Pathfinder: Devir faz devirzice

Ontem a Devir Livraria fez mais uma das suas e anunciou que o lançamento mais esperado (de 2014) da editora só poderá ser adquirido em quantidade limitada durante a EIRPG… […]

Ontem a Devir Livraria fez mais uma das suas e anunciou que o lançamento mais esperado (de 2014) da editora só poderá ser adquirido em quantidade limitada durante a EIRPG… que fica dentro da Anime Friends. Ou seja, se você quiser a edição limitada de Pathfinder, vai ter que comprar o ingresso para a Anime Friends, que custa R$ 60 a inteira no lote atualmente disponível.

devirzando

Então vamos lá.

  1. O livro está atrasado em pelo menos um ano e meio desde um anúncio feito pela, olha só, própria Paizo para quem a Devir falou que três livros sairiam entre janeiro e março de 2014: a begginer’s box, o core book e o bestiary.
  2. Nenhuma informação sobre o livro é dada: quantas páginas terá, elas serão coloridas como no original, a capa será dura, quanto vai custar?
  3. Eles chamam de “incrível novidade” um anúncio onde nenhuma informação é dada sobre porque alguém deveria se importar com a “edição limitada” e que você tem que entrar num evento que custa R$60 a entrada para comprar um livro que deve custar no mínimo uns R$150~200.
  4. E o que eles querem dizer com “[…]quantidade limitada, disponível especialmente no Encontro Internacional de RPG[…]”? O livro não vai ser vendido fora do evento? Se vai, o que é que vai ter de “especial” para chamar ela de edição limitada?
  5. A menos, claro, que a grande diferença entre a edição limitada e a edição normal sejam as 20 páginas de errata da edição limitada.

Mas para resumir a minha reação e a de centenas de RPGistas: Sério, Devir? SÉRIO?!

Atualização: Depois de 48 horas, a Devir resolveu responder os comentários irados em sua página com uma resposta padrão: “Olá, [ins. nome do leitor]! Teremos disponível depois para todas as lojas! Fica ligado na nossa página para informações ;)”

Mas o detalhe é: a “edição limitada” não tem nada de limitada, é a mesma edição comum que você vai comprar na loja. Devir, eu te acusaria de propaganda enganosa, mas a sua já famosa incompetência te libera da acusação porque é mais provável que ninguém aí saiba a diferença entre edição limitada e “trouxemos só um tantinho de livros da gráfica que o resto ainda tão imprimindo”.

Sobre Nume Finório

João Paulo Francisconi, entre outras enormes perdas de tempo, é blogueiro há dez anos, escreveu para a finada Dragon Slayer, publicou alguns livros de RPG e assistiu quatro episódios de Punho de Ferro.