Resultados Concurso Alphaversos 2018 – Avaliações do 17º, 18º e 19º colocados

Avaliação Completa – Akutoko

Presença dos Temas: 7,5

Lancaster: Os temas são Sobrevivência, Japão feudal, Conquista de território e Distopia. Os temas estão todos presentes, mas a forma sintética com que eles são apresentados meio que nenhuma em especial parece se destacar.

BURP: Apostar em quatro temas poderia ser arriscado, mas estão todos bem aproveitados, ainda que sem muito destaque com exceção da caracterização nipônica.

Oriebir: É fácil declarar que vai abordar quatro temas e depois apenas citá-los no decorrer do texto. Eles estão presentes, mas apenas estão ali. Praticamente não há desenvolvimento maior a respeito.

Armageddon: Três temas já são difíceis de trabalhar sem que um diminua a importância do outro. Com quatro então, a dificuldade aumenta muito. Apesar de tudo estar ali em algum momento, não são de fato essenciais para a criação do universo.

Uso das Regras: 7,5

Lancaster: As regras escolhidas são simples e básicas e os antagonistas criados para a ambientação não são maus. Para a proposta, funciona.

BURP: Em princípio estão bem usadas. Mas alguns antagonistas usam “vantagens” que não existem, e são na verdade poderes de kit, o que precisaria de uma explanação de como funciona.

Oriebir: O autor sabe o que quer em termos de regras, mas há vantagens inexistentes e elementos de outros livros que não o Manual Básico, que deveriam estar referenciados, além de fichas com pontuações erradas.

Armageddon: Faltou um pouco de cuidado para compor as fichas, várias delas contém erros ou citam poderes em lugares incorretos.

Aspectos Gerais: 7,0

Lancaster: Samurais encontram Gamma World. Há pouco a dizer. Simples mas efetivo, embora ele seja menos um mini-cenário do que uma semente de cenário. Poderia ter mais desenvolvimento (embora algumas das influências citadas pelo autor também tenham seu grau de minimalismo). Com mais detalhamento e uma linha narrativa de verdade, ele pode render bastante. Por enquanto, basta dizer que funciona.

BURP: Eu achei a premissa interessante, mas faltou explicar melhor o cenário. As descrições são muito corridas e apressadas; fala que é um cenário pós-apocalíptico, mas não explica direito de onde vem esse apocalipse (podemos supor que seja nucelar). Mas tem uma ideia interessante, mesmo assim.

Oriebir: O cenário apresenta uma ideia com bastante potencial, mas não entrega. Há pouquíssimo desenvolvimento, dando a impressão de que foi tudo escrito às pressas e sem revisão. Eu gostaria de ver este cenário melhor desenvolvido, as facções melhor trabalhadas, explicações melhores sobre a presença dos deuses-imperadores (eles são de fato deuses? São inteligências artificiais corrompidas? Isso é algo que é intencionalmente deixado em aberto para que o mestre decida?) e de ter uma noção mais apurada da gama de personagens que o cenário sustenta.

Armageddon: Quando temos uma limitação severa de espaço para criar, precisamos focar ao máximo para trazer informação relevante em poucos caracteres. Pelo texto, dá pra notar que esse mundo é muito mais rico do que foi apresentado, mas ao querer mostrar um pouquinho de tudo, acabou ficando rasteiro demais.

Nota Final: 7,3

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Lucas disse:

    Sou o cara do cenário akutoku, e agradeço o feedback. Honestamente foi um cenário feito as pressas mesmo “de uma sentada só”, como diria o outro. Honestamente achei que fosse ficar em alguma posição mais baixa. As críticas me deram mais vontade de trabalhar nos defeitos dele. Mas valeu a experiência.

    • Edu Guimarães disse:

      Bom saber que você curtiu a experiência, essa é uma das metas do Concurso. De Akutoku eu gostei bastante do resumo ser a fala de um samurai, que de cara revela a pegada do cenário.

