Ícone do site RPGista

Estratégias de combate ou manipulação do sistema?

O Fórum da Jambô Editora é responsável por discussões que por muitas vezes nos passam despercebidas, mas que, analisando por um certo ponto, podem render boas discussões. Uma delas surgiu quando um mestre tinha ma situação parecida com essas. Vou descrever a situação aqui na cara-de-pau mesmo, sem permissão. Até porque, não estarei atacando ninguém (risos).

Uma duvida, um amigo usava essa na minha mesa e eu meio que não consegui quebrar o combo dele na epoca  Se um mago usar escuridão em uma espada por exemplo, ela será ativada todo momento que ele desembainha-la, porém se ele TACAR (leia Arremessar) a arma como um golpe e com a magia criando a escuridão em volta? Ele alega que por ter uma redoma escura em torno o inimigo deveria ser considerado cego/indefeso pra defender o ataque, eu já acho isso idiota e overpower, mas tecnicamente aceitável 

E então? Estratégia de Combate, ou uma simples manipulação do sistema para um bom proveito?

Uma linha tênue pode ser definida entre estar utilizando de estratégia de combate, e utilizar-se de uma técnica de que os mestres nada gostam, chamada combo, às vezes sendo confundida com “apelação”. Ao contrário da primeira, que muito apreciada pelos mestres (estratégia de combate), rendem até pontos de experiências extras por conta da interpretação (veremos mais adiante) e ainda dão um crédito legal com o mestre, o combo é sempre mal visto pelo mestre.

Pense nisso, o mestre pensa na aventura a semana inteira, para que a aventura do domingo seja estupenda, épica, lembrada por todo o resto da vida. Monstros cuidadosamente nivelados de acordo com o nível dos personagens, armadilhas elaborados de forma inédita, o “chefe de fase” com um capacete e porradeiro. Tudo perfeito! E quando o jogo começa é aquela apelação por parte dos jogadores, derrotando seus monstros com jogadas fortes, mas sem graça, superando as armadilhas na marra, sem pensar, e acabando com o vilão sem piedade. É de acabar com o animo do mestre.

Por isso, o tal do combo é tão tachado pela comunidade RPGística. Fiz então uma pequena tabela de orientação ao mestre para que ele possa se orientar e não deixar passar impunes esses malandrões espertinhos…

Tabela AntiApelão Estrategista de Primeira Manipulador Chato
A técnica derrota o oponente com apenas um golpe? Não. Estratégias são mais planejadas e não duram somente um turno Sim. Acabamos com o cara antes que ele pisque.
O Jogador usa dela contra todos os oponentes? Não. Provavelmente as estratégias são pensadas de acordo com o oponente que se enfrenta. Claro. Qualquer um que ‘bater de frente’ vai pro saco com a minha técnica
É coletiva? Em sua maioria sim. Não. Só depende de mim.
O mestre concorda? Nem é preciso consultar o Manual Folheamos o manual umas dez vezes e…
É usado algum fator externo ou do cenário? Com certeza. Toda ajuda é bem vinda. Já disse que só depende de mim.

É claro que poderia citar muito mais “termos” para a identificação de certas apelatividades. Mas, só pra lembrar, quem decide é você mestre!
Abraços,

Sair da versão mobile