Brains and Brawn – Heróis de Dominós

Eu já vi sistemas usando dados, cartas, jan-ken-pô, moedas e mesmo ão usando nada. Mas Brains and Brawn – B&B – conseguiu me surpreender!

Usando dominós como componente aleatório, este sistema projetado para se jogar com super-heróis traz várias regras interessantes. Cada jogador começa o jogo com uma “mão” de três dominós, e sempre que quiser fazer um teste, joga um dos três. O número mais próximo do jogador representa o bem, e será somado às habilidades do herói para completar a façanha, enquanto o número mais distante representa o mal, que será subtraído. Além disso, existe a “mão do destino”, que também joga um dominó quanto você faz o teste, somando os valores do bem e do mal. Sempre que sua mão estive vazia, você deverá pegar novas pedras.

A intenção de usar-se dominós, é para reforçar a idéia de bem e mal, além de aumentar a estratégia do jogo. Entretanto, esta ferramenta parece lenta e truncada.

O que mais me chamou a atenção, foi o sistema de habilidades: Primeiramente, o mestre decide quais habilidades serão obvias, como por exemplo dirigir um carro ou preparar um miojo. Claro que isso varia de história para história, afinal, para um alienígena, pode não ser tão simples assim dirigir um carro. Em seguida, cara jogador pode escolher suas habilidades, não de uma lista, mas inventar as suas próprias, de acordo com a seguinte divisão:

Grandes habilidades, como o uso de armas, reparo de veículos, ou medicina, que abrangem uma vasta gama de aptidões e podem ser usadas em diversas circunstâncias, e custam três vezes a sua graduação nelas.

Habilidades básicas, como armas de fogo ou armas brancas, reparo de automóveis ou aeronaves, cirurgias ou medicamentos, são habilidades que estariam incluídas dentro das anteriores, respectivamente. Entretanto, para alguns personagens seria um desperdício comprar coisas tão abrangentes, então às vezes eles preferem comprar habilidades básicas pelo custo de duas vezes sua graduação.

Por fim, as habilidades especializadas custam apenas o valor de suas graduações. Exemplos são pistolas ou espadas, reparo de carros ou helicópteros, cirurgia cerebral ou unguentos, etc.

Cada habilidade pode variar de 1 a 5 graduações.

Outro ponto positivo é o sistema de iniciativas: no início de cada turno é definida a iniciativa de cada personagem, somando-se os lados “bom” e “mal” do dominó jogado, mais sua velocidade. Cada jogador com maior iniciativa joga até que todos tenham jogado, então, subtrai-se 10 da iniciativa de todos, e, aqueles que continuarem com uma iniciativa positiva(maior que zero), poderão agir novamente até que todos tenham agido, e subtrai-se 10 novamente, e assim por diante, até que todos estejam com 0 ou menos de iniciativa.

Infelizmente, o sistema de super-poderes é fracamente descrito, deixando muitas lacunas e tornando difícil o julgamento de valor (em pontos) de poderes.

Brains and Brawn é um RPG de livre distribuição, escrito por Steven Tremblay and Jamie Cadorette, ilustrações de Kelly Bennett, e lançado em 2002 pela 5th dimension publishing.

Abraços e bons dados!

Ps: Em se tratando de jogos de super-heróis, M&M é melhor ;D

Tags:

Sobre Jey