  2. Alexandre José de Carvalho disse:

    Gosto muito do conceito de NEXUS acredito que a ideia deste mini cenário com uma metropole planar situada numa encruzilhada dos planos pode render um excelente tema para futuras campanhas envolvendo ” crossovers ” entre vários diferentes mundos e aventureiros do Multiverso igual por exemplo aos cênarios de RPG de Fantasia Medieval criados aqui no Brasil durante a febre do D20 System como o mundo de fantasia medieval oriental de Lieh de ” Mítica-Os Caminhos do Oriente ” , os mundos de Valaris e Raxx de ” Equinox ” , o mundo de Tagmar com sua fantasia medieval tolkeniana e seu cenário inspirado nos filmes antigos de ” Conan ” e em animes como ” The Record of Lodoss War ” , Tormenta com os já clássicos aventureiros do mundo de Arton se aventurando para outras orbes do Multiverso e mesmo mundos clássicos do D&D como Toril , Krynn , Athas , Oerth , Mystara e os demais Planos do Multiverso como por exemplo ” O Plano Astral ” , ” O Plano das Sombras ” , ” Os 9 Infernos ” , ” O Abismo ” , ” Limbo ” , ” Hades ” , ” Arcádia ” , ” Celestia ” , ” Elísio ” , ” Geena ” , ” Arborea ” , ” Bytopia ” , ” Carceri ” , ” Mechanus ” os ” Planos Elementais da Água , Ar , Fogo , Terra , Luz e Trevas ” os Semiplanos como ” Neth ” , ” Ravenloft ” , o ” Plano Vivo ” , o ” Observatório “, ” O Plano que Tudo Vê ” e ” Consenso ” , onde são negociadas tréguas e outros planos como ” O Reino dos Sonhos ” , ” O Plano de Espelhos ” , ” O Mundo dos Espíritos “, ” O Plano Elemental do Gelo ” , ” O Plano Elemental da Madeira “, ” O Plano da Energia Temporal ” , ” Agrestia das Fadas “, ” O Reino Distante ” , ” Cosmologia das Miríades dos Planos “, ” Cosmologia dos Sósias “, ” Cosmologia do Planetário “, ” Cosmologia da Estrada Tortuosa ” e ” Anomalias Planares ” muito embora praticamente qualquer plano imaginado pelo Mestre possa ser incluído . O autor só necessita fazer uma pequena revisão na parte que cita a ” sujeira ” da cidade de Nexus e incluir elementos de intriga , corrupção , traição , manipulação , violência etc como aqueles encontrados no videogame ” Planescape: Torment ” além de apresentar uma lista de raças de criaturas extraplanares exclusiva da Cidade de Nexus não encontradas em mais nenhum lugar do Multiverso dar uma trabalhada nos tipos de constructos e no nível tecnológico que cada um teria ( desde Golens de Adamantino e de Mithral até Nanomorfos iguais os ” T-3000 ” e ” T-5000 ” de ” Terminator Genisys ” passando por coisas como um ” Drolem-Rei / Golem Dragão-Rei ” e outros adversários de nível épico que somente os mais poderosos aventureiros do universo poderiam ousar enfrentar ) … vejam só fiquei tão entusiasmado que já estou dando ideias absurdas . Mas enfim eu realmente torço para que o autor de Nexus desenvolva este cenário e suas possibilidades . Abraços .

  3. Luis Carlos Remus disse:

    Obrigado pelas críticas construtivas, lamento ter deixado a desejar em alguns aspectos(deve ser por ter sido feito em um dia). Tentei dar o tema de Distopia pelo fato de não haver um governo central(monarquia ou democracia, muito comuns em cenários de fantasia) e sim grupos econômicos rivais e/ou inimigos entre si, as guildas(assim como as corporações em um cenário Cyberpunk). O tema Construtos eu tentei encaixar com premissa do uso maciço de golens como força de trabalho “braçal”. A inclusão de Traição e Sobrevivência, admito seria excelente. Quanto ao uso das regras, agradeço, pretendo trazer elementos narrativos e vantagens únicas(raças) novas para dar mais coesão ao cenário. Realmente me inspirei em Sigil e União, e pela história de NEXUS na época do concurso ainda ser somente uma “semente”, ela pode ser melhorada e ficar mais autêntica e “germinar”. Enfim, concordo que deve ser retrabalhado, uma ou outra coisa deve ser retirada e/ou alterada e muito a acrescentar. Agradeço aos avaliadores Lancaster, BURP, Oriebir, Armageddon e ao Edu Guimarães pela iniciativa. Alexandre José de Carvalho que bom que entendeu a premissa do Nexus, obrigado pelas sugestôes, e sim pretendo desenvolver o cenário.

