Brigada Ligeira Estelar: Aliado Gigante, uma vantagem quebrada?

Jogadores de Brigada Ligeira Estelar e 3D&T Alpha, uní-vos! Precisamos falar sobre Aliado Gigante, uma vantagem que vem dando dor de cabeça na minha mesa… Este artigo foi motivado por […]

Jogadores de Brigada Ligeira Estelar e 3D&T Alpha, uní-vos! Precisamos falar sobre Aliado Gigante, uma vantagem que vem dando dor de cabeça na minha mesa…


Este artigo foi motivado por uma discussão que ocorreu na 2ª sessão da minha campanha de Belonave Supernova. Os jogadores argumentam que a vantagem Aliado Gigante é fraca, e isso os levará a serem massacrados nos combates da campanha. E eles tem razão, tanto que nem sequer os personagens prontos disponibilizados no site da Jambô seguem a regra!

Em resumo: Aliado Gigante (Brigada Ligeira Estelar, pg.48) é uma vantagem de 2 pontos, que permite que você tenha um personagem Aliado (vantagem do Manual 3D&T Alpha, p.29) feito com número de pontos “um patamar” abaixo do seu (vide tabela abaixo), pertencente a escala Sugoi, geralmente um robô gigante (vantagem única Mecha).

Patamar Pontuação Limite de desvantagens
Pessoa Comum 0-4 pontos -1 ponto
Novato 5 pontos -3 pontos
Lutador 7 pontos -4 pontos
Campeão 10 pontos -5 pontos
Lenda 12 pontos -6 pontos
Herói 15 pontos -6 pontos
Veterano 18 pontos -7 pontos
Super 20 pontos -7 pontos

Assim, se o seu personagem começa como um herói novato (feito com 5 pontos) – como sugerido em Belonave Supernova Vol.1 (p.6) – seu robô gigante terá 4 pontos… nada mal hein? Especialmente quando os capangas mais fracos da facção inimiga possuem robôs feitos com 7-8 pontos. Isso é suicídio!

Soluções sem esforço

Se você não quer mexer nas regras, apenas estimule os jogadores a comprarem a vantagem Patrono ao invés de Aliado Gigante. Esta vantagem permite o mestre pode dar ao jogador o robô que ele achar mais apropriado. Normalmente será um hussardo padrão, feito entre 11 e 18 pontos, sugerido no kit do personagem.

Quebrado? Sim! Se a ideia era desestimular personagens independentes, essa foi uma boa solução (vale frisar de novo que os PdMs oficiais com a vantagem Aliado Gigante não seguem a regra!).

Outra opção é seguir os personagem prontos oficiais, e considerar que o Aliado Gigante fornecido será do modelo indicado pelo kit do personagem, independente de pontuações. Caso o personagem tenha mais de um kit, opte pelo robô sugerido mais poderoso.

EDIT: Como foi mencionado no grupo de BLE no Facebook, no Brigada Ligeira Estelar (p.55) há um box que aconselha a nivelar as pontuações dos robôs dos jogadores independente da fonte. Desse modo, bastaria alguém ter um robô de Patrono, e todos os demais seriam nivelados de acordo. Eu particularmente acho essa regra muito escorregadia, mas funciona.

Solução do Manual do Defensor

O Manual do Defensor deixou o texto da vantagem Aliado Gigante mais claro (p.21), e oferece várias ideias opcionais (descritas na discussão sobre a vantagem Aliado, p.18). Uma delas diz para inverter a pontuação do Aliado e do personagem (de modo que o segundo fique “um patamar” acima do primeiro). Adotando esta e outras melhorias e sugestões, o texto da vantagem fica assim:

Aliado Gigante (2 ou mais pontos)

Você possui um Aliado (Manual 3D&T Alpha, pág. 29), mas em uma escala maior do que a sua, e cuja pontuação é um patamar acima do seu. Para cada escala acima que o Aliado estiver, o custo da vantagem duplica: um Aliado Sugoi, por exemplo, custaria 2 pontos para um personagem Ningen; um Kiodai, 4 pontos; e um Kami, 8 pontos de personagem.

