Fichas de Personagem com Personalidade

Eu tenho uma pequena coleção de fichas de personagem. Não estou falando fichas de personagem preenchidas, com personagens, mas sim de modelos diferentes de fichas em branco para usar. Para […]

Eu tenho uma pequena coleção de fichas de personagem. Não estou falando fichas de personagem preenchidas, com personagens, mas sim de modelos diferentes de fichas em branco para usar. Para quem mestra a ficha é apenas uma conveniência, um pedaço de papel para anotar os stats do personagem, mas para jogadores a ficha tem um significado muito mais importante, ela é o personagem, ou pelo menos a parte do personagem que ele pode tocar e manipular.

Uma característica que eu tenho notado em rpgistas é o fetichismo com os dados, praticamente todo jogador de D20 tem um dado “seu” e suas particularidades (frescuras mesmo) com relação a este. Talvez por usar três dados comuns no lugar de um dado especial, tenho notado esse efeito muito menos em Gurps, mas jogadores de Gurps costumam transferir isso para a ficha do seu personagem, talvez por que a criação do personagem (e consequentemente, da ficha) seja tão mais completa (alguns diriam complexa) e envolvente? Alguns jogadores gastam páginas e páginas preenchendo a ficha com equipamentos, histórico, grimório, desenhos, já conheci jogadores que escolheram Gurps por que a ficha de personagem tinha espaço para desenhar o personagem!

Dada a ligação que os jogadores tem com sua ficha, não seria interessante dedicar um pouco de esforço na criação de fichas mais interessantes para os jogadores? Não é preciso ser um designer para fazer uma ficha interessante (mas ajuda! Posso recomendar o livro Design para quem não é designer para quem quer saber mais sobre o assunto). Uma escolha de fonte adequada (mas sem muitas firulas), um destaque nos campos mais usados no seu jogo (Força de vontade em aventuras de Terror, Manobras e Defesas em aventuras com Artes Marciais…), um fundo imitando pergaminho para aventuras medievais, ou imitando uma tela de computador para ficção científica, podem transformar a ficha de personagem em uma verdadeira prop, ajudando na imersão do jogador no mundo de jogo. Um bom exemplo é o do jogo Castelo Falkenstein, que não tem ficha de personagem, mas sim um diário de personagem, feito de preferência em um caderninho com um ar vitoriano, e usado para montar uma crônica das aventuras.

Já me aventurei antes em desenhar fichas de personagem para fins específicos, mas sem me ater tanto ao lado gráfico da coisa. No entanto notei que fichas e props bem produzidos chamam muito a atenção, principalmente se você quer recrutar jogadores em eventos de RPG. Um material mais bem produzido, como o da aventura Piratas Lasers e Dinossauros atrai os olhos de jogadores que estejam passando, e são um excelente acompanhamento para props como miniaturas e cenários de papel. E com miniaturas de papel você pode até mesmo colocar a ilustração da miniatura na ficha!

Para X-COM, que eu estou usando para mestrar jogos de miniaturas táticos em eventos, resolvi ir um passo adiante e emular o estilo do jogo de computador. Usando  gráficos e fontes da UFOPAEDIA desenhei fichas usando os personagens, fontes e até os nomes do jogo. Completando isso, fichas de equipamento para as armas iniciais do jogo também:

Ficha de Personagem de Soldado do X-COM

Ficha de Personagem de Soldado do X-COM

Ficha de rifle.

Ficha de rifle.

Ficha de munição de rifle.

Ficha de munição de rifle.

medikit

Essas fichas e todas outras que eu fiz para o jogo podem ser baixadas nos links do artigo sobre GURPS Tático.

Para a minha campanha atual de Gurps Star Trek eu fiz fichas inspiradas nos displays na Enterprise D. Utilizei imagens de fãs, jogos e até mesmo dos blogs pessoais em que os artistas conceituais que trabalham nas séries postam suas artes. Usei um HTML e CSS que recria a interface LCARS, utilizando até mesmo a fonte oficial (Swiss911 Condensed) para fazer o texto da ficha e dos equipamentos:

M'Ress

StartrekEquip

Você tem fichas personalizadas de Gurps? Deixe um comentário!

Publicado Originalmente no GurpsNation em 23/03/2012

Sobre Hackbarth

Tiago Hackbarth é um gaúcho de Porto Alegre, computólogo, rato de biblioteca, rpgista, pai, linux-user e nerd. Não necessáriamente nessa ordem.
Nas horas vagas escreve para o Roleplayer e monta miniaturas de papel. Quando surge uma oportunidade, mestra Gurps.