    • Edu Guimarães disse:

      Valeu Remus ^_^ Espero que possamos trabalhar nessas melhorias para o PDF.
      Quanto a distopia, foi um tema difícil de trabalhar mesmo. Não existe uma fórmula, mas se eu pudesse arriscar, acho que o segredo seria mostrar que “as coisas deram muito errado e você tá lascado”.

    • Alexandre José de Carvalho disse:

      Eu é quem devo lhe agradecer por responder meu comentário . Realmente fico muito feliz e agraciado por poder dar sugestões e ideias que possam ser uteis aos autores de um cenário de RPG . Gostei muito da proposta de NEXUS e acredito que possa se tornar um tema maravilhoso para unir os aventureiros de Arton com os de outros mundos conhecidos e amados dos RPGs de Fantasia Medieval . Eu sugiro a você dar uma trabalhada na parte da corrupção e nas intrigas entre as diversas personalidades e entidades que comandam as guildas existentes em NEXUS e os jogos do poder que existiria na cidade envolvendo raças e personalidades como por exemplo Lorde NEXUS . Por exemplo quem é ele exatamente ? É um ” humano ” ou uma ” entidade ” como um Extraplanar , Semideus , Deus Menor ou uma Divindade Maior Esquecida de algum plano distante do Multiverso ? Qual é o Mapa da Cidade de NEXUS e onde estão localizados os portais para os diferentes mundos do Multiverso igual : Arton , Lieh , Valaris , Raxx , Ereth ( do RPG ” Necropia-A Terra dos Mortos ” de Newton ” Nitro ” Rocha ) , Tagmar , Hi-Brazil , Toril , Krynn , Athas , Oerth , Mystara , Rokugan , Immoren Ocidental ( O mundo do cenário de ” Reinos de Ferro RPG ) , Azeroth ( de ” World of Warcraft RPG ” ) , Spelljammer , Eberron , a Galaxia dominada pelo Império Draconico de Dragonstar RPG e os planetas da Constelação do Sabre de ” Brigada Ligeira Estelar RPG ” ? Além dos locais que citou quais os pontos de maior interesse para aventureiros na Cidade de NEXUS onde potencialmente poderiam iniciar aventuras ? Quem é o Líder mais perigoso do Crime Organizado que existe em NEXUS ? Quem são as autoridades ou a autoridade militar que lideram as forças policiais que buscam manter a lei e a ordem na Cidade ? Quais outras figuras de destaque existem para ser encontradas em NEXUS ? ( Tipo o Líder Religioso mais proeminente – não precisa necessariamente ser de uma das Divindades do Panteão de Arton porque existem outros infinitos Panteões pelo Multiverso ) , qual é o Bardo mais popular da cidade , qual os outros Magos de renome em NEXUS ( tipo o maior Ilusionista , os maiores Magos Elementaristas , o Maior Necromante , o Maior Conjurador , o Maior Mago Abjurador , o Maior Teurgista Mistico etc lembrando que não precisam ser todos ” humanos ” ou ” Elfos ” você pode por exemplo quebrar alguns paradigmas relacionados as escolas de magia que eu citei e tentar inovar com raças que ninguém esperaria ) , qual o Bárbaro ou Guerreiro mais fodão de NEXUS , quem tem a Biblioteca mais completa e repleta de tomos misticos e grimórios de magia da cidade ? Quem é o Assassino mais mortal e procurado de NEXUS com o maior premio em dinheiro pela sua captura vivo ou morto ? Quem é o herói aventureiro veterano mais lendário da cidade etc ? Sobre os construtos você pode usar praticamente qualquer tipo possível ou imaginável de construtos do Multiverso desde : Golens e Meio-Golens a Drolems e Meio-Drolems , Automatóis , Forjados de Guerra , Robôs Positrônicos , Droides , Androides , Mechas , Kishins , Transformers , Veículos Sencientes , Nanomorfos todos incumbidos de trabalhos braçais ou alguma atividade importante em NEXUS . Enfim desejo-lhe muita sorte e sucesso com seu cenário e que ele possa se tornar algo grande e maravilhoso . Abraços .

