Como Jogar Fate Básico e Acelerado com Cartas

Olá. Há algumas semanas apresentei uma opção para usar cartas como marcadores de pontos de destino. Agora mostrarei como substituir os Dados Fate por uma mão de cartas, adicionando escolhas […]

Olá. Há algumas semanas apresentei uma opção para usar cartas como marcadores de pontos de destino. Agora mostrarei como substituir os Dados Fate por uma mão de cartas, adicionando escolhas estratégicas.

Preparação

Você precisará de dois baralhos, descartando as seguintes cartas de cada um deles:

  • Todos os coringas.
  • Todas as cartas 5, 6, 7, 8 e 9.
  • Um 4 de naipe preto (espadas ou paus).
  • Um 4 de naipe vermelho (ouros ou copas).

Ao final do processo cada baralho terá todas as cartas 2, 3, 10, J, Q, K e A, além de uma carta 4 de naipe preto e uma carta 4 de naipe vermelho, totalizando 30 cartas cada.

Junte os dois baralhos e forme o Maço do Destino com um total de 60 cartas.

Mão

Cada jogador terá sua Mão, um conjunto de cartas para usar durante o jogo, substituindo os Dados Fate. A quantidade de cartas de sua Mão é igual à Recarga + 1. Por exemplo, um personagem com Recarga 3 terá uma Mão com 4 cartas.

Usando o Maço do Destino

Quando um jogador realizar uma ação, ao invés de rolar 4 Dados Fate, escolherá uma carta de sua Mão e a utilizará como resultado.
Leia as cartas da seguinte maneira:

  • Naipes pretos (espadas e paus) são valores positivos. Pense em “grana preta”.
  • Naipes vermelhos (ouros e copas) são valores negativos. Pense em “ficar no vermelho”.
  • Figuras (J, Q e K) = 0.
  • 10 e A = 1. Lembre-se: basta ter o número um associado à carta. Só há um símbolo do naipe num ás.
  • 2, 3 e 4 são lidos normalmente.

Exemplos:

3 preto = +3 (3 se lê normalmente e preto é positivo)

2 vermelho = -2 (2 se lê normalmente e vermelho é negativo)

Q vermelho = +0 (figuras valem 0, não importa a cor)

K preto = +0 (figuras valem 0, não importa a cor)

A vermelho = -1 (A = 1 e vermelho é negativo)

10 preto = +1 (possui o número 1 e preto é positivo)

Depois da ação finalizada, o jogador coloca sua carta usada na Pilha de Descartes.

Outros Detalhes

Quando a Mão de um jogador estiver vazia, ele comprará cartas do Maço do Destino até o total de sua Mão. Nada de guardar as cartas ruins!
Ao usar a opção de rerrolagem de dados, o jogador comprará uma carta do Maço do Destino e a utilizará no lugar de sua carta escolhida. Caso o narrador utilize essa opção, obrigará um jogador a comprar uma carta e substituir a que foi escolhida.

Observação importante: o narrador não usará cartas. Considere que ele sempre consegue um resultado +0 nas jogadas de seus PdNs.
Quando acabarem as cartas do Maço do Destino, reembaralhe a Pilha de Descartes para formar um novo maço.

Finalizando

As probabilidades mudam ao usar cartas, principalmente pela variação de quantidade, mas são próximas dos Dados Fate e a variante D6-D6.
Caso as cartas de 5 a 9 fossem utilizadas, você teria problemas em dividir seus valores na hora de jogar? Exemplo: 9 de espadas = +4 (9/2, arredondado para baixo e preto é positivo).

O ilustre multitarefa Bruno Prosaiko trouxe uma variante usando dominó.

Espero que divirta sua mesa.

Até.

P.S.: Esse será, provavelmente, o método usado no meu cenário UEPA.

Sobre Jaime Rangel

Jaime “JJ” Rangel é um cara de Duque de Caxias (RJ), franco, tranquilo e desmemoriado. Gosta de levar inquietação às mentes alheias (antes através do Juca’s Blog e Roleplayer). Prefere 10 inimigos sinceros a 1 amigo indeciso. Cuidado ao perguntar algo, ele responderá a verdade. E a verdade é sempre mais divertida (pra ele).