Miniaturas: Usando o estilete

Como o blog está em uma fase de miniaturas, com o Professor Alabarda publicando alguns de seus artigos clássicos de minis de papel, e eu mesmo estou em uma fase de modelismo, resolvi escrever alguns posts destinados ao uso de algumas ferramentas do hobby.

Estou longe de ser expert mas algumas coisas eu conheço e me incomoda o fato de ver profissionais fazendo besteiras, e dizendo que sabem lidar com algumas ferramentas.

E isso me incomoda mais quando você lida com materiais perigosos, como é o caso do estilete.

Se você vai se meter a mexer com uma lâmina afiada, melhor saber o que está fazendo, deixar de lado a preguiça e fazer certo.

Tipos de estiletes:

NÃO! Estiletes NÃO SÃO todos iguais!

Aqui, vou me ater a apenas 3 tipos de facas, apesar de existir uma porção delas, essas são o que você poderá usar para maior parte do que faremos aqui.

Não há uma denominação específica entre eles. Cada marca ou loja usa um nome diferente para cada modelo, então vou chamá-los pela forma mais fácil de lembrar.

Estilete grande:

É usado para cortar materiais espessos e resistentes. Não invente de cortar papel com ele, nem tentar cortar detalhes. A lâmina é grossa e dificulta uma pega apropriada para esse tipo de corte.

Use para cortar papelão, plástico, etc. Existem modelos até para cortar madeira. Mas nada que exija detalhes ou precisão.

Estilete pequeno:

Esse é o normalmente encontrado em papelarias. Ele serve para cortar papel e materiais mais frágeis. O tamanho dele já propicia um corte mais detalhado, e o posicionamento do dedo permite empregar alguma força no corte.

Estilete caneta, ou de precisão:

A melhor ferramenta para cortar detalhes. A pega dele se dá como se você segurasse um lápis, utilizando a ponta dos dedos para manipular a ferramenta, o que o torna excelente para cortar pequenas peças. Além disso, alguns compassos possuem um extensor que permite a acoplagem com esse tipo de estilete, possibilitando o corte de círculos (embora existam estiletes desenhados especificamente para o fim de cortar círculos).

Como cortar usando um estilete:

Durante o uso, mantenha apenas o primeiro segmento da lâmina para fora. Isso é importante para evitar que ela se quebre durante o uso.

A maior parte das pessoas, ao tentar cortar alguma coisa com um estilete, utiliza a maior força que pode. O objetivo é cortar de uma vez a superfície e se livrar logo do trabalho.

Mas essa não é a melhor forma.

Quem nunca cortou um papel e a lâmina saiu de lado, cortando o que você não queria?

O ideal é passar o estilete suavemente pela superfície, vincando o material e criando uma espécie de trilho, pelo qual a lâmina pode correr no próximo corte. Caso a lâmina se desvie ela não cortará o que você não quer, apenas arranhará, o que possibilita um acerto na próxima passagem da lâmina.

O uso de muita força/velocidade tira o controle sobre o estilete, por isso, o ideal é cortar se concentrando no controle. Devagar e suavemente. Utilizando a força necessária apenas para vincar a surperfície (obviamente, cortar plástico necessitará de mais força que cortar papel).

Utilize uma régua como guia, posicionando-a para proteger a parte mais importante do que você deseja cortar.

Além disso, ao cortar linhas retas, o correto é usar uma régua de aço como guia. Não use réguas de alumínio ou plástico!

Nem precisa pensar muito… Se você pode usar o estilete para cortar plástico, você usaria uma régua de PLÁSTICO para servir como guia?

A régua pode até servir nas primeiras vezes, mas rapidamente ficará dentada e passará a produzir linhas… digamos… não muito retas.

Além disso, caso você esteja usando muita força, o estilete pode cortar a régua de plástico junto com o que estiver segurando ela… tipo um dedo.

Falando em dedo…

ATENÇÃO para posicionar seu dedo INTEIRO sobre a régua.

É MUITO comum as pessoas se descuidarem e deixarem o dedo no caminho do estilete.

Se a pessoa usar muita força/velocidade no corte, é pedir para ter o topo do dedo cortado.

ATENÇÃO: Pode parecer besteira, mas isso é bem mais comum do que você imagina. Eu já cortei o dedo assim, e já ví muitas outras pessoas que cortaram da mesma forma.

Onde cortar:

Use sempre uma base onde você for cortar e cuidado para não cortar a base!!!

Quando eu era pequeno, tinha a mania de usar bases de papelão para cortar papel. Isso é horrível! Além de cortar o papel, a base era cortada também, criando um trilho pelo qual o estilete insistia em correr e estragar meu próximo corte. Além disso, faz uma sujeira terrível.

Você pode usar um pedaço de vidro como suporte (mas eu já quebrei um desses apenas me apoiando), ou uma base específica para corte (existem vários tamanhos, sugiro o A3 por nem ser muito pequeno, nem muito grande).

Descartando um estilete:

Você vai reparar quando a lâmina do seu estilete estiver desgastada. Mas não precisa jogar fora!

Sabe aqueles risquinhos que existem na lateral da lâmina? Você pode usar um alicate para quebrar a lâmina naquele risco! Pronto! Lâmina nova!

Sobre Alexandre

Estagiário do vice presidente júnior do RPGista, Alexandre começou a jogar RPG em 1991, só para poder usar miniaturas e jogar dados esquisitos. Ele é o jogador que faz os ninjas e rangers do grupo. Nunca magos (porque com eles não se brinca).