    • Alexandre José de Carvalho disse:

      Outra sugestão que eu daria seria para tornar as Ratazanas da cidade de NEXUS mais perigosas para os personagens . Uma ideia é que as Ratazanas poderiam ser monstros do tipo ” Ratazanas Gigantes ” tipo neste estilo https://i.pinimg.com/originals/61/70/63/617063c0862cbcf7c9783239d727272e.jpg que como se não bastasse ainda teriam o modelo ” Meio-Demônio ” sendo proles de um Demônio Uridezu http://thecreaturechronicle.tumblr.com/post/113350730014/demon-uridezu ou ” Ratazana Demônio ” que teria se infiltrado na cidade de NEXUS e criado uma verdadeira praga urbana de Ratazanas Meio-Demônios . Mas é só uma ideia maluca . Acredito que você deva ter outros planos . De qualquer forma fica a sugestão . Abraços .

    • Alexandre José de Carvalho disse:

      Uma coisa que eu acharia extremamente interessante de ser vista em Nexus seria se por acaso a Cidade Planar estivesse repleta de tons de cinza e nuances e sutilezas entre o ” Bem ” e o ” Mal ” tipo como se estes dois conceitos dependessem unicamente do lado em que se esta e das decisões morais e éticas tomadas pelos ” assim nomeados Heróis Aventureiros ” tipo mais ou menos do mesmo modo que acontece no videogame ” Fable ” e Nexus apresentasse a todo momento para os jogadores escolhas divergentes para tomarem que determinariam como eles seriam e o ” Bem ” e o ” Mal ” não fossem conceitos rotulados e estereotipados e pudêssemos encontrar coisas como um Lich bondoso e um Dragão de Ouro Grande Ancião perverso . Outra coisa que eu gostaria de ver seria liberdade para se escolher dentre as raças qualquer combinação possível . Tipo quer jogar com um Aggelus Minotauro Bardo que canta como um Plácido Domingo ? Pode . Quer jogar com um Elfo Meio-Gigante Bárbaro Berserker mais Mega Fodonico que Conan O Bárbaro https://i.imgur.com/OozbHxb.jpg ? Pode . Quer jogar com um Sleestak Meio-Dragão Verde Druida Super Bondoso e harmonioso com a natureza https://i.imgur.com/f8uxJra.jpg ? Pode . Quer jogar com um Halfling Sulfure Dançarino das Sombras mais mortífero que um Elfo Negro / Drow mas com um código de honra pessoal igual o de Frank Castle ? Pode . Quer jogar com um Mago Humano que sabe lutar e dar porrada nos inimigos igual Gandalf O Branco tão bem quanto usa magias ? Pode . Quer jogar com uma Vampira Paladina cheia de nobreza , altives e virtude https://i.imgur.com/ZuaSiMP.jpg ? Também Pode . Da maneira como eu imagino Nexus seria um cenário feito para campanhas de nível épico que fugiria do convencional e do lugar comum onde os heróis seriam quem menos se esperaria e os vilões se encontrariam nos lugares mais improváveis . Seria basicamente como se todas as raças não tivessem alinhamentos e fossem tão variadas e diversificadas quanto a raça humana podendo ser aquilo que desejarem e mais importante TERIAM BOAS RAZÕES PARA SEREM DO JEITO QUE SÃO ! Tipo o Chefe da Guarda de Nexus ser um tremendo dum ” Capetão ” Tanar’ri ou Baatezu super foderoso nos combates e no entanto ser o sujeito mais gente boa de bom coração que você já viu tipo um ” Demônio ” igual Hellboy vivido por Ron Perlman nos cinemas . Ou o Sumo Sacerdote de Bahamut em Nexus seria um Dragão de Diamante Negro ( um ” Dragão Psiônico ” único até onde se saberia no Multiverso ) https://i.imgur.com/kXG4zas.jpg Anátema . Isso para citar alguns exemplos mais marcantes . Enfim tenho ótimas expectativas quanto as possibilidades apresentadas aos jogadores em Nexus e realmente torço para ver algo grandioso vir a surgir .

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: