Impressões sobre LEDD – Episódio 05 (Parte 01)

Oi. Meu nome é Marlon e eu não sou italo-brasileiro… bem, não totalmente. Eu estou aqui por que quero compartilhar com vocês que há três dias não leio uma única […]

Oi. Meu nome é Marlon e eu não sou italo-brasileiro… bem, não totalmente.
Eu estou aqui por que quero compartilhar com vocês que há três dias não leio uma única página de Ledd.

Da versão impressa, ao menos.

Sério agora. Apresentações alcoólicas-anonimas à parte, como nosso amigo Di Benedetto ganhou um cargo no site oficial de Ledd para escrever as suas impressões em relação a história de forma semelhante à que ele fazia aqui no RPGista, vou acabar assumindo o manto de escrever os meus próprios palpites sobre a série, pra coluna não morrer de lordose. Assim prosseguimos com a tradicional “Impressões sobre Ledd” enquanto tento quebrar o recorde do site de trocadilhos infames num mesmo texto.

Como não poderia deixar de ser, em “homenagem” ao Benedetto, vou usar parte das análises do próprio como base pro nosso papo aqui.

ganso01 Impressões sobre LEDD – Episódio 05 (Parte 01)

 

 

Peraê! Então você vai comentar os comentários do comentarista?!

 

É… vou sim.

Como talvez vocês já saibam, há alguns dias saiu o quinto episódio de Ledd – (a parte 01, a próxima só no fim do mês). O primeiro capítulo com o site novo, muito melhor para ler e reler, com o sugestivo nome de Ganso Afogado, bicho este cujo ilustre bico ilustra este post. Logo nas primeiras cenas vemos o protagonista despertando entre lençóis após um sonho conturbado em que nos é revelado um nome e uma sugestão do que rolou com ele antes de perder as memórias. Pelo jeito a vila de Ledd foi atacada por alguma coisa. O tal de Lohr tinha por obrigação proteger o povo enquanto Ledd enfrentaria o bicho que faz Whossssh… Mais alguém apostou numa baforada de dragão?

Como Ledd é o único sobrevivente e foi preso por ser o principal suspeito de ter destruído e matado a vila inteira, podemos supor que Lohr até era bem intencionado, mas ao mesmo tempo fracassou miseravelmente em salvar a galera. Os teóricos da conspiração de plantão também sussuram que, talvez, Lohr seja um vilão ainda por vir, o responsável pela “acusação” de Ledd. Mas claro, tudo isto não passa de especulação em torno de um único nome.  É cedo pra ter certeza sobre qualquer coisa.

De qualquer maneira, após o sonho, Ledd desperta e Drikka está ali. Um homem e uma mulher no mesmo quarto numa estalagem chamada Ganso Afogado?

ganso02 Impressões sobre LEDD – Episódio 05 (Parte 01)

 

 Danado esse Ledd, né não? 

 

 

O assunto polêmico só não virou trending topic no twitter por que algo chamou muito mais a atenção dos leitores: a arte! Talvez por ter tido mais tempo, liberdade ou confiança pra brincar com o próprio estilo, o desenhista Lobo Borges nos presenteia com uma riqueza de detalhes digna do roteiro que está sendo trabalhado. Aliás, se mais alguém estava todo curioso pra saber o que a Drikka viu na carruagem que explodiu , quem era aquele sujeito detonando tudo no último capítulo ou qualquer outra coisa? Esqueça amigão! A trama dá uma pausa após toda a ação raivosa dos últimos capítulos e corta diretamente para uma tranquila cena de taverna.

O roteirista JM Trevisan preferiu ao invés de explicar o que ficou no ar no último capítulo já, deixar tudo pra depois. Tudo! Além disso, uma série de outras indagações surgiram, além de novos personagens detalhando ainda mais o mundo de Arton.  Mais alguém achou que a coisa mais estranha do capitulo foi a falta da própria Golinda? (Alias, eu acabei a confundindo com a goblin ACHACHA! Achei que a goblin era a cozinheira.  Por isso eu caí pra trás e bati a cabeça no chão ao ler que Golinda era a esposa (!) de um paladino de Khalmyr humano (!!) chamado Holgar!) Alguém duvida que todo mundo vai colar no próximo capítulo buscando detalhes? Outro que merece ser mencionado: Ledd agora está com a roupa que nós conhecemos em algumas prévias do personagem mostradas aqui e ali, muito mais próximo aos estudos iniciais dele. O mesmo quase ocorre com Ripp. Ele ainda não carrega um manto preso às costas.

 Pontos Positivos: além da arte ter dado um salto de qualidade e o roteiro estar tão gostoso e natural de acompanhar que fiquei inconscientemente tentando pular a última página infinitamente até despertar do limbo de leitura e entender que o meio capítulo tinha terminado. Achei o casal divertido, especialmente por ter achado por um segundo que a Golinda era a a goblin (!!!) . O que diabos é aquelas carrancas que os sujeitos mostraram no salão? Alguma coisa relacionada ao rango da Golinda? Quero saber logo!

Porém, o ponto alto mesmo deste ato foi o flashback de Ripp, o mago. Ele tinha cabelo! E não era pouco, diga-se de passagem. Além disso, agora sabemos que ele foi um mestre da Ordem do Vazio e não um mero mago iniciante. As teorias do Benedetto levam pra um lado em que Ripp tenha sido privado de sua cabeleira em Hardorff, para que não pudesse fazer uso de mágica. Eu não vejo assim.  Continuo abraçado a teoria de que Ripp está totalmente ligado a qualquer coisa que tenha ocorrido com Ledd na vila destruída. E os cabelos dele dançaram nessa hora, talvez pra salvar a vida de ambos.

ganso03 Impressões sobre LEDD – Episódio 05 (Parte 01)

 

Ou bobiar o tal do Lohr é o próprio Ripp hehe

 

 

Pontos Negativos: NADA DE GUAXININJAS!

Claro que eles não estariam ali. O capítulo já estava concluído antes de alcançarmos a meta do milhar de seguidores.  Ainda assim, não resisti e procurei nos cantinhos (especialmente no boteco) para ver se encontrava algum shinobi procionídeo nas páginas.  Houve alguma reclamação quanto ao “corte” da história desta vez, mas não dá pra fazer milagre nesse sentido. Provavelmente, se houvesse uma página a mais, algum diálogo muito mais importante ficaria cortado, o que seria pior do que a pergunta que ficou no ar.

Só não fiquei tão curioso quanto a continuação por que todo mundo sabe que o melhor rango de Arton é pudim de ameixa…

PARA TUDO!:  os Guaxininjas estão lá! Eu que não encontrei! XDXDXD

Sobre Marlon Teske

Marlon "Armageddon" Teske é de Timbó, Santa Catarina, onde vive isolado do resto do mundo traçando planos de conquista enquanto cursa uma faculdade de regente do universo por correspondência.