos impostos dessa população para manter as forças militares, usar de força militar contra eles não é exatamente uma estratégia vencedora no longo prazo…

Os números de legiões táuricas provavelmente foram feitas para espelhar os números do exército imperial romano sob Augusto César, de 28 legiões de 5 mil homens (125 mil legionários) mais 250 regimentos de auxiliares com cerca de 500 homens (outros 125 mil homens de armas, para um total de 250 mil para o exército imperial romano). O problema é que o Império Romano de Augusto César reinava sobre estimados 60 milhões de habitantes, enquanto o Império de Tauron, de acordo com números do antigo Reinado d20, tem cerca de 5 milhões de habitantes com as recentes conquistas. Então enquanto os 243 mil legionários táuricos representam ~5% da população do Império de Tauron, as legiões romanas de Augusto representavam ~0,4% da população do Império Romano. Ou seja, amigos, é bem legal se inspirar na História para escrever RPG, mas é uma boa ideia conferir o lore para garantir que o negócio faça sentido.

Sobre Nume Finório

João Paulo Francisconi, entre outras enormes perdas de tempo, é blogueiro há dez anos, escreveu para a finada Dragon Slayer, publicou alguns livros de RPG e assistiu quatro episódios de Punho de Ferro.