Com autorização do mestre, o custo da vantagem pode ser dividido entre vários personagens: um Aliado Kami poderia ser adquirido por quatro personagens Ningen pagando 2 pontos cada. Demais regras da vantagem são as mesmas.

Aliados mais fortes: Seu Aliado Gigante sobe um patamar para cada +1 ponto investido na vantagem. Por exemplo, um piloto novato (5 pts) que possua um Aliado Gigante Campeão (dois patamares acima, 10 pts) na escala Sugoi, deve gastar+2 pontos de vantagem (que passa a custar 3 pontos).

Nobreza: personagens com a vantagem Nobreza (Brigada Ligeira Estelar, p.49) recebem um desconto de -1 ponto ao adquirem Aliado Gigante. Por exemplo, um nobre de patamar campeão (10 pts) deseja adquirir uma nave (Aliado Gigante na escala Kiodai) dois patamares acima do normal (feita com 18 pts): o custo total da vantagem será de 5 pontos ao invés de 6 (4 pts pelo Aliado Kiodai, +2 pts pelos dois patamares acima, -1 de desconto por Nobreza).

Minha solução final

As modificações do Manual do Defensor ajudam a diminuir o problema, mas não são o bastante. Os Aliados Gigantes de personagens novatos ainda estão mais fracos que os robôs dos capangas! Minha solução foi ignorar a recomendação de começar com personagens novatos (5 pts), e ao invés disso começar com personagens campeões (feitos com 10 pts).

Desse modo, os robôs básicos começarão com 12 pontos (equivalente a um hussardo regencial). Para evitar problemas, defini que o Aliado Gigante só pode estar até dois patamares acima do piloto. Adotei essa restrição porque um piloto campeão (10 pts) poderia começar a campanha com um robô mais forte que o hussardo imperial (feito com 15 pts), que são um dos modelos iniciais mais fortes do jogo.

Recomendo usar a tabela abaixo com descrições “mais humanas” dos valores de característica. Essa tabela foi apresentada na adaptação de Rogue One da Dragão Brasil #115 (p.48), e também foi adotada nas Regras Alternativas sugeridas pelo autor de Brigada Ligeira Estelar.

Tabela Características 3D&T Rogue One

Eu já havia adotado instintivamente essa regra antes dos jogadores reclamarem da vantagem, mas esta solução sozinha não foi suficiente. Por isso adotei as sugestões do Manual do Defensor.

Balanceando a vantagem Patrono

Para fechar o artigo, eu sugiro que mudemos a vantagem Patrono para ficar nivelada com Aliado Gigante. Ela ainda é mais barata (sob o custo de ter que obedecer alguém), mas o custo varia de acordo com o robô que seu patrono pode lhe fornecer.

0 pontos: Seu patrono não possui muitos recursos, você não lhe inspira confiança, ou possui patente baixa. Os robôs fornecidos por ele possuem pontuação de patamar igual ou inferior ao seu (normalmente modelos refugos, agros ou cargos).

1 ponto: Seu patrono lhe fornece robôs um patamar acima do seu (normalmente um hussardo comum ou da nobreza). A maior parte das guardas regenciais e de domínio se enquadram aqui.

2 pontos: Seu patrono é uma força de elite com muitos recursos, ou talvez ele acredite no seu potencial. Você recebe um robô dois patamares acima do seu (normalmente um hussardo imperial ou equivalente). Pilotos hussardos da Brigada Ligeira Estelar se encaixam nessa pontuação.


A imagem usada no banner deste artigo pertence a Alexandre Lancaster e Jambô Editora. Você pode admirá-la em toda sua glória aqui.

Sobre Edu Guimarães

Mestra RPG desde os 10 anos e nunca mais parou. É nerd, biólogo, Leal e